Progresso entre reinos – parte I

Haverá progressão entre os graus e reinos? O mormonismo ensina que Deus tem um plano de progresso eterno para seus filhos. Fazem parte desse plano três diferentes reinos de glória – telestial, terrestrial e celestial -, cada um possuindo em si diferentes graus, os quais serão herdados de acordo com nossa obediência ao plano. 

Uma das lacunas na atual doutrina sud é a possibilidade ou não de progresso de uma grau a outro no mesmo reino ou de um reino a outro. Alguém que herdou a glória terrestrial poderia, ao longo das eras, subir a uma esfera celestial?
 
As respostas que ouviríamos hoje na Igreja podem variar de um sincero “não sei” a um categórico “não!”. A literatura oficial da Igreja hoje parece não abordar tal tema, preferindo enfatizar que o progresso eterno será apenas acessível aos que forem exaltados. Mesmo assim, o progresso eterno parece ser relativizado por algumas afirmações de que Deus não está progredindo porque já progrediu plenamente. Nesse sentido, o progresso eterno não seria em termos de conhecimento ou retidão pessoal, mas seria o progresso dos seus filhos.
 
brigham-1851Brigham Young defendeu o conceito de que não poderia haver um limite para o progresso de um ser, pois ele seria condenado a um retrocesso:

O trabalho de Deus é ver que todos se tornem celestiais assim como ele. Depois das pessoas terem sido designadas a diferentes graus de glória, não é o fim do seu progresso. Elas continuarão a avançar acima, até que todos dobrem os joelhos e se tornem seres celestiais. Se o progresso cessasse em algum lugar na eternidade, em quaisquer dos reinos, elas seriam imediatamente jogadas para o caminho de retrocesso. (Journal of Discourses 1:350)

James_Edward_TalmageNa primeira edição do livro Regras de Fé, de 1899, o apóstolo James E. Talmage fala sobre a possibilidade de avanço entre graus e reinos:

É razoável acreditar, na ausência de revelação direta pela qual conhecimento absoluto do assunto pudesse ser adquirido, que, de acordo com o plano Deus de progresso eterno, avanço de um grau a outro dentro de qualquer reino, e de reino a reino será provido. Mas se os que recebem uma glória menor serão capazes de avançar, certamente as inteligências de um nível maior não serão impedidas em seu progresso; e assim podemos concluir que graus e níveis sempre irão caracterizar os reinos de nosso Deus. A eternidade é progressiva; a perfeição é relativa (…) (Talmage, Articles of faith (Regras de Fé), 1899), páginas 420-421)

Ainda que Talmage diga não haver uma revelação específica sobre o tema, ele afirma estar de acordo com a doutrina revelada acreditar na progressão entre reinos, além de apontar para o fato que que não há uma perfeição absoluta, mas sim relativa. O parágrafo acima foi retirado de edições subsequentes do seu livro.

Sobre estes anúncios

31 comentários sobre “Progresso entre reinos – parte I

  1. Acho muito interessante o tema de progresso, em minhas dúvidas sobre o tema, eu parei para pensar e pesquisar, porém por falta de descobertas na literatura mórmon atual, tentei uma lógica pela Bíblia e no Livro de Mórmon, por isso relatarei algumas coisas que vieram em minha busca.

    Encontrei algo em Hebreus 6:4-6, “Porque é impossível que os que já uma vez foram iluminados, e provaram o dom celestial, e se fizeram participantes do Espírito Santo,
    E provaram a boa palavra de Deus, e as virtudes do século futuro,
    E recaíram, sejam outra vez renovados para arrependimento; pois assim, quanto a eles, de novo crucificam o Filho de Deus, e o expõem ao vitupério.”

    Além do mais 2 Néfi 28 8;9, ” E muitos também dirão: Comei, bebei e diverti-vos; não obstante, temei a Deus—ele a justificará a prática de pequenos pecados; sim, menti um pouco, aproveitai-vos de alguém por causa de suas palavras, abri uma cova para o vosso vizinho; não há mal nisso. E fazei todas estas coisas, porque amanhã morreremos; e se acontecer de sermos culpados, Deus nos castigará com uns poucos açoites e, ao fim, seremos salvos no reino de Deus.
    9 Sim, e haverá muitos que ensinarão desta maneira adoutrinas falsas, vãs e tolas; e encherão o coração de orgulho e procurarão esconder profundamente do Senhor os seus desígnios secretos; e farão as suas obras às escuras.”

