Profeta Mórmon Processado

O Profeta Mórmon Thomas Monson esta sendo processado por fraude no Reino Unido.

thomas-monson-2O 16o Presidente d’A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias Thomas Spencer Monson foi citado em dois processos judiciais por fraude há duas semanas. Mais especificamente por 7 casos de fraude corporativa. O caso vem, desde então, gerando muita discussão e controvérsia por causa de sua natureza religiosa e, mais surpreendentemente, do julgamento de validade do processo aferido pelo Juíz Distrital de Westminster.

O que segue é uma introdução básica sobre o caso, seu contexto histórico, e uma entrevista exclusiva com o autor do processo.

[Update: a Igreja sofreu um revés judicial recente no Reino Unido que oferece noções gerais de como este processo poderá se transcorrer.]

O Processo

No dia 31 de janeiro de 2014, a Juíza Distrital de Westminster Elizabeth Roscoe julgou procedente e emitiu as citações para Thomas Monson em sete casos de fraude por 2 denúncias-crime feitas por Thomas Phillips (e em nome das testemunhas e supostas vítimas Stephen Bloor e Christopher Ralph). Monson deverá comparecer ao Tribunal Criminal de Westminster no dia 14 de março de 2014 para audiências preliminares. A falha em comparecimento presencial pode resultar na expedição de mandato de prisão.

A citação judicial resume a queixas-crime de 7 casos de fraudes supostamente cometidas contra as duas testemunhas:

Que entre 3 de fevereiro de 2008 e 31 de dezembro de 2013, [Thomas Spencer Monson] desonestamente e com a intenção de lucrar para si ou para outro ou causar perda ou risco de perda para outro, fez ou causou que se fizesse representações a Stephen Colin Bloor [ou Christopher Denis Ralph] que eram e você sabiam que eram ou poderiam ser falsas ou inverdades, e assim induzir o mesmo a pagar dízimos anuais para A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, a saber:

i) O Livro de Abraão é uma tradução literal de papiros egípcios por Joseph Smith.

ii) O Livro de Mórmon foi traduzido de placas de ouros antigas por Joseph Smith[,] é o livro mais correto da terra e é um registro histórico antigo.

iii) Ameríndios são descendentes diretos de uma família Israelita que emigrou de Jerusalém em 600 BCE.

iv) Joseph e Hyrum Smith foram assassinados como mártires em 1844 porque se recusavam a negar seus testemunhos do Livro de Mórmon.

v) O jornal de Illinois chamado ‘O Expositor de Nauvoo’ teve que ser destruído porque havia impresso mentiras sobre Joseph Smith.

vi) Não havia mortes neste planeta antes de 6.000 anos atrás.

vii) Todos os humanos hoje são descendentes de apenas duas pessoas que viveram aproximadamente 6.000 anos atrás.

O argumento central do autor é que a Igreja treina e mantém uma enorme equipe de vendedores profissionais (i.e., missionários) no Reino Unido com o propósito de recrutar assinantes (i.e., conversos) com a obrigação de contribuições financeiras (i.e., dízimo) através de argumentos que são comprovadamente falsos ou possivelmente falsos (i.e., as sete afirmações acima). Sob o respaldo da Lei Anti-Fraude de 2006, a juíza determinou de que há justificação legal nesse argumento para maior escrutínio judicial e convocou Monson para prestar depoimentos.

O Autor

tomphillipsThomas Phillips é um consultor em administração aposentado. Ele se converteu à Igreja SUD em 1969 e serviu mais de 3 décadas como Bispo, Presidente de Estaca, e Secretário Executivo de Área. Em 2002, Phillips e sua esposa receberam a ordenança de Segunda Investidura (i.e., Chamado e Eleição) do Apóstolo Russell Ballard no Templo de Preston. Quase dois anos depois, durante sua preparação para servir como Presidente de Missão, Phillips começou a se sentir conflitado entre algumas crenças fundacionais e o acumulado

de conhecimento científico e histórico. Em 2012, ele assumiu a direção do site Mormon Think quando os seus 2 diretores decidiram sair oficialmente da Igreja.

A Lei Anti-Fraude

A Lei Anti-Fraude de 2006 estabelece que, para se caracterizar “fraude por falsa representação”, um indivíduo pode ser culpado se “(a) fizer uma falsa representação desonestamente e (b) intencionar, através desta representação, (i) ganho para si ou para terceiro ou (ii) causar prejuízo para terceiro ou expo-lo a risco de prejuízo”.

Ela determina, ainda, como “representação falsa” se uma afirmação for “(a) inverídica ou enganosa e (b) o indivíduo afirmando sabe que seja, ou que possa ser, inverídica ou enganosa”.

Ademais, ela define como “responsabilidade de oficiais corporativos” se a “ofensa for provada como sendo cometida com o consentimento ou conivência de (a) diretor, gerente, secretário ou oficial similar da corporação ou (b) indivíduo atuando nesta capacidade, este (assim como a corporação) é culpado da ofensa e passível… de punição de acordo”.

Resumindo para o caso em questão, se qualquer uma das alegações acima puder ser demonstrada como “inverídica” e “causando prejuízo”, qualquer membro da corporação devidamente autorizado por ela será culpado de fraude, assim como o oficial diretor que o autorizou (diretamente ou por conivência).

A Situação Legal da Igreja

Legalmente, a Igreja está estabelecida nos EUA e no Reino Unido como uma Corporação Sola. Isso significa que todos os bens e todas as finanças de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias e de todas as empresas sem fins lucrativos e as empresas com fins lucrativos pertencem à Corporação do Presidente de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias.

Como entidade legal, a Corporação do Presidente tem um, e apenas um, oficial e membro: Thomas Monson. Em outras palavras, legalmente falando, Monson é dono de todos os bens, todos os dinheiros, todas as empresas, e todos os dízimos da Igreja SUD e afins. A Corporação existe na pessoa legal do Presidente da Igreja.

A Entrevista com o autor

Generosamente, Tom Phillips aceitou responder algumas perguntas básicas para o Vozes Mórmons (leia o original aqui):

VM: Do que se trata o seu processo contra Thomas Monson?

TP: Antes de mais nada, eu gostaria de esclarecer algumas coisas básicas que vem sido ignoradas pela mídia, para depois responder as suas perguntas.

O processo não é contra crenças religiosas, mas sim sobre declarações inverídicas feitas pela “igreja” para ganho financeiro. É sobre uma corporação multinacional que usa técnicas de marketing enganosas através de sua equipe de vendas com mais de 80.000 vendedores, além de outras fontes, para extrair lucros financeiros.

Entendido isso, muitas das dúvidas se desvanecem, embora outras possam substitui-las.

VM: De quem foi a ideia original do processo?

TP: Eu iniciei o processo e apenas abordei o Stephen Bloor e o Chris Ralph quando a Juíza pediu por exemplos de vítimas.

VM: Você tem afirmado que está sendo representado por uma excelente equipe de advogados. Trata-se de uma queixa-crime, então suponho que os seus advogados sejam especializados em justiça criminal, especialmente fraudes corporativas. Vocês chegaram a considerar um processo cível?

TP: Nós estamos sendo representados por um ótimo time de advogados criminais especializados em fraudes. Mas isso não nos impossibilita de mover uma ação cível concomitantemente. [Optamos pela ação criminal primeiro] porque ela só fortalece uma ação civil posterior. Também é possível [na lei bretanha] que a ação criminal gere recompensação para as vítimas automaticamente.

VM: Os seus advogados têm experiência com fraude religiosa?

TP: Este NÃO é um caso de fraude religiosa. Isso é importante que se entende bem. Trata-se de atos criminosos por uma organização religiosa. O conceito de “liberdade de religião” não autoriza que uma organização religiosa quebre as leis, especialmente as leis criminais.

VM: Muito se discutiu sobre a possível precedência para escrutínio legal de declarações de crenças e tradições religiosas. No caso de vencer o processo, houve preocupações nos precedentes que o seu caso pode criar para outras tradições religiosas com crenças fundacionais extravagantes (e.g., Criacionismo, Dilúvio de Noé, Concepção Imaculada, Ressurreição dos Mortos, Ascenção de Maomé, Lorde Xenu, etc.)?

TP: Isso é completamente irrelevante pelas razões mencionadas acima.

VM: Ao optar pela queixa-crime, vocês focaram atenção em Thomas Monson como Presidenta da Corporação Sola. Por que não processar a Igreja como uma entidade legal ao invés de Monson especifica e pessoalmente?

TP: O “board” de diretores da corporação na Grã-Bretanha é composta por meros testas-de-ferro para a Igreja. Ademais, Monson é dono da corporação na Grã-Bretanha como Presidente da Corporação Sola.

