Feliciano

feliciano

O que pensam os sud sobre Marcos Feliciano?

Ainda não acabou a polêmica sobre o deputado Marco Feliciano na presidência da Comissão de Direitos Humanos do Congresso Nacional. Pastor de uma Assembleia de Deus, Feliciano havia publicado no Twitter que “Africanos descendem de ancestral amaldiçoado por Noé. Isso é fato. O motivo da maldição é polêmica. Não sejam irresponsáveis twitters rsss”.

A crença de Feliciano numa interpretação literal da narrativa bíblica – e da tradição que coloca os negros como descendentes de Cão – parece especialmente relevante aos mórmons brasileiros, uma vez que tal visão foi (e em certa medida ainda é) historicamente importante na percepção dos negros no mormonismo.

O que você pensa dessa bagunça toda?

Sobre estes anúncios

12 comentários sobre “Feliciano

    • Irmão alexandrebezerril,

      Essas estórias maldosas foram inventadas nos tempos modernos. Os defensores da escravidão, tais como John Fletcher, de Luisiana, EUA, por exemplo, ensinavam que o pecado que motivou a maldição de Noé fora o casamento inter-racial. Afirmava que Caim fora assolado com a pele negra por matar seu irmão, Abel, e que Cã pecara por se casar com alguém da raça de Caim. É digno de nota, também, que Nathan Lord, presidente da Faculdade Dartmouth, no penúltimo século, atribuiu também a maldição de Noé sobre Canaã, parcialmente, ao “casamento misto proibido [de Cã] com a raça previamente iníqua e amaldiçoada de Caim”.
      Mas, tais ensinos não têm nenhuma base na Bíblia. E houve gente, nos séculos passados, que mostravam que a maldição proferida por Noé estava sendo aplicada erroneamente aos negros. À guisa de exemplo, em junho de 1700, o Juiz Samuel Sewall, de Boston, EUA, explicou: “Pois Canaã é a pessoa amaldiçoada três vezes, sem se mencionar Cã. . . . Ao passo que os da raça negra [em inglês, Blackmores] não descendem de Canaã, mas de Cus.”
      Também, em 1762, certo John Woolman publicou um tratado em que argumentava que a aplicação desta maldição bíblica, de forma a justificar a escravização de pessoas e privá-las de seus direitos naturais, “é uma suposição embrutecida demais para ser admitida pela mente de qualquer pessoa que sinceramente deseje ser governada por sólidos princípios”.
      Imensos danos resultaram da aplicação errônea, por parte de líderes religionistas, desta maldição bíblica! A escravização dos negros africanos, e os maus tratos que lhes impuseram, desde os dias da escravidão, não podem de forma alguma ser justificados pela Bíblia. A verdade é: Os negros não são, e jamais foram, amaldiçoados pelos Deuses!

      Apóstolo TDS

  1. No que tange à política, penso que ele não deve ser destituído do cargo de Pres. da Comissão de Direitos Humanos da Câmara, pois foi escolhido da mesma maneira que os presidentes das outras comissões, através de acordos entre partidos. Caso não esteja fazendo um bom trabalho à frente desta comissão, aí sim deveria deixar a comissão.
    O que está errado é a intolerância dos seus opositores em quererem tirá-lo no grito pelo fato do deputado ter opiniões contrárias às deles. (ou como eles dizem: opiniões que os ofendem).
    Eu sigo a máxima de Voltaire: “Não concordo com uma palavra do que dizes, mas defenderei até o ultimo instante seu direito de dizê-la.”
    No que tange à sua declaração sobre os negros. Como ele mesmo já esclareceu, alguns teólogos chegaram a esta conclusão e o deputado segue essa corrente teológica. (Já vi também em outros posts aqui alguém defendendo que a pobreza da África é questão de maldição, inclusive quanto a cor).
    No meu raso conhecimento sobre o assunto, vejo que tanto na bíblia como no livro de mórmon alguns povos receberam marcas do Senhor como maldição, porém, não concordo com a interpretação extensiva de que essas maldições são a causa de mazelas de determinados povos atualmente. Nem concordo com a afirmação de que a raça humana negra que existe hoje é resultado exclusivamente dessa maldição.