    E não posso esquecer de que o Élder Bruce McConkie explica que ” dois nascimentos são essenciais para a salvação. O homem não pode ser salvo sem nascer na mortalidade tampouco pode voltar ao seu lar celestial sem o nascimento no campo do espírito (…) Os elementos presentes no nascimento mortal e no nascimento espiritual são os mesmos. Eles são água, sangue e espírito. Todo nascimento mortal, portanto, é um lembrete dos céus para que nos preparemos para o segundo nascimento.” Acho muito interessante que ele expõe do nascimento corporal e esiritual movidos pelo sangue como fonte de tudo, então, sem o sangue em qualquer um dos dois tópicos, não há salvação.
    Enfim, se acreditamos em uma ressurreição, também acreditamos que ela mudará nosso corpo, pois sairemos de corpos corruptíveis para incorruptíveis, ou seja, uma mudança onde não haverá mais possibilidade de volta, seremos imortalizados de acordo com o que fizemos, trazendo salvação eterna ou condenação permanente. ( tirado de 1 cor 15:42 e Mosías 16: 10-11.)

  2. Olá queridos(as) irmãos
    Hoje quando vi esse postagem me deparei com essa a muito tempo atrás em Doutrina de Salvação vou. 2 que falava exatamente sobre o assunto em questão o presidente Joseph F. Smith disse que o homem que vai para o reino terrestre ficará lá para sempre sem avendo progresso para outro reino . Portanto eu vos pergunto haveis estudado as Doutrinas de Salvação? Segundo Deus cresse sempre em glória

    • Eu li o mesmo no D.S v2 . Porém, fica a pergunta então, qual falou a verdade? BY ou JFS ? Pois são contraditórios um a ou outro. Um diz que existe avanço outro diz que não ambos foram profetas. E detalhe, ambas literaturas foram publicadas e se foram certamente lideres oficiais da igreja leram em alguma momento e se fizeram porque não impediram a publicação de duas doutrinas controvérsias? Outra questão, lendo apenas o livro de Mórmom fica claro que não há progresso, porque ele diz -“E ali será o fim do seu reino para sempre…” etc… tem outras escrituras, que dizem que aqueles que forem anjos, serão privados para sempre da exaltação. etc. (Não vou entrar na questão uma vez que todos que leram sabem disso.) Porém, continua a dúvida. Qual profeta em questão afirmou o correto? Outra pergunta, o caminho de retrocesso eu discordo, porque ninguém desaprende o que aprendeu. Enfim, Não sei qual é a resposta certa. Seu eu seguir apenas as escrituras padrão, terei que afirmar que não existe, porém se eu seguir as doutrinas Brigamianas terei que dizer que sim, e se seguir as doutrinas Fildemilianas terei que dizer que não. como fica?

      • Rasta, a resposta padrão e MUITO CONVENIENTE para eximir a Igreja é ore! Ore ao espirito santo e ele lhe confirmará a verdade! Mesmo que outro faça o mesmo e encontre outra resposta( a exemplo de BY e JS)! Com essa técnica, caso você chegue a uma conclusão insatisfatória para a liderança da Igreja local, eles dirão para você orar novamente quantas vezes necessário até você chegar na resposta que eles querem! Aí você pode parar de orar e aceitar rapidamente e NÃO TENTE SABER MAIS SOBRE ISSO! :P

  3. O assunto do pregresso eterno da doutrina sud não existe lacunas, as escrituras bíblia,livro de mórmon, doutrina e convênios,perola de grande valor e os ensinamentos dos profetas vivos não deixam duvidas que essa vida é “tempo do homem encontrar Deus”, o progresso que não nos foi dado a conhecer é o dos que herdarem o maior grau de glória,pois sim, terá progresso pós vida mas só quem vencer esse estado mortal provará desse progresso, sei que irá ter progresso físico e espiritual,mas não nos foi dado conhecer por meio das escrituras muito desse progresso, mas uma coisa e certa pra ser participante desse progresso tem que vencer aqui.