VM: Para se considerar 100% bem sucedido, o que significaria pra você uma vitória inequívoca?

TP: Verdade e transparência da Igreja Mórmon para nossas famílias e vítimas futuras em potencial possam tomar suas decisões baseados em verdade, ao invés de mentiras.

VM: Qual o ônus financeiro que você espera ter durante o processo legal?

TP: A coisa mais barata para nós, e mais honesta e inteligente para Monson, seria para ele se declarar culpado. Contudo, em minha opinião ele não é nem honesto nem inteligente, então ele deve gastar milhões e milhões que ele tem à disposição para montar empecilhos legais ridículos. Seremos forçados a sobrepujar absurdas barreiras legais, certamente, e portanto suponho que gastaremos milhões ainda para levar a ação adiante. Nenhum desses custos recairá a Stephen ou a Chris. Quando muito, terão que custear as viagens (e as perdas de remuneração) se tiverem que apresentar evidências pessoalmente.

VM: Realisticamente, você espera por uma vitória legal? Ou será a exposição pública vitória suficiente?

TP: A exposição pública certamente já vem causando problemas para os missionários, para a imagem pública da Igreja, e para milhares de membros fiéis que já se questionam. Muitos saíram da Igreja nos últimos dias. Certamente a Igreja ainda perderá mais membros este ano que irão batizar. Não obstante, isso não se refletirá nas estatísticas apresentadas ao público. Eles sempre continuam contando para os 15 milhões deles os inativos e os que retiram seus nomes dos registros.

Sendo assim, do ponto de vista de relações públicas isso já tem sido um sucesso. Eu honestamente acredito que iremos ganhar com uma condenação no julgamento. O único jeito dele conseguir evitá-lo seria fazer uma de “OJ Simpson”.

VM: Como suas famílias estão lidando com toda a publicidade?

TP: A minha família já não fala comigo de qualquer maneira. Stephen e Chris devem falar por si mesmos, mas pelo o que eu ouvi, muitos de suas famílias querem participar do processo.

VM: Como podem pessoas de outros países ajudar a contribuir para o processo e/ou com os custos legais do processo?

TP: Eu lançarei um apelo em breve [lançado] através do qual as pessoas podem doar o que quiserem.

Determinando Fraude

Como vimos acima, de acordo com a lei britânica, para que se determine fraude seria preciso demonstrar que uma ou mais das sete acusações constituem afirmações “inverídicas” e que Monson, como representante único da Corporação Sola, “sabe que seja, ou que possa ser, inverídica”.

Infelizmente para Monson, o autor escolheu denúncias de asserções que são factuais e confirmáveis e não subjetivas ou teológicas. Se ele tivesse escolhido denunciar baseado na crença de que Deus criou a Terra, ou de que Joseph Smith recebeu visitas de Deus e Cristo, ou de que Cristo virá para reinar a Terra por mil anos com Sua sede em Missouri a Juíza Distrital não teria escolha outra que recusar a denúncia por se tratarem de crenças religiosas, subjetivas, e não acessíveis para escrutínio racional e científico.

Contudo, o autor escolheu crenças Mórmons que, sim, são acessíveis para investigação racional e científica. Resta-lhe, assim, o ônus de A) demonstrar que são crenças ensinadas pela Igreja ou representantes da Igreja, B) demonstrar que são crenças importantes na captação de conversos, e C) demonstrar que são crenças demonstravelmente inverídicas, ou ao menos possivelmente (do ponto de vista racional) inverídicas.

Vejamos:

1) O Livro de Abraão é uma tradução literal de papiros egípcios por Joseph Smith.

a) Sim, inclusive fazendo parte do cânone oficial.

b) Idem.

c) Facilmente e sem grande equivocação!

2) O Livro de Mórmon foi traduzido de placas de ouros antigas por Joseph Smith[,] é o livro mais correto da terra e é um registro histórico antigo.

a) Sim, inclusive fazendo parte do cânone oficial.

b) Idem.

c) Facilmente. A própria Igreja começou a oficialmente (e lentamente) distanciar-se de uma interpretação literal e histórica do Livro de Mórmon.

3) Ameríndios são descendentes diretos de uma família Israelita que emigrou de Jerusalém em 600 BCE.

a) Sim, inclusive fazendo parte do cânone oficial.

b) Idem.

c) Facilmente. A própria Igreja completamente alterou a doutrina oficial, apesar de ainda estar no cânone oficial (mais distanciamento) de uma interpretação literal e histórica do Livro de Mórmon. (D&C 19:27, 28:8, 28:9, 28:14, 30:6, 32:2, 49:24, 54:8)

4) Joseph e Hyrum Smith foram assassinados como mártirs em 1844 porque se recusavam a negar seus testemunhos do Livro de Mórmon.

a) Uma estória popular entre os membros e líderes, e parcialmente canônica. (D&C 135)

b) Apenas moderadamente relevante, embora emocionalmente marcante, o que a torna subjetiva.

c) Possivelmente, visto que eles foram assassinados por motivos políticos e por poligamia, mas demonstrar motivação é sempre uma tarefa complexa. A definição de mártir é igualmente complexa, mesmo que os irmão Smith tenham tentado se defender e fugir com afinco.

5) O jornal de Illinois chamado ‘O Expositor de Nauvoo’ teve que ser destruído porque havia impresso mentiras sobre Joseph Smith.

a) Uma estória popular, porém razoavelmente tangencial.

b) Apenas indiretamente relevante.

c) Fácil. O jornal não publicou nenhuma mentira e isso é fato demonstrável.

6) Não havia mortes neste planeta antes de 6.000 anos atrás.

a) Uma doutrina popular com alguns Apóstolos, ignorada por outros.

b) Apenas indiretamente relevante.

c) Facílimo. Centenas de milhares de estudos científicos desprovam isso.

7) Todos os humanos hoje são descendentes de apenas duas pessoas que viveram aproximadamente 6.000 anos atrás.

a) Uma doutrina importante e central.

b) Apenas indiretamente relevante.

c) Facílimo. Centenas de milhares de estudos científicos desprovam isso.

Apesar destas questões levantaram os óbvios questionamentos, e forçarem a qualquer estudioso honesto e inteligente a reavaliar suas próprias crenças (ao menos para uma posição menos literalista), fica rapidamente evidente que determinar fraude criminal não é tarefa tão simples como espera o autor do processo. Talvez o grande obstáculo será demonstrar, não a prevalência ou a veracidade, mas sim o grau de relevância e importância que cada “ensinamento” ou “doutrina” dessas tem no contexto geral da apreciação da fé Mórmon, o que em si não é tão objetivo e concretamente demonstrável.

Contexto Histórico e Conclusão

Thomas Monson certamente não é o primeiro profeta Mórmon a ser indiciado criminalmente.

O primeiro Presidente da Igreja SUD, Joseph Smith, foi indiciado dúzias, se não centenas de vezes, por fraude, estelionato, impressão ilegal de dinheiro, fundação ilegal de banco, agressão física, incitação a violência, poligamia, e traição. Smith evitou a maioria dos processos da maneira mais simples: fugindo da lei. Em alguns episódios ele foi condenado, em outros ele usou seu poder judicial durante a época de cidade-estado em Nauvoo, e da última vez foi assassinado antes de ser julgado.

O segundo Presidente da Igreja SUD, Brigham Young, foi acusado de insurreição, traição, incitação à violência, desacato, e impressão ilegal de dinheiro, além de encomendar assassinatos, porém negociou uma trégua militar bem sucedida entre o exército americano e a sua milícia particular (a Legião de Nauvoo) e dela extraiu um perdão presidencial.

O terceiro Presidente da Igreja SUD, John Taylor, passou os últimos anos da vida como um fugitivo federal indiciado por poligamia.

O sexto Presidente da Igreja SUD, Joseph F. Smith, foi arrastado para uma CPI (comissão parlamentar de inquérito) inquérito parlamentar e humilhado publicamente, pego em contradições e mentiras incitando e/ou sendo conivente com a prática ilegal de poligamia.

Warren Jeffs, outro profeta Mórmon, mas Presidente da Igreja FSUD, foi indiciado e condenado por abuso infantil após anos fugindo da lei.