    • Infelizmente devo discordar de algumas opiniões aqui expostas e que apenas citaram a bíblia. É fato que a doutrina da igreja em suas obras padrão, possuem muitas semelhanças com a posição do deputado-pastor Marcos Feliciano, vejamos:

      O Velho Testamento registra que, o quarto filho de Cão (Gênesis 9:22; 10:1,6), neto de Noé, chamado Canaã, viveu em uma terra em que seus descendentes e outras pessoas daquela terra chamavam-se cananeus.

      O livro de Abraão em Pérola de Grande Valor registra que, a descendência de uma mulher filha de Egitus e Cão, filho de Noé, mulher que primeiramente descobriu a terra do Egito e deu origem ao povo egípcio que nasceu dos lombos de Cão, raça que conservou não só o sangue dos cananeus, mas também a maldição naquela região [1].
      Com relação à maldição, ela está registrada em Seleções do Livro de Moisés, sendo interessante observar que Enoque naquela época não chamou ao arrependimento o povo de Canaã (povo de cor negra) [2].

      Racismo que o Guia Para Estudo das Escrituras (GEE), que integra a última edição de Pérola de Grande Valor, procura corrigir no princípio doutrinário, a meu ver de forma contraditória, dizendo que o negro também é convidado a participar da bondade divina e não será repudiado. Sugere ao leitor, um cruzamento de escrituras em nota de rodapé que o direciona para o Livro de Mórmon, em 2 Nefi 26:33 “Pois nenhuma destas iniquidades vem do Senhor, porque ele faz o que é bom para os filhos dos homens; e não faz coisa alguma que não seja clara para os filhos dos homens; e convida todos a virem a ele e a participarem de sua bondade; e não repudia quem quer que o procure, negro e branco, escravo e livre, homem e mulher; e lembra-se dos pagãos e todos são iguais perante Deus, tanto judeus como gentios”. No entanto infelizmente o Livro de Mórmon replica tal preconceito, agora não contra os negros e sim com os ameríndios. Não com a maldição da pele negra e sim com a maldição da pele escura [3].

      Evidentemente que as autoridades gerais da igreja apoiaram e ensinaram como verdades tal doutrina, assim como o deputado-pastor Marcos Feliciano.

      1) Pérola de Grande Valor – Livro de Abraão.
      Capítulo 1.
      21 Ora, esse rei do Egito descendia dos lombos de Cão e, por nascimento, era participante do sangue dos cananeus.
      22 Dessa descendência nasceram todos os egípcios e assim se conservou o sangue dos cananeus na terra.
      23 A terra do Egito sendo, primeiramente, descoberta por uma mulher, que era filha de Cão e filha de Egitus que, em caldeu, significa Egito e quer dizer aquilo que é proibido;
      24 Quando essa mulher descobriu a terra, a terra estava debaixo da água; posteriormente estabeleceu seus filhos nela; e assim nasceu de Cão a raça que conservou a maldição naquela região.
      25 Ora, o primeiro governo do Egito foi estabelecido pelo Faraó, filho mais velho de Egitus, filha de Cão, e foi à semelhança do governo de Cão, que era patriarcal.
      26 O Faraó, sendo um homem justo, estabeleceu seu reino e julgou seu povo sábia e justamente todos os seus dias, procurando sinceramente imitar a ordem estabelecida pelos pais nas primeiras gerações, nos dias do primeiro reinado patriarcal, sim, no reinado de Adão e também de Noé, seu pai, que o abençoou com as bençãos da terra e com as bênçãos da sabedoria, mas amaldiçoou-o com respeito ao Sacerdócio.
      27 Sendo o Faraó dessa linhagem pela qual ele não tinha direito ao sacerdócio, embora os Faraós o reivindicassem por sua descendência de Noé através de Cão; assim meu pai foi desviado pela idolatria deles;

      2) Pérola de Grande Valor – Seleções do Livro de Moisés.
      Capítulo 5.
      40 E eu, o Senhor, disse-lhe: Qualquer que te matar, sete vezes sofrerá vingança. E eu, o Senhor, pus um sinal em Caim, para que não o matasse qualquer que o achasse.
      41 E Caim foi banido da presença do Senhor e, com sua mulher e muitos de seus irmãos, habitou a terra de Node, a leste do Éden.
      Capítulo 7.
      6 E o Senhor tornou a dizer-me: Olha; e olhei para o norte e vi o povo de Canaã, que habitava em tendas.
      7 E o Senhor disse-me: Profetiza; e eu profetizei, dizendo: Eis que o povo de Canaã, que é numeroso, irá batalhar contra o povo de Sum e matá-los-á até destruí-los por completo; e o povo de Canaã dividir-se-á na terra e a terra será estéril e infecunda; e nenhum outro povo viverá ali, a não ser o povo de Canaã;
      8 Pois eis que o Senhor amaldiçoará a terra com muito calor e a sua esterilidade continuará para sempre; e uma cor negra desceu sobre todos os filhos de Canaã, de modo que foram desprezados entre todos os povos.
      9 E aconteceu que o Senhor me disse: Olha; e olhei e vi a terra de Saron e a terra de Enoque e a terra de Ômner e a terra de Heni e a terra de Sem e a terra de Haner e a terra de Hananias e os habitantes de todas elas;
      10 E o Senhor disse-me: Dirige-te a esse povo e dize-lhes que se arrependam, para que eu não venha e os açoite com uma maldição e eles pereçam.
      11 E ele me deu um mandamento de que eu batizasse em nome do Pai e do Filho, que é cheio de graça e verdade, e do Espírito Santo, que presta testemunho do Pai e do Filho.
      12 E aconteceu que Enoque continuou a chamar todo o povo, com exceção do povo de Canaã, ao arrependimento;
      21 E aconteceu que o Senhor mostrou a Enoque todos os habitantes da Terra; e ele olhou e eis que Sião, com o correr do tempo, foi arrebatada ao céu. E o Senhor disse a Enoque: Eis minha morada para sempre.
      22 E Enoque também viu os remanescentes do povo que eram os filhos de Adão; e eram uma mistura de toda a semente de Adão, exceto a de Caim, pois a semente de Caim era negra e não tinha lugar entre eles.

      3) O Livro de Mórmon – 2 Néfi.
      Capítulo 5.
      20 A palavra do Senhor portanto foi cumprida quando me falou, dizendo: Se deixarem de dar ouvidos a tuas palavras, serão afastados da presença do Senhor. E eis que foram afastados de sua presença.
      21 E ele fez cair a maldição sobre eles, sim, uma dolorosa maldição, por causa de sua iniqüidade. Pois eis que haviam endurecido o coração contra ele de tal modo que se tornaram como uma pedra; e como eram brancos, notavelmente formosos e agradáveis, a fim de que não fossem atraentes para meu povo o Senhor Deus fez com que sua pele se tornasse escura.
      22 E assim diz o Senhor Deus: Eu farei com que sejam repugnantes a teu povo, a menos que se arrependam de suas iniqüidades.
      23 E amaldiçoada será a semente daquele que se misturar com a semente deles; porque será amaldiçoada com igual maldição. E o Senhor assim disse e assim foi.

      Livro de Alma – Filho de Alma.
      Capítulo 3.
      6 E a pele dos lamanitas era escura, por causa do sinal que havia sido posto em seus pais como um anátema pela transgressão e rebeldia deles contra seus irmãos, que eram Néfi, Jacó e José e Sam, que foram homens justos e santos.
      7 E os irmãos procuraram destruí-los, sendo portanto amaldiçoados; e o Senhor pôs-lhes uma marca, sim, em Lamã e Lemuel e também nos filhos de Ismael e nas mulheres ismaelitas.
      8 E isto foi feito para que sua semente pudesse ser distinguida da semente de seus irmãos, para que assim o Senhor Deus preservasse seu povo, a fim de que não se misturasse nem acreditasse em tradições incorretas que causariam sua destruição.
      9 E aconteceu que aqueles que misturaram sua semente com a dos lamanitas fizeram recair sobre sua descendência igual maldição.
      10 Portanto, os que se deixaram levar pelos lamanitas foram chamados por esse nome e foi-lhes posto um sinal.

      Referência: http://scriptures.lds.org/pt/contents

      4) Algumas citações de líderes da igreja:

      BRIGHAM YOUNG
      Na época Presidente da Igreja ESCREVEU:
      “Você vê alguns grupos da família humana são negros, desajeitados, feios, desagradáveis e baixos em seus costumes, selvagens e aparentemente sem a benção da inteligência que é normalmente dada à humanidade. O primeiro homem que cometeu o odioso crime de matar um de seus irmãos foi amaldiçoado por mais tempo do que qualquer outro filho de Adão. Caim matou seu irmão. Caim poderia ter sido morto e isto teria findado aquela linhagem de seres humanos. Mas não era para ser assim, e o Senhor pôs uma marca nele, que é o nariz chato e a pele negra. Siga a história da humanidade até após o dilúvio e ali uma nova maldição é lançada sobre a mesma raça — eles seriam ‘servos de servos'; Journal of Discourses, volume 7, páginas 290-291.

      BRUCE R. McCONKIE
      Na época membro do Quorum dos Doze Apóstolos da Igreja ESCREVEU:
      “Aqueles que eram de menor valor na preexistência, e que, portanto tiveram certas restrições espirituais impostas sobre eles durante suas vidas mortais, são conhecidas por nós como negros. Tais espíritos foram enviados a Terra através da linhagem de Caim, sendo que a marca colocada nele devido a sua revolta contra Deus e o assassinato de Abel é a pele negra (…)

      “Degeneração racial, resultando em diferenças de aparência e em capacidade espiritual, têm surgido desde a queda. “Nós conhecemos as circunstâncias sob as quais a posteridade de Caim (e mais tarde de Cão) foi amaldiçoada com aquilo que chamamos características raciais negróides”. Mormon Doctrine, página 616.

      • Declaro com todo o poder que os Deuses me deram, que, após ter lido o que o irmão Evandro expôs aqui, que foram os líderes Mórmones quem deram um tremendo impulso à repugnante crença do racismo bem como de todos os efeitos advindos a este ensino – incluindo, claro, todos os tipos de escravidão do povo negro no mundo.

        Aos Líderes Mórmones atribuo toda iniquidade contra um povo.

        A Escritura dos Deuses, a Bíblia, não apoia os escritos inventados por um rapaz que viu fantasmas.

        Apóstolo TDS

  2. Como “não sabemos todas as coisas” nos pomos a falar palavras vãs, meu amigos. O homem não compreende todas as coisas e ai fica inventando coisas e pondo palavras na boca de Deus. Qualquer cristao sabe e na propria biblia mostra que Deus ama todos os seus filhos, mas é fato que nao se trata de preconceito ouj racismo, quando os filhos de Deus escolhem andar pelos caminhos da desobediencia eles perdem as bençãos que esta reservada aos obedientes e as vezes dependendo de seus atos até mesmo sofrem as consequencias de seus atos iniquos, isto é tao claro e facil de discernir quando a luz do meio dias das trevas , Jesus chamou alguns lideres de sua epoca de “raça de viboras”, os judeus se achavam melhjores que os samaritanos e Jesus usou parabolas onde os samaritanos eram melhores que os sacerdotes e levitas, o mesmo jesus disse a uma mulher de outra nação, (gentia) que nao se tira os pães do filho para dar aos “cães” quando esta se achegou a ele e ai ela retrucou, “mas até os cães comem das migalhas que caem da mesa de seus donos” bom poderia ficar aqui citando milhares de exmplos, mas o fato é que se Deus fez isso oou aquilo nos nao estamos na condiçao de julgar, não é Deus que esta em julgamento e sim o Mundo ou nós. Nao cabe a nehum de nos destratar qualquer ´pessoa pela sua raça ou cor ou credo, e sim amar a Deus sobre todas as coisas e ao nosso proximo com a nós mesmos.

  3. “SOU MÓRMON, SEI DISSO, VIVO ISSO E ADORO ISSO!”
    Sei q essa frase aguarda aprovação, mas como só nós Mórmons somos preconceituosos e fazemos acepção de pessoas, ñ prerciso me preocupar pois sei q a minha frase será publicada…
    grata…

Deixe um comentário abaixo:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s