  4. É REALMENTE INTERESSANTE. ESTAMOS DIANTE DE INCERTEZAS, AS COM ESSE TEXTO POSSO, DEIXA DE SER UM TANTO FIEL PARA SER FUBECA, E DEPOIS SER VALENTE NAS ETERNIDADES TERRESTRES E DAI PULAR PA CELESTIAL… UM É UMA IDEIA!!!

  5. A grande expiação , deu a graça para os que vencem pela fé, mas os que não vencem “Terás que sofrer como eu sofri”…não é mesmo, mas a interpretação pela exclusão, não nos diz nada ou indiretamente através da hermenêutica pode se muito bem entender que a expiação possibilitou mesmo os descrentes após sua expiação ter progresso.

  6. Eu adoro uma boa discussão !
    Então vamos lá….
    O raciocinio que vou explanar agora está baseado em minha antiga doutrina espirita porém, peço que esqueçam as diferenças doutrinarias para que possamos ver apenas a lógica e o bom senso, então vejamos :
    Um Pai amoroso, misericordioso, criador do céus e incontaveis mundos, esse Pai condena seus filhos a viverem um castigo eterno !
    Vejamos que entre nós mortais, um bom pai jamais condenaria um filho a um castigo sem fim, nem mesmo a um filho extremamente rebelde…..opa ! dá pra levar esse raciocinio mais além ainda !
    Percebem a discordancia e a falta de bom senso ?
    Os tres graus de gloria automaticamente (pelo menos os dois menores) levam os filhos de Deus a permanecerem eternamente numa posição estacionaria quando o “real” intento é faze-los avançar para Deus.
    Joseph Smith em sua época recebeu ensinamentos que ainda hoje são dificeis de serem repassados e que ainda permanecem (e devem continuar assim) inacessiveis à maioria dos Santos, é uma pena……
    Alguns lideres deixaram escapar alguma coisa aqui e alí, que se pode progredir, que se pode avançar para Deus, outros dizem NÃO e a sensação que fica é que essa historia está mal contada.
    Querem saber a minha versão ?

    • Isso mesmo M. os líderes deixaram escapar algumas “coisas” . Ora nas próprias escrituras muita coisa vista não poderia ser dita. Não é conveniente que o homem saiba disso. Por que atrasarmos nosso progresso? Por que não damos um salto em nossa evolução espiritual perseverando até o fim ?

  7. Ainda em tempo :
    Crer num Deus que castiga eternamente seus filhos é como coloca-Lo moralmente e intectualmente abaixo de nossa propria condição humana.

    • DEUS CASTIGA ALGUÉM?

      É DEUS que castiga? É a justiça? Porque até mesmo o filho dele foi dado em sacrifício e ele nada pode fazer? (Alquimia), porque assim Cristo colocou a justiça em divida e pode ditar as novas regras. O homem é livre, para escolher, quem está julgando o homem? Suas próprias escolhas! Livre – Arbítrio é isso, vem com responsabilidade e consequências… As escrituras são claras foram dadas ao entendimento do “menor dos homens”. Lembre-se porém, que escritura sem revelação é apenas conhecimento que pode não vir a tornar-se em sabedoria (espiritual). Porque o espírito de Deus conhece as coisas de Deus mas o espírito do homem conhece aquilo que é do homem. Deus é o Juiz, que executa o cumprimento da lei. A lei está acima dele nunca devemos nos esquecer disso. Ninguém poderá naquele dia, colocar a responsabilidades e consequências de suas escolhas, sobre os ombros de outra pessoa que não seja o Salvador. Não há outro nome que tenha sido dado ao homem para a salvação que não seja este Yahooshua o Cristo.

  8. Esse é um bom assunto para reflexão A. T. Teixeira; eu procurei na minha pequena biblioteca o livro Regras de Fé e encontrei a mesma citação parafraseada no texto acima, mas levemente diferente. Na edição inglesa de 1959, pg 409 está escrito assim: “É razoável acreditar, na ausência de revelação direta pela qual conhecimento absoluto do assunto pudesse ser adquirido, que, de acordo com o plano de progresso eterno de Deus, avanço dentro de cada um dos específicos reinos será concedido; porém, a possibilidade de progresso de um reino para outro as escrituras não fazem nenhuma afirmação positiva. Eterno progresso em diferentes direções é concebível. Nós podemos concluir que graus e níveis caracterizarão os reinos de nosso Deus. Eternidade é progressiva; perfeição é relativa;” (citado em Doctrines for Exaltation, pg 219; tradução livre.) Será que editaram a opinião do Elder Talmage, ou ele mesmo reviu seus conceitos e os corrigiu posteriormente? O fato é que eu sou fortemente inclinado a negar o progresso entre reinos, mas existem muitas declarações\opiniões de autoridades gerais que aparentemente correm em sentido contrário ao que eu penso. Há alguns meses atrás eu me deparei com a seguinte declaração do presidente Brigham Young, falando sobre o destino dos filhos da perdição: “(…) a máxima punição dos filhos da perdição pode ser que eles, tendo seus corpos espirituais desorganizados, devem iniciar tudo de novo, devendo começar novamente a longa jornada da existência, repetindo os passos que eles tomaram nas eternidades antes do grande conselho ser realizado. Isso sim seria uma punição de fato!” (Widtsoe, Evidences and Reconciliations, 1987, pp 213; ver também Journal of Discourses, 7:57; 2:124; tradução livre). Eu percebo que a opinião do Presidente Young é amplamente baseada na posição de que punição = atraso, punição = ausência de progresso, e nesse sentido, se até aqueles que receberem a maior punição poderão recomeçar novamente a jornada, por que os herdeiros do telestial ou do terrestrial não poderiam, de alguma forma semelhante, avançar para reinos diferentes? São apenas conjecturas a espera da luz definitiva da revelação.

    • Espera, quando estávamos na presença de Deus, no mundo Pré-Mortal, nós tínhamos um corpo espiritual, viemos a Terra para poder ganhar um corpo mortal, para que por meio daquilo que fizemos possamos te rum corpo imortal.
      Pelo que entendi, uma pessoa com um corpo imortal, retrocede ao seu corpo mortal para ganhar outra oportunidade, ou pessoas que negaram a Cristo e não tiveram a oportunidade de ter um corpo farão isso.
      Pensa comigo, os espíritos sabem dessa doutrina, porque eles não passaram pelo véu do esquecimento, nunca vi pessoas com sentimentos tão revoltados e tão arrependidos como os deles. Se isso fosse verdade, porque a revolta, porque ele não aproveitariam seu tempo para tentar se preparar para sua outra oportunidade. Ou eles pensando em suas outras oportunidades iriam querer aproveitar para fazer tudo de ruim que quiserem.
      Não sei, são perguntas que me veem a mente, na verdade, acho que muitas revelações são dadas para aquietar a necessidade de alguém, ou de um povo.
      Deus deixou José Smith lar as placas, porque esse era seu desejo, imagino que muito de tudo que estamos falando seja o mesmo. Um desejo de aliviar a mente daqueles que sentem dor por ver os demais nas trevas exteriores. Foi assim com o casamento plural, Deus de acordo com o mundo o “escondeu”, assim com o impedimento do sacerdócio dos negros, pelo mesmo fator membresia iníqua e racista, assim é com tudo.
      Nisso refuto nas palavras do próprio Cristo ” por causa da dureza dos vossos corações, vos permitiu repudiar vossas mulheres, mas ao princípio não foi assim” e junto com a dele nas Américas ” E ordeno-vos que escrevais estas apalavras depois que eu me for, a fim de que, se meu povo em Jerusalém—aqueles que me viram e estiveram comigo durante meu ministério—não pedir ao Pai em meu nome para saber a respeito de vós por meio do Espírito Santo(…)”. Concluindo que, pela dureza de nossos corações, muitas verdades antes postas na Terra são mudadas, porque estamos em um outro nível, porém, as respostas só vem por meio do estudo e da oração.

      OBS.: os saduceus foram severamente criticados por Cristo por acreditar em algo como reencarnação.

    • Po doido não acredito nessa possibilidade, fugiria um pouco da doutrina da ressurreição daí teríamos q admitir q a doutrina da reencarnação é verdadeir

Deixe um comentário abaixo:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s