Profetas Mórmons tem uma longa lista de complicações legais pela sua relativamente curta história. Historicamente, apesar das adversidades e algumas consequências negativas para os profetas individualmente, o movimento religioso e cultural Mórmon não parece ter sido severa ou adversamente afetado por elas. O caso contra Thomas Monson é marcadamente distinto dos processos passados porque ele impugna algumas crenças fundacionais e algumas práticas religiosas institucionais. A despeito das protestações do autor do processo para um enfoque no aspecto corporativo da instituição religiosa, é difícil enxergar como aquele não respinga neste. Dito isso, será muito interessante acompanhar como o judicial inglês interpretará esses argumentos, como separará o factual do subjetivo e o corporativo do religioso, e quais consequências para as relações entre estados laicos e religiões na Grã-Bretanha e no resto do mundo ocidental sairão deste processo.

Como se pode ler na entrevista acima, o autor do processo (assim com suas duas testemunhas) insistem que o processo em nada tem a ver com a religião em si ou com suas crenças, mas na abordagem missionária como ela “vende” a sua imagem. É notório a falta de transparência da Igreja SUD, tanto com sua história como com suas finanças e até estatísticas, mas há que se admitir que a Igreja vem (lentamente) buscando uma abertura e transparência maior. Ironicamente, enquanto Phillips estava diante de uma juíza inglesa abrindo o processo contra Thomas Monson por uma Igreja mais transparente e honesta, a Igreja estava publicando ensaios admitindo (parcialmente) alguns de seus problemas históricos com a Primeira Visão, Política Racista de Proibição ao Sacerdócio, Poligamia em Utah, e Tradução do Livro de Mórmon. Apesar de poucos e simplistas, são sem dúvidas passos adiantes… e recentes! Incentivará o processo criminal mais progresso e abertura, ou causará uma reflexo reacionário contrário?

A única certeza no momento é que esse processo é um desenvolvimento que merece a atenção de qualquer observador interessado no Mormonismo.

———–

ATUALIZAÇÃO (20/03/2014)

O Desfecho

O Juíz Howard Riddle deu parecer contrário ao processo, dispensando-o como “um abuso do processo da corte” por tratar-se de um “ataque contra as crenças religiosas de outros”. Julga, então, que o processo é vexatório e dispensável. Ademais, o juíz não apreciou que houvesse evidências de que Monson tivesse consciência de que tais declarações fossem equivocadas ou desonestas, ou mesmo de que houvesse a intenção de ganho (ou subtração) material com elas.

No frigir dos ovos, o juíz derrubou 2 das 3 qualificações necessárias para dar prosseguimento ao caso (ele optou por ignorar a terceira), tornando apelação a decisão (para reavivar o processo) mais difícil do que já era inicialmente antes deste julgamento preliminar. Apesar de ainda não haver notícias ou entrevistas com o autor do processo, do pouco que se ouviu da parte litigante, há a impressão de que qualquer nova investida legal seria na justiça civil e não criminal.

Os advogados da Igreja ainda pediram para que o Juíz Howard Riddle determinasse que Phillips pagasse os custos legais da Igreja e que Phillips deveria ser julgado por “desdém pela corte” (que, na Grã-Bretanha, pode levar à penas de 30 dias e/ou multa de GBP 2500,00). As duas solicitações da Igreja foram negadas.

Apenas um comentário final para as Mórmons que se sentem à vontade de vilipendiar o autor do processo, Tom Phillips, insinuando que ele será “punido” ou irá “queimar” ou outras fantasias escatológicas do gênero: Lembrem-se de que Phillip recebeu sua Segunda Unção no Templo de Londres nas mãos de um Apóstolo. Com seu Chamado e Eleição, de acordo com a Doutrina Mórmon ele já tem sua Exaltação no Reino Celestial assegurada, exceto se ele cometer assassinato de um inocente. Reflitam nisso.

———–

[1][2][3][4][5][6][7][8][9][10][11][12][13]

Sobre estes anúncios

185 comentários sobre “Profeta Mórmon Processado

  1. As has been widely reported elsewhere, LDS Church President Thomas Monson is being sued for (7 cases of) fraud in the U.K. legal system. Basic and detailed background, as well as legal and philosophical analyses can be readily found here: [1][2][3][4][5][6][7][8][9][10][11][12][13]. I did, however, take the liberty of e-mailing the plaintiff Tom Phillips (background here) to ask a few questions for our brazilian audience and he was gracious enough to reply to me. A translation, with context, can be found above, but I thought it’d be interesting to post Phillips’ original replies (with some typographical editing):

    Q: What is your legal case against Thomas Monson basically about?

    TP: Let me first give a brief statement, which has been overlooked by the media, and answers some of the questions.

    This case is not against religious beliefs, it is about untrue statements made by a “church” for financial gain. It is about a multinational corporation that uses deceptive marketing practices through it 80,000 strong sales force, and other outlets, to gain financial benefits.

    When that is understood, a lot of questions go away, although others may replace them.

    Q: Initial reports stated there were two plaintiffs on this criminal case, you and Stephen Bloor. Recent remarks indicate that you are the main plaintiff and you invited Bloor and Chris Ralph to participate in the prosecution. How did this legal case actually begin? Whose idea was it, originally? Who approached whom and onto what legal roles?

    TP: I initiated the prosecution and approached Stephen Bloor and Chris Ralph when the judge asked for an example of one victim.

    Q: You have stated, in other sources, that you have excellent legal representation. This is a criminal case, so I assume your attorney are specialized in criminal cases, including corporate frauds. Was the possibility of a civil case ever discussed? If so, what reasons dissuaded you from pursuing it? If not, why not?

    TP: We have retained excellent legal representation by experienced fraud prosecutors. This does not preclude civil action being undertaken at the same time. This will strengthen any civil action. Also the criminal case allows for compensating the victims.

    Q: A bit more on the technical expertise of your legal team, have they experience with religious fraud?

    TP: This is NOT religious fraud. That needs to be clearly understood. This is about criminal acts by a religious organisation. So called ‘religious freedom’ does not permit a religious organisation to break the law, especially criminal law.

    Q: This last question leads into a broader discussion regarding religious beliefs, traditions and truth-claims. On the immediate aftermath of last week’s summons, a lot of e-ink was expended debating the legal precedence of judicial scrutiny of religious truth-claims. In the event that your law-suit is successful, has there been any concern on the legal precedence this might create for other religious traditions with outlandish foundational truth-claims (e.g., Young-Earth Creationism, the Flood, the Virgin Birth, the Resurrection of the Dead, the Ascension of the Prophet, Lord Xenu and the Thetans, etc.)? If so, how do you feel judges will consider this precedence into their rulings? If not, how do you dismiss this concern?

    TP: Totally irrelevant for the reasons stated above.

    Q: In pursuing a criminal case, you have singled Thomas Monson as President of the Corporation Sole. Why not prosecute the Corporation as a legal entity (however it is enfranchised in the U.K.), rather than directed at the person of Thomas Monson?

    TP: The board of directors of the UK company are mere puppets for the church. Besides which, Monson owns the UK company as he does everything else as Corporate Sole.

    Q: If you were 100% successful in your legal endeavors, what would be your end game? Put another way, what goals are you concretely aiming at and what would you consider as an unequivocal, unqualified victory?

    TP: Truth and transparency from the Mormon Church so that our families and future potential victims can make their decisions based on truth, rather than deception.

    Q: How much of a financial burden can you expect such a legal case to be on you lot? Have the appeals processes been taken into consideration? How long do you, optimistically and pessimistically, feel this case might reach its conclusion?

    TP: The cheapest for us, and the most honest and smart move for Monson, would be for him to plead guilty. However, he is IMO neither honest nor smart so he will unleash the millions upon millions he has at his disposal to mount ridiculous legal challenges. We will be forced to react to such challenges therefore I expect it to cost millions to prosecute. None of these costs will fall on Stephen Bloor or Chris Ralph. At the most, for them, will be the travel expenses (and loss of any earnings) if they are required to attend to give evidence at trial.

    Q: Realistically speaking, do you expect a legal victory? Is the public exposure of the debate on a legal forum victory enough?

    TP: Public exposure has already caused problems for missionaries, the public image of the church, and thousands of faithful members are questioning. Many have left in the last few days. You can be sure the church will lose more members this year than it baptises. However, this will not be reflected in the numbers they give to members and the public. Those who resign or become inactive are still counted in their 15 million claim.

    So, the PR from this is already a great success. I honestly believe we will win a conviction at trial. The only way he walks is to do an “OJ Simpson”.

    Q: How are your families dealing with the recent publicity of the case?

    TP: Mine do not speak to me anyway. Steve and Chris can speak for themselves, although I understand some of their family want to join them in this cause.

    Q: How could people, from other countries, contribute to your legal funds and/or your legal case should they wish to help or participate in any way?

    TP: I hope to launch an appeal soon [done], to which people can donate.

    • Aí pessoal, o mundo está cada dia mais sem amor. Sem o puro amor de Cristo. Que possamos praticá-lo tendo caridade e sermos mais sensíveis às dores e aflições do próximo, creia ele em nosso Pai Celestial, ou não, pois o Senhor disse que devemos fazer sempre o bem sem olhar a quem.
      Sempre seremos alvos de críticas, pois Cristo também era e ainda é. Então, apenas sigamos o exemplo que Ele nos deixou e não nos preocupemos com o que os outros pensam! :o)

  2. Paciência, todo mundo tem direito a abrir processos. Quero ver processar a Al Qaeda por promover a “proclamação de uma religião bombástica”!!!! É cada doido que me aparece!

    • isso so vem confirmar as palavras do Senhor: “Nenhuma mão ímpia conseguirá impedir o progresso desta obra; mesmo que sejam deflagradas violentas perseguições, que se reúnam multidões enfurecidas, que exércitos sejam mobilizados, mesmo que haja calúnias e difamações, a verdade de Deus seguirá adiante, com destemor, nobreza e independência, até que tenha penetrado em todos os continentes, visitado todas as regiões, varrido todos os países e soado em todos os ouvidos, até que os propósitos de Deus sejam cumpridos, e o Grande Jeová declare estar a obra concluída.”
      Me preocupei com o fato de ser mencionado “Warren Jeffs” como profeta mórmon, o que nunca foi, isso gera confusão, porque ele foi acusado de coisas gravíssimas que sao abomináveis ao Senhor, neste site explica bem a posição da igreja a respeito dele.

  3. Infelizmente, o espírito de acusação e perseguição é tão obcessivo que se perde até a razão do propósito original.
    O anseio por justiça fica apagado pelo sentimento de destruição, a mente amplia o poder do inimigo escolhido ,como uma

    coisa que deve ser imediatamente destruida e varrida da face da terra.A História demonstra que aqueles que exercem a

    sede da verdade e justiça sob o manto da obcessão e da perseguição implacável, acabam por se contradizer e desonrarem

    seus próprios argumentos.A verdade é luz! E deve ser exercida junto com outras virtudes como caridade e compaixão,as

    organizações religiosas existem para ajudar a aproximar os homens da divindade usando os seus argumentos e

    peculiaridades,então somos convidados por cada uma delas a estudar, refletir e principalmente a experimentar se é algo

    bom ou não.Tom Phillips já exerceu seu poder de julgamento pessoal estudou , refletiu e experimentou: não gostou ,

    percebeu que não era verdadeiro ,contudo, outros irmãos estudaram , refletiram , experimentaram e defenderam com a

    vida o que acreditavam.Quando se toca em uma crença você toca em sangue e na vida também,pessoas que mudaram suas

    vidas e morreram acreditando que sua felicidade foi devido ás doutrinas aprendidas na religião.Isso é sagrado para

    elas! Colocar na pauta este tema em um tribunal humano, vc vai ter que chamar como testemunhas as milhões de pessoas

    que afirmam foram beneficiadas pelas doutrinas ensinadas e sentiram os frutos de suas crenças.Venho defender a viúva
    do Novo Testamento que deu tudo o que tinha para uma causa NÃO COMPROVADA CIENTIFICAMENTE, uma viúva que não aceitava

    ser enganada, mas tinha certeza que sua crença era verdadeira , mesmo parecendo absurda para os letrados e homens da

    ciência humana.Defendo todas as religiões, defendo as benção recebidas pelos crentes da Igreja Universal e por

    qualquer pessoa no limiar do seu entendimento procura seguir as promessas das escrituras.Esse processo abre brecha

    para que os autores da Bíblia sejam processados , especialmente Malaquias com versiculos “absurdos” de janela do céu e

    outras promessas não comprovadas cientificamente.Tom Phillips deve deixar o JUSTO JUÍZO NO CORAÇÃO DE CADA

    PESSOA. Divulgue suas teorias no site, isso é ótimo,no entanto tomar para si e seus advogados o cetro da verdade, é ser por demasiado presumido. Tenho testemunho do dízimo , ele relamente me abençoa e preserva meu salário , sei que Deus me proteje financeiramente por obedecer este mandamento e o obedeço com alegria sem a necessidade de outros argumentos o relacionamento que ganho com Deus já é suficiente,sou feliz e grato por isso.Quando estamos orando no quarto sozinho ou lendo um Livro de Mórmon achado no lixo, não precisamos “VENDEDORES”.Quando estamos isolados na Àfrica escutando uma mensagem da igreja e sentimos que é verdade, não precisamos “VENDEDORES”.Tom Phillips tenta destruir o que muitas pessoas construiram sozinhas, é melhor processar mais alguns milhões de membros.

    • Muito bem dito, concordo plenamente consigo e junto o meu testemunho ao seu de que o dizimo me garante a minha estabilidade financeira assim como as promessas que me foram feitas por Malaquias das bençãos recebidas por obediência a esse mandamento.
      Como ex missionaria de tempo integral de a Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias (E NÃO VENDEDORA) afirmo com total convicção e certeza de que a verdade nunca foi e nunca será vendida, o conhecimento da verdade é adquirido com estudo, fé e testemunho dado pelo Espírito Santo, de que muitos e inumeráveis autores e profetas da Bíblia prestam testemunho de O receber e do Seu poder.

    • Olá Ocávio Augusto Pereira! Seu comentário é muito valioso e verdadeiro! Conheço esta doutrina há mais de 30 anos e nunca vi nenhum missionários a vender o livro de mórmon. Pois ele é sempre oferecido à queles que tem fé, e, que desejam melhorar suas vidas; aproximarem-se mais de DEUS e trem uma santa relação Divina, com seu Criador, mediante o Espirito Santo. Comigo aconteceu…, hoje sou saudável tenho o suficiente para viver, pessoas maravilhosas para conviver, e, percebo melhor a vida no seu todo. Graças aos ensinamentos de A Igreja de Jesus Cristo dos S U D. Sou Feliz! Obrigado…

      • Na minha missão, nós fomos obrigados a vender os Livros de Mórmon para pagar dívidas da Igreja no país.

        Os primeiros missionários que Joseph Smith comissionou foram enviados com ordens para vender os Livros de Mórmon.

    • Gostei!! Amo ser membro de A Igreja de JESUS CRISTO DOS SANTOS DOS ULTIMOS DIAS amo meu salvador e sei que ele me ama o ESPÍRITO SANTO me testificou todas as verdades disso presto meu testemunho em nome de JESUS CRISTO amem!!!

  4. Talvez agora as pessoas possam ter uma chance a mais tomar conhecimento do que realmente é a igreja. Seria bom que as pessoas tivessem essa chance ao conhecer os missionários, pois na maioria absoluta das vezes a igreja que eles apresentam é um conto de fadas, e só se pode tomar conhecimento de certos FATOS por meio de fontes tidas preconceituosamente como antimormons.

  5. Não é novidade um líder da igreja ser acusado criminalmente por supostos crimes isso é típico dos inimigos. Isso aconteceu até mesmo com próprio Salvador que foi acusado e perseguido pelos fariseus.No caso desta acusação vejo alguns pontos infundados por Thomas Philips os quais irei tecer aqui alguns pontos de vista para que possamos pensar:
    1-Thomas Philips fez esta acusação em nome de duas pessoas que se quer manifestaram sobre isso;se elas foram “prejudicadas”por que elas mesmo não fizeram a acusação?
    2-Onde que as doutrinas que baseiam as 7 acusações de Thomas Philips estão incentivando,instigando ou obrigando alguém a pagar dízimos?E onde que essas doutrinas são fatores decisivos para que algum seja batizado na igreja?nunca ouvi que alguém foi batizado por ouvir sobre essas coisas.
    3-Pode haver pessoas ou lideres da igreja que acreditam que “Não havia mortes antes de 6.ooo anos atrás” ou que também “Adão e Eva viveram há 6.000 anos atrás aproximadamente”.Essas duas crenças é apenas um dito entre alguns ,e não representam a posição oficial da igreja pois esses ensinamentos não se encontram no cânone de escrituras da igreja e nem é ensinado abertamente nas aulas.Se algumas pessoas pensam isso ou falam disso como se fosse certeza isso representa apenas a opinião ou crença pessoal delas.
    4-Thomas Philips acusa Thomas Monson de obter ganhos para si ou outros.Mas uma coisa é importante observar que Thomas Philips poderia ter feito ação cível contra Monson mas não o fez pois uma ação cível não iria gerar recompensação caso ele ganhasse essa causa mas sabemos que uma ação criminal sim se for vencida gerará recompensação as supostas “vitimas”.Neste caso me parece que ao invés de Monson existe outra pessoa que esta querendo obter lucro para si ou outros;me parece haver um conflito de interesse.

    • Além disso, o ensinamento sobre a humanidade ser descendente de apenas dois seres, é comum a toda a cristandade. Ele vai processar a Igreja Católica também? Os dissidentes protestantes que permaneceram ensinando esse princípio também?

  6. Creio que haja mais confusao espiritual hoje do que nos dias de Joseph Smith. A Igreja tem tres grupos distintos de membros: Mormons Sociais; anti Mormons e os Ultra Mormos. O sociais sao aqueles que sao 100% a favor da Igreja, sao aqueles que sempre “seguem o Profeta” frequentam as reunioes, sao super ativos e sao ate capazes de negligenciar a propia familia pela Igreja, sao aqueles que tendem a exagerar a favor da igreja, vestem as camisas amarelas dos maos que ajudam e se pudessem andariam com a testa escrita “sou Mormon”. Os anti Mormons sao facilmente reconheciveis por estarem quase sempre contra a Igreja, eles publicam coisas maliciosas contra a Igreja, a maioria dos anti Mormons um dia ja foram Mormons Sociais mas de desencantaram com a Igreja por varias razoes. Os mormons Sociais sao muito emotivos e ao mesmo tempo incapazes de defender a igreja contra os Anti Mormons mesmo porque eles nunca questionaram nenhuma doutrina e tem pouco conhecimento profundo sobre os rudimentos de sua religiao. Os Ultra Mormons sao um grupo mais definido e que de certa forma tem uma sede muito grande de obter conhecimento, em geral eles sao mais preparados para defender a igreja dos ataques anti Mormons, eles ja passaram pelos obstaculos mais perigosos e tambem ja questionaram tudo, para esse grupo Doutrinas consideradas dificeis para os Sociais e Anti Mormons como restricao do Sacerdocio aos negros; Casamento Plural, Lei da consagracao; Progresso Eterno etc.. Para eles essas doutrinas sao maravilhosas porque eles nao veem dificuldade de interpretar las. A igreja atual prefere lidar com os Sociais, esses sao os que governam e sao governados na igreja, Os Anti sao completamente ignorados e vistos como inimigos e apostatas, ja os Ultra sao um grupo que a Igreja ainda nao aprendeu lidar, Alguns Ultra sao ativos, outros ja ha muito tempo nao frequentam a Igreja. A maioria dos Ultra tem um testemunho do Profeta Joseph Smith, pagam o dizimo e estao sempre buscando conhecimento o que acrescenta mais confusao para os lideres gerais da Igreja, alguns podem terem sido excomungados por escreverem coisas nao convencionais. O Sr. Phillips se encontra entre os Anti Mormons e como mencionei antes ele tambem ja foi um Mormon social ativo, vejo o perigo em nao questionar ou pesquisar a Doutrina ensinada nas escrituras e na Igreja, quando mormons sociais se deparam com doutrinas profundas e nao continuam a pesquisar elas quase sempre acabam virando anti mormons.

    • Olá Fabio , achei interessante seu comentário, o mais importante é que devemos separar a igreja como organização de nossa fé em Cristo e de nosso relacionamento com o Pai Celestial , basear a fé em experiencias sociais ou externas compromete o caráter e força para se manter nos convênios, creio que o espirito de Deus é uma influencia pronta a expandir a mente a alma , ampliar o conhecimento humano e sobre sua própria religião e seus membros. Creio que se os membros mantiverem os espírito e buscarem conhecimento , receberão um ponto de vista correto sobre os erros ou falhas do líderes e verão que são eles mesmos passives destas mesmas falhas ou mesmo apresentar , outras fraquezas.Sou a favor da clareza , por isso gosto deste site, só podemos nos aperfeiçoar como organização e sociedade , falando de assuntos que nos fazem refletir.

  7. Thomas S.Monson vai vencer esse processo facilmente.
    Não estamos mais nos tempos de Joseph Smith; Monson não vai precisar evocar o ‘grito de socorro maçonico’,ou coisa parecida.
    O que me preocupa é a intolerancia religiosa que vem crescendo nesses ultimos anos.
    Eu estou começando a acreditar que está chegando aquele tempo em que ficará dificil de se reunir como Igreja.
    Quem sabe não é o começo de tudo isso….

    • Todos sabemos que nossa casa deve ser como um templo de Deus, vejo como o Maurício disse acima, que o tempo em que não poderemos mais nos reunir nas Igrejas está chegando, e nossa casa, se estabelecemos algum alicerce para a mantermos como uma extensão do Templo, será um lugar de refúgio.
      Infelizmente a perseguição está retornando, ouço dizer que os últimos dias está pior que os dias de Noé, imaginemos então o grau de iniquidade existente, não é de se impressionar que esse tipo de coisa viria a acontecer, mas agora é que nos auto avaliaremos e veremos se fazemos parte daqueles poucos soldados citados no hino “Somos os Soldados” como os “Soldados de alto valor”, que infelizmente são poucos.

      • Que perseguição? Uma igreja que se gaba exatamente de sua prosperidade, investimentos bilionários, onde podemos encontrar espaço para
        tal perseguição ? Essa conversa fiada de perseguição é comum em todo grupo exclusivista, como os mormons, Tj, Adventistas e etc. Esse argumento de pobre coitado e perseguido já é fora do contexto atual de uma igreja que arrecada bilhões por ano em dízimos. Essa música só toca aqui nas fm mormon do Brasil. O dinheiro é quem diz quem vai ser perseguido, ou melhor a falta dele, mas não é o caso da igreja mormon.

      • Sr Bergh, só quem acompanha atentamente os acontecimentos ao longo dos anos é que pode compreender o que está por vir.
        Todas as reservas da Igreja (sei que é muito $) talvez não sejam suficientes para cobrir o periodo ruim que está previsto e que (parece) está mais perto do que se imagina.
        Voce questiona sobre qual perseguição sofremos ?
        Hora, é só acompanhar a histria dessa igreja desde o começo e vai saber do que estamos falando, e tudo está baseado no fato de que, em pleno seculo 19, eramos vistos como uma sociedade alternativa, algo proibido para os padroes dos EUA à época.
        Voce já ouviu falar de uma tal “lei de consagração” ?
        Só isso já era o suficiente para aborrecer o governo dos EUA a ponto de quererem banir os mormons do territorio americano.
        Não amigo, não era a poligamia, não era o Anjo Moroni, nem o Jesus Cristo nas americas, o que incomodava o povo era um modelo do tipo socialista que a igreja estava implementando entre os seus e que por sinal estava dando muito certo.
        O que incomodava era um camarada chamado Joseph Smith, um rapaz que comprava escravos para depois soltar, um abolicionista que causava peadelos aos fazendeiros e suas colheitas que precisavam de mão de obra ‘gratuita’, mão de obra escrava e que viam nesse louco abolicionista e socialista um elemento a ser eliminado, como de fato foi em 1844.
        Pensavam eles que matando o lider tudo estaria resolvido, mas como voce pode ver estamos aqui firmes e fortes e CAUSAMOS TANTA PREOCUPAÇÂO COMO NO PASSADO.
        é isso….
        Não parou para pensar que estamos por cima e incomodamos muita gente ?
        Acho que voce não pensou nisso mas certamente a liderança dessa igreja pensou, eles sabem de onde vem as armadilhas.
        Voce pode vir agora com qualquer embaraço do passado ou dizer que é igreja de rico dos EUA, que brasileiro é peão ou qualquer coisa do tipo, isso não faz parte dos planos da igreja, essa está se fortalecendo em todas as americas, norte, sul e central, buscando a auto-suficiencia dos membros fieis e fazendo da america do sul (especialmente o Brasil) um braço forte nessa empreitada maior que está por vir.

        [Editado e moderado de acordo com a Política de Comentários]

      • Nossa Mauricio , muito bacana isso que vc falou!! Joseph Smith fazia isso mesmo? Poderia-se usar esse argumento mais vezes para defender a igreja. Precisamos descobrir coisas boas na história da igreja , pois nem todos sabem inglês para ler o rico material produzido pelos Santos.Apesar de muitas informações verdadeiras ou não sobre líderes SUD, eu escolho ficar neste barco chamado SIÃO , porque cada vez me convenço que a vida pode ser como uma NOVELA onde todas a conspirações e as verdades dos fatos ,serão revelados no último capitulo.Fico refletindo a situação dos membros que perseguem a igreja durante toda uma vida ou por anos a fio, quando souberem que se equivocaram ou lhes faltou alguma informação adicional, um conhecimento a mais , uma apuração mais detalhada .Saber o contexto da história,descobrir que fatos foram mal investigados,que foram feitos falsos julgamentos,felizmente minha imperfeição e meus sentidos e mente limitada , minhas fraquezas intelectuais e emocionais , não me deixam negar, o que descobri por experiencias sagradas e reais para mim que este não é um reino de homens, e nenhum deles manipularão o destino final desta igreja.O caminho do combate contra a igreja é um caminho de risco , de probabilidade de descobrir no último dia que tudo não passou de um engano ou um mal entendimento.Todo apóstata deve reconhecer suas limitações de investigação e reconhecer suas próprias limitações como ser humano , saber que ao gritar : “VOCÊS ESTÃO SENDO ENGANADOS!!!” é uma afirmação que exige uma grandeza de caráter sem igual ,ter uma vida exemplar, um poder como ser humano de fazer brilhar uma luz como a de Cristo…suas obras devem refletir que espirito de Deus anda com ele , que as palavras seus lábios devem desenvolver a fé em Cristo nas pessoas a níveis celestiais,quando se fala “VOCÊS ESTÃO SENDO ENGANADOS!!!” O apóstata deve apresentar mais riqueza de luz e verdade do que a fé que ele negou, deve apresentar uma magnitude de revelação igual ou tão maior do que a que ele negou, sua vida de ser tão rica de boas obras,que sua biografia possa superar em integridade e caridade a de todos os homens que morreram “enganados”e vivem “enganados” .Deve ter respostas melhores para todas as indagações ou ensinar as pessoas como descobrir por si mesmas por experiencias tão relevantes como que ela teve quando foi “enganada”.Resumindo… ser um apóstata eficiente e que me convença vai ser exijido um pouco mais.

      • Otávio, o grande problema simbólico no seu argumento é que quem está mentindo pra você é o Maurício. Joseph Smith defendia escravidão Negra ideologicamente. Isso você pode ler você mesmo o que ele mesmo escreveu e publicou no jornal oficial da Igreja. Consistente com a política estabelecida pelo próprio Smith, escravos podiam ser batizados na Igreja, mas apenas com permissão de seus mestres, deveriam permanecer escravos e ser obedientes a seus mestres.

        O Maurício escreveu um monte de asneiras completamente desprovidas de fatos históricos, traindo uma completa ignorância sobre história Mórmon e o Mormonismo em geral. Você escreveu um monte de queixas vagas e genéricas sem quaisquer fundamentações específicas, então fica difícil avaliar o quanto você conhece sobre o Mormonismo. Muitas críticas são desmerecidas e fantasiosas, mas muitas críticas são bem fundamentadas e reais. Eu acho muito problemático qualquer pessoa estabelecer queixas tão amplas e vastas como as que você escreveu acima simplesmente por 1) não terem valor por serem amplas e vastas demais, e 2) não terem valor por se apoiarem em fundamental ignorância dos fatos e das metodologias acadêmicas através das quais se chega aos fatos.

        Assim sendo, sugiro especificar melhor as suas queixas e, se possível, educar-se melhor nas pesquisas que possam levantar estas queixas — apenas para não ser surpreendido por uma queixa que já foi demonstrada além de qualquer lógica ou raciocínio contrários.

      • Engraçado, a Igreja gaba-se ou são os outros que veem a extrema organização da Igreja em questão tanto administrativa quanto financeira que comentam entre si e querem destruir aquilo que eles mesmos não conseguem fazer?
        Ao invés de criticar e falar sobre os dízimos dado pelos membros, por que não pesquisa onde esse dinheiro foi aplicado? Quantos programas existem dentro da Igreja e que os dízimos são aplicados. Nenhum líder é pago pra nada aqui, até mesmo os líderes como a Presidência da Igreja pagam seus “dízimos” (No caso vivem a Lei da Consagração), ou seja, pensando assim a Igreja em si não é rica é a junção de todo o povo que faz ela se tornar assim. Pensando num lado lógico, se eu e minha esposa morássemos numa terra com mais 2 casais, e todos nós dividimos nossas rendas para nosso próprio sustento e conforto, após um período de tempo administramos tão bem as finanças que nos tornássemos milionários, estaríamos errados então? Seríamos também julgados como alguém que gaba-se de seu dinheiro? Interessante saber de que pessoas com pouco conhecimento referente aos assuntos da Igreja possa julgar com tanta certeza algo que desconhece. Então digo novamente, sim, já está voltando o tempo da perseguição, onde um dia por simplesmente sermos Mormons seremos julgados, como na verdade ja tem acontecido. Sei que “as coisas de Deus são loucas aos homens”, e que “Os pensamentos de Deus não são os dos homens”, por isso sei que os homens não compreendem muitas das Leis Divinas existentes, e principalmente as grandiosas bençãos que os Santos recebem por viverem essas leis, mas sei que nos mantermos firmes e inamovíveis Deus nos abençoará, e nem a fornalha mais quente, nem o cativeiro mais bem feito conseguirão afetar os Santos. Um dia com 6 membros a Igreja fora restaurada, e que com muito sofrimento a Igreja está hoje do jeito que está, não nos gabamos de nossa prosperidade mas sim damos graças a Nosso Bom Pai que viu nossos grandes sacrifícios e nos abençoou EM TODOS OS SENTIDOS, que mesmo sendo falhos o Senhor enxerga em nossos corações os desejos mais nobres de nossa alma, e todos as pessoas são convidadas a desfrutarem das mesmas bençãos, a água da fonte é gratuita, o bastão está erguido para que todos aquele que o olhar possam ser curados, mas por ser tão simples as pessoas julgam e dizem ser nossas loucas fantasias e não experimentam, por isso termino deixando com minhas palavras o mesmo convite que o Salvador deixou aos Fariseus:”Se quiser saber se falo por mim mesmo, ou se falo as coisas daquele que me deu a vida, faça o que eu digo, e saberás por si mesmo que falo de Meu Pai. Vinde, e vede”.

      • Bergh eu sei que cada um de direito de opinião,só que os mórmons não é um grupo exclusivista.são pessoas normais como você,lá dentro existem pessoas muito pobres que acreditam que um dia poderemos viver em um lugar de paz. A igreja sempre ajudou essas pessoas necessitadas com esses “bilhões por ano” que você se refere. Se você conhecesse realmente,não estaria dizendo isso…

      • Esse dia nao chegou, de fato o contrario esta acontecendo, hoje a Igreja esta entre as mais ricas do mundo e com maior aceitacao na midia alem de regozijar de uma popularidade sem precedentes na historia. Estamos vivendo os dias que muitos Profetas temiam quando a Igreja de Cristo estaria novamente caindo em Apostasia.

      • Mas ela jamais cairá em apostasia novamente caro Fabio, até porque o Senhor prometeu que sua Igreja brilharia até a volta Dele. Portanto, estamos seguros de que ela vigorará mais e mais!!

      • Sim vc esta correta que sua igreja iria estar aqui para receber lo, isso porem nao significa que a igreja nao passara por fortes transformacoes. Quando Cristo apareceu aos Nefitas sua igreja havia se corrompido e poucos que restaram da sua igreja que havia sido estabelecida por Alma. Ha muitas escrituras que indicam um afastamento da igreja do evangelho algo que aconteceu muitas vezes no livro de Mormon devido a prosperidade e orgulho. Seriamos muito tontos em acreditar que isso nao acontecera novamente, B.Y, J.M, Nefi, Moroni entre outros viram nossos dias e avisaram sobre esses acontecimentos, Em D&C o Senhor avisa sobre iniquidade na sua igreja e que ele limparia sua casa primeiro antes de enviar fortes calamidades sobre a terra. Em terceiro Nefi 16: 10 o Senhor avisa os gentios sobre pecarem contra seu evangelho, obviamente ele esta falando sobre os gentios membros da igreja pois os gentios nao membros nao podem pecar contra aquilo que nao sabem.

      • A Igreja não passará por transformações até porque ela não muda, pois Deus é imutável. Os membros não fiéis, que não têm um forte testemunho e nem são verdadeiramente convertidos, é que passarão por muitas transformações, se afastarão, e/ou permanecerão por haverem se convertido, etc. A propósito, a Igreja não é minha, mas sim do Senhor Jesus Cristo e se você tem algum conhecimento das escrituras como vejo que tenho, deve ter notado que se a Igreja te o nome: “A Igreja de Jesus Cristo dos Santos do Últimos dias”, não pode ser a igreja da maria bernardete da silva dos santos dos últimos dias! :o) A propósito Fabio, gostaria de finalizar o nosso “bate-papo”, pois não é hábito dos membros da Igreja, ficarem debatendo com as pessoas, mesmo porque você tem seu livre-arbítrio e eu o meu.:o)

        [Editado e moderado de acordo com a Política de Comentários]

      • Obrigado pelo comentario. Esse site foi criado justamente para pessoas debaterem assuntos pertinente a Igreja. Respeito sua opiniao.

      • Maria Bernardete, a verdade é que a Igreja já mudou, e muito!

        A Igreja praticava e defendia poligamia. Não pratica e nem defende mais.

        A Igreja praticava e ensinava teocracia. Não pratica e nem ensina mais.

        A Igreja ensinava consagração, comunalismo, e milenialismo. Não ensina nenhum desses mais.

        A Igreja ensinava Expiação de Sangue. Não ensina mais.

        A Igreja ensinava segregação racial. Não ensina mais.

        A Igreja condenava controle de natalidade. Não condena mais.

        Todas essas mudanças, ao meu ver, foram melhoras e progressos. Mas foram mudanças substanciais, importantes, fundamentais, e em alguns destes casos, traumáticas.

      • Diante de tudo isso, só uma coisa é importante e indiscutível: Esta é a única Igreja verdadeira e viva sobre o nosso planeta!!! Eu tenho um testemunho disto e jamais vou negá-lo, pois Cristo é o meu Senhor e Salvador. Não importa as polêmicas e discussões! A Igreja Dele sempre perdurará e nada a faz titubear ou enfraquecer. E mesmo que esta não fosse a Igreja verdadeira, eu continuaria firme e forte nela porque ela é a razão da minha felicidade, das bênçãos que tenho recebido de nosso Pai Celestial, a razão do meu viver! Ele vive, Ele ama a todos independentemente de sua crença ou opinião. Compartilho com todos essas palavras, em nome de Jesus Cristo, amém!!

      • Normalmente quando não há argumentos os mórmons dão testemunho… Testemunho é inquestionável… Por enquanto!

      • Não é falta de argumento, é que quando há pessoas ignorantes que só sabem criticar o máximo que podemos fazer é prestar testemunho.

      • Em relação ao testemunho ser inquestionável ou não, existem alguns pontos que podem ser considerados:

        Existem diversas pessoas que frequentaram a Igreja durante anos prestando testemunho, ocuparam cargos de liderança e/ou fizeram missão e depois se afastaram. Depois do afastamento muitos afirmam que o testemunho que possuíam era ilusório (p. exemplo, tem o ex-bispo Popinhaki, que alegou ter sofrido lavagem cerebral na Igreja).
        Quando isto ocorre, muitos membros alegam que o testemunho se enfraquece quando não cultivado e é por isso que o membro se torna inativo. Mas se o testemunho é uma resposta de Deus, como pode se enfraquecer? Considerando que Deus é onisciente e não mente, pode-se concluir que uma resposta Divina é absoluta, ou seja, se Deus respondeu, “tá respondido”. Não vejo como o sujeito receber uma revelação de que o LdM é verdadeiro (ao ponto dele saber que o LdM é verdadeiro), por exemplo, e depois esta resposta de Deus “se enfraquecer”.
        Parece-me que estes casos de perda/enfraquecimento do testemunho estejam muito mais relacionados com um condicionamento mental de que a Igreja é verdadeira do que com uma confirmação do Espírito Santo. Bons sentimentos podem surgir em diversas ocasiões, por diversos motivos. Considerar que estes bons sentimentos sejam a Divindade confirmando a veracidade de um fato é uma conclusão pessoal, portanto sujeita a falhas e má interpretação.
        Mesmo com um testemunho da veracidade da Igreja, algumas perguntas ficam em aberto: tradução do Livro de Abraao; a poligamia que deveria durar para sempre e acabou, racismo, etc, Comumente vejo pessoas alegando que todas estas dúvidas serão sanadas no milênio, ou no devido tempo, ou no mundo vindouro, etc. No entanto acredito que já deveríamos ter as respostas agora, pois temos a promessa de que: “pelo poder do Espírito Santo podeis saber a verdade de todas as coisas”…. Eu acredito que “todas as coisas” signifique “todas as coisas” .
        Existem várias pessoas de outras religiões que afirmam ter um testemunho das doutrinas de suas próprias religiões. Estaria o Espírito Santo revelando coisas diferentes para pessoas diferentes?

      • Silvio, que resposta voce queria exatamente ?
        Hora, cada um fala daquilo que o coração está cheio……
        Quais argumentos voce queria ?
        Não existem argumentos nessa igreja para justificar o que beira à ‘normalidade’.
        Joseph Smith é considerado como louco por muitos, eu não preciso dizer no que acreditamos, voce já deve saber e não há bases solidas, cientificas ou qualquer coisa que explique essa doutrina.
        É bem ‘simplezinho’ :
        Jesus Cristo foi (também) considrado como louco, foi coroado e tudo; Joseph Smith não foi coroado mas ganhou um banho de piche e penas e daqui a alguns dias nosso profeta vai à justiça defender todos os sete pontos rechaçados no processo.
        Talvez ele vai imitar o nosso profeta anterior e responder assim :
        – Eu não sei !…..
        Quem vai levar esses mormons a sério ?
        Mas no passado, um tal de Jesus Cristo também não foi levado a sério.
        Aliás, o profeta Hinckley me lembrou o apostolo Pedro quando negou Cristo por tres vezes.
        – Eu não sei…..e…..processo encerrado.
        – Mas como, seus missionarios pregam isso pelas ruas !!!
        E Monson vai deizer novamente :
        – Mas eu não sei !!!!
        processo encerrado.
        proximo……

      • Silvio, Você quer uma prova que a igreja é verdadeira é isto? se for sobre a igreja é muito facil lhe provar

      • kkkk acho o questionamento redundante, pois quem faz este tipo de comentario é porque nunca teve um testemunho e nem sabe oque é! mas posso lhe explicar, vamos lá. Um testemunho é concedido de espirito para espirito o espirito santo testifica ao meu espirito as verdades do evangelho e ponto, isto é um testemunho real do evangelho, agora quando um membro presta testemunho de determinado assunto é porque ele ja recebeu uma resposta positiva dobre o assunto em questão e nao porque nao tem argumento, kkk meu caro quantas vezes nas escrituras vemos Cristo prestar testemunho de Deus e vice e verça? eles não tenham argumento silvio? logo então o seu questionamento é redundante e sem fundamento… sem mais

      • “Testemunhos” não provam nada, a não ser para a pessoa que o profere. Pergunte a qualquer muçulmano se ele tem um testemunho do Alcorão, e ele vai dizer que tem certeza que é um livro verdadeiro. Pergunte a um bahái e ele dirá que tem certeza que Bahá-u-llah foi um profeta de Deus. Pergunte a um judeu ortodoxo e ele dirá que tem certeza que Moisés falou com Deus e que é um pecado grave comer camarão. Pergunte a um católico e ele dirá que tem certeza que o papa é sucessor de Pedro. E assim por diante. Fora isso, há o aspecto psicológico, fomentado pelas reuniões de “testemunho”. Mas isso já é outro assunto.

      • sobre a poligamia Marcello, é simples de explicar a igreja adotou sim esta pratica nos tempos do profeta Yang mas por um motivo politico. naquela época as viúvas que tinham algum bem material ate a morte do seu marido, era comum o governo tomar posse deste bem e para que isso nao acontecesse homens JUSTOS e DIGNOS se casavam com essas mulheres mas tudo sob consentimento do senhor pois isto esta descrito no livro de mosias e hoje a igreja na pratica este ato pois nao é a vontade de Deus mas se for um dia, como esta escrito em mosias será na maneira do senhor

      • Obrigado pelos seus comentários, Lucas. Infelizmente, alguém esta lhe ensinando mentiras históricas sobre o passado Mórmon. E eu sei que você não tirou isso do site oficial da Igreja. Seria interessante você se informar um pouco melhor.

        Poligamia foi iniciada por Joseph Smith, não por Brigham Young (não “Yang”), não por causa de viúvas (sendo a maioria da esposas secretas de Smith jovens e adolescentes), muitas vezes sem o consentimento das primeiras esposas, muitas vezes sem qualquer apoio financeiro às famílias plurais, e ela foi encerrada com muita relutância por causa da tremenda pressão do governo federal. A Igreja ainda tentou enganar a lei e praticar poligamia às escondidas por muitos anos, até que sucumbiu à pressão e encerrou a prática.

      • Quem me diz que o que o Lucas quis dizer é uma bobagem e não a sua resposta seja uma completa bobagem????? Você me dá referências de outras críticas feitas por você, sobre MEMBROS da Igreja que ja erraram, e não que seja adotada como uma lei divina pela Igreja, nisso te pergunto novamente por quê você está certo e ele não??? Nunca confio em alguém que só sabe falar coisas sempre negativas….

      • Felippe, eu quase não entendi nada do que você escreveu. Um pouco de pontuação e um pouco de estrutura gramatical e/ou lógica facilitariam muito para você dialogar coerentemente com terceiros.

        O que eu entendi é que 1) você não confia em mim, e 2) você quer saber como eu sei que eu estou certo (e o Lucas tolamente errado).

        1) Eu não quero que você confie em mim. Eu espero que você não confie em mim. Confiar na opinião e no julgamento de outras pessoas é para quem é intelectualmente preguiçoso. Eu quero, e espero, que você busque se informar da mesma maneira que qualquer indivíduo inteligente, honesto, e bem educado se informa: Lendo todas as fontes, revisando analitica e criticamente as fontes, checando por si as pesquisas, os fatos e evidências, e depois avaliando os argumentos. O que eu penso é irrelevante. Se você quer saber porque eu penso do jeito que eu penso, cheque as fontes que eu cito (e outras fontes além delas, mesmo as contrárias e as favoráveis e as neutras).

        2) Na resposta que eu escrevi acima para o Lucas eu citei seis artigos sobre os assuntos mencionados. Comece com eles. Leia-os. Leia as fontes citadas nos rodapés destes artigos. Cheque os documentos publicados nestas fontes. Se você quiser discutir qualquer detalhe sobre qualquer uma destas fontes, ou das fontes destas fontes, que você suspeite que invalide os comentários que eu fiz, descreva-me sua proposta em detalhe.

        Contudo, é importante que você sabia que, se você não for intelectualmente preguiçoso, e se der o trabalho de estudar o assunto honestamente, verá que os meus comentários nada mais são que o básico do básico do básico em história Mórmon. Ninguém, exceto os mais ignorantes ou os mais desonestos, disputa estes fatos mais, tamanha a confiança nas evidências historiográficas. Nem historiadores assalariados da Igreja! Vá, então, sem muita esperança de conseguir “me desprovar”. Mas vá. Estudar com afinco, no frigir dos ovos, é o mais importante para nós.

      • Você está certo Felipe!! Nunca devemos confiar em ninguém. Não vejo porque continuam a rebater todo e qualquer comentário aqui quando é tão simples resolver tudo isto!! Confia somente em Deus e fim de papo. Invés de ficar retrucando o que um fala, ou o que outro fala, não percam o vosso precioso tempo e tratem de tirar suas dúvidas com o Senhor, pois somente Ele sabe tudo e esclarece tudo. Por isso, eu não pratico o debate!! Tenho o meu testemunho que veio de Deus e o que Ele me disse, é o quanto basta! Existem tantas coisas lindas, maravilhosas, importantes e edificantes para procurarmos e vocês ficam aí perdendo um tempo precioso para se aborrecerem e tentando provar que esse ou aquele está errado. Gente, Deus nos deu o livre arbítrio e temos de respeitar o livre arbítrio dos outros. Cada um é cada um. Deixem as pessoas acreditarem no que quiserem onde e como quiserem!!

      • Maria Bernardete, você percebeu que você esta fazendo justamente o que você esta pedindo aos outros que não façam? Justamente o que você diz que não vai fazer?

        Você escreve que “[n]ão v[ê] porque [outros] continuam a rebater todo e qualquer comentário” e aí você vem “rebater” outro “comentário”.

        Você escreve que “não pratic[a] o debate” e aí você vem nos comentários debater os méritos de discutir assuntos racionalmente ou confiar em “revelação pessoal”.

        Você escreve que “vocês ficam aí perdendo um tempo precioso… tentando provar que esse ou aquele está errado” e aí você vem aqui “perder seu tempo precioso” justamente para “provar-nos errados”.

        Qual é, Maria Bernardete, o adjetivo comum para pessoas que dizem para outros não fazerem aquilo que elas mesmo fazem?

        O site Vozes Mórmons é um espaço especificamente designado para pessoas debaterem racional e lógicamente assuntos relacionados ao Mormonismo. Este é nosso propósito aqui. Nós acreditamos aqui que a glória de Deus é a inteligência e não a preguiça intelectual. Acreditamos em buscar sabedoria dos melhores livros e conhecimento pelo estudo, e não sentarmos indolentes em ignorância esperando cair do céu.

      • em termos marcello, o profeta smith ate aonde eu sei nao tinha mais do que uma esposa! ja o profeta yang tinha 19 creio que se der uma olhada com afinco de estudar o assunto da uma lidinha em mosias. a pratica da poligamia foi dada como revelação do contrario esta pratica no aconteceria! e é claro que o governo faria uma pressão ele esta perdendo posses as viuvas estavam casando…claro tbm que como todo ser humano vc da a mao queremos os pes, muitos faziam como salomao e queriam so prazer.. ensinar sobre este assunto kkk nao marcello na igreja nao se fala sobre isso. so digo que esta pratica aconteceu e hj nao acontece mais! grato

      • ​Lucas, o seu comentário seria relevante se tivesse qualquer validade histórica. Mas não tem. Nenhuma.

        1) Joseph Smith foi casado com 34 mulheres para as quais nós temos documentação confiável, não contando com as outras “suspeitas” de terem sido esposas plurais de Smith. Eis a lista das mulheres com quem Joseph Smith se casou, seguido da ano do matrimônio, e da idade dela no matrimônio. Os nomes em parênteses são dos maridos oficias destas mulheres (que viveram com Smith casamentos poliândrico, ou seja, dois homens para uma mulher):

        Emma Hale 1827 22
        Fanny Alger 1833 16
        Lucinda Morgan Harris 1838 37 (George W. Harris)
        Louisa Beaman 1841 26
        Zina Huntington Jacobs 1841 20 (Henry Jacobs)
        Presendia Huntington Buell 1841 31 (Norman Buell)
        Agnes Coolbrith Smith 1842 33 [recém viúva do irmão de Joseph, Don Carlos]
        Sylvia Sessions Lyon 1842 23 (Windsor Lyon)
        Mary Elizabeth Rollins Lightner 1842 23 (Adam Lightner)
        Patty Bartlett Sessions 1842 47 (David Sessions)
        Marinda Johnson Hyde 1842 27 (Apóstolo Orson Hyde)
        Elizabeth Davis Durfee 1842 50 (Jabez Durfee)
        Sarah Kingsley Cleveland 1842 53 (John Cleveland)
        Delcena Johnson Sherman 1842 37 [viúva de Lyman Sherman]
        Eliza R. Snow 1842 38
        Sarah Ann Whitney Kingsbury 1842 17 (Joseph C. Kingsbury)
        Martha McBride Knight 1842 37 [viúva de Vinson Knight]
        Ruth Vose Sayers 1843 33 (Edward Sayers)
        Flora Ann Woodworth 1843 16
        Emily Dow Partridge 1843 19
        Eliza Maria Partridge 1843 22
        Almera Johnson 1843 30
        Lucy Walker 1843 17
        Sarah Lawrence 1843 17
        Maria Lawrence 1843 19
        Helen Mar Kimball 1843 14
        Hanna Ells 1843 29
        Elvira Cowles Holmes 1843 29 (Jonathan Holmes)
        Rhoda Richards 1843 58
        Desdemona Fullmer 1843 32
        Olive Frost 1843 27
        Melissa Lott 1843 19
        Nancy M. Winchester 1843 14
        Fanny Young 1843 56 [viúva de Roswell Murray]

        Joseph Smith não sustentou nenhuma destas mulheres, exceto Emma Smith.
        Joseph Smith não obteve permissão de Emma Smith para casar-se com nenhuma destas mulheres. Em determinado momento, ela cedeu, e ele repetiu 4 casamentos na presença dela (pedindo para as meninas para fingirem estarem se casando pela primeira vez), mas alguns meses depois Emma revogou essa autorização e expulsou as jovens de casa.
        Todos esses casamentos estão disponíveis nos cadastros genealógicos da Igreja.
        Além disso, você pode checar as fontes no rodapé aqui.

        2) Eu não sei de onde você tirou essa fantasia de que o governo americano jamais teve o direito de “roubar” viúvas. Quem te contou essa mentira?

        3) Eu não sei de onde você tirou que o sobrenome de Brigham Young se escreve “Yang”. Young teve 54 esposas, das quais 9 pediram divórcio dele.

        4) Eu não sei de onde você tira a habilidade de dizer “ate aonde eu sei” para um assunto sobre o qual você é obviamente completamente ignorante. Você não sabe. Leia um pouco antes de tentar emitir “ate aonde eu sei”!

        Finalmente, eu vou lhe pedir duas gentilezas: 1) Estruturar seus comentários melