Como se qualifica para fazer estudos mórmons?

download (1)A Associação Brasileira de Estudos Mórmons foi fundado há quase cinco anos. Já patrocinamos quatro edições de uma conferência acadêmica, a fim de incentivar os estudos mórmons em português. E estamos felizes com a participação do público na conferência.

Mas parece-me que muita gente não entende o propósito da conferência. Assistem a conferência, desfrutam das apresentações, comentam as ideias, e até pretendem assistir a conferência no ano que vem. Mas jamais entra em mente a ideia de fazer um estudo por conta própria.

Com certeza em parte a gente pensa que não é qualificado para fazer estudos mórmons. Quero esclarecer que não é bem assim. Na verdade não há qualificações necessárias para participar. Há apenas a questão da qualidade do estudo feito.

Em subcampos acadêmicos como os estudos mórmons é comum receber e até convidar estudos de gente que não tem graus avançados ou nomeações acadêmicas. O que importa é a qualidade to trabalho feito.

Um amigo meu descreveu a variação em pesquisadores nos Estudos Mórmons no mundo assim:

Consistem em gente que:

  1. Tem um grau avançado e nomeação acadêmica e publicações no subcampo em questão. Este é claramente o padrão-ouro, mas quase ninguém realmente se encaixa nessa descrição.
  2. Tem um grau avançado de algum tipo, mas em outro campo. Um monte de pessoas se encaixam nessa descrição, incluindo uns dos mais famosos. Pode ser muito complicado para estes acadêmicos resolver, pois seu avanço em seu campo depende em publicar dentro do campo e não nos Estudos Mórmons.
  3. Tem publicações acadêmicas de algum tipo sobre o mormonismo. Um monte de gente tem um trabalho publicado em Dialogue ou em jornal semelhante, mesmo sem um grau ou com um grau não-avançado.
  4. Tem conhecimento geral do assunto. Alguém que carece de um grau pode, contudo, ser visto como legítimo.

Como meu amigo indicou, existem poucos nos estudos mórmons que conformam com o padrão-ouro. Sé há mais de 25 (das centenas ou talvez mais de um ou dois mil que participam nos estudos mórmons) eu ficaria muito surpreso.

Os da segunda categoria podem ser até a maioria, mas apenas porque ter um grau acadêmico avançado é bastante comum. Em geral os graus avançados não tem nada a haver com estudos mórmons; são graus profissionais como direito ou negócios ou engenharia. O bem conhecido Leonard Arrington, uma vez historiador da Igreja, tinha um grau em economia, em vez de história. Pessoalmente, eu me encaixo nesta categoria; tenho grau avançado (MBA), mas não aprendi nada obtendo esse grau que possa me ajudar nos estudos mórmons.

A maior parte das pessoas que apresentaram seus estudos em nossa conferência se encaixam nos últimos 3 categorias, e muitos nos últimos dois. Na última conferência conheci uma mulher que tem estudado muito sobre a história da Igreja em sua cidade. Creio que ela não tem grau nenhum, ou grau que não tem nenhum relação com os estudos mórmons. Mas estou muito animado para ouvir uma apresentação dela no futuro.

E você? Acha ainda que não tem grau faz diferença? Sente-se impedido de fazer estudos mórmons?

3 comentários sobre “Como se qualifica para fazer estudos mórmons?

  1. Concordo Kent. Podemos ser autodidatas neste quesito. Mas para uma obra proveitosa, nós, SUDs, devemos ficar atentos quanto a imparcialidade para a questão. Devemos ver os dois “lados da moeda”, e nos ater a fontes confiáveis, deixando de lado o famoso “achometro”, tipico dos Brasileiros. Mas com certeza, o fato de não termos uma graduação, não nós coloca fora de produzir bons, interessantes e proveitosos artigos. Portanto SUDs, MÃOS A OBRA!

  2. Olá. Sou estudante de História pela UFAL e estou trabalhando com a história do estabelecimento da Igreja SUD aqui em Alagoas. Sou membro da Igreja e gostaria de saber como posso conseguir a bibliografia que trata da História do Brasil que está disponível no Zotero. Obrigado pelo seu tempo.

  3. Faço Ciências Sociais, sou membro da Igreja há mais de vinte anos, nesse tempo de estudos das C. Sociais, me peguei muitas vezes comparando tudo que já li e aprendi na faculdade com as coisas que já aprendi na Igreja e já me questionei várias vezes, é interessante notar que se eu fosse fazer uma monografia sobre os mórmons(SUDs) poderia fazer em Ciência Política, pois que trata de relações de poder, ou seja, os líderes americanos falam e nós, membros obedecemos cegamente, e se não for assim, não podemos ter nossa recomendação para o templo, não podemos ter chamados, tomar o sacramento, etc., fora outras coisas mais, como os bailes em que as moças não podem ir de calças, tem que ser padrão de domingo, pelo menos foi isso que vi todo esse tempo na Igreja, a classe social mais abastada com chamados em presidências de estaca, bispados, sumo conselhos, etc., não quero ofender ninguém, esse é o meu ponto de vista, e sinceramente acho que daria uma excelente defesa de mono em C. Política.

Deixe um comentário abaixo:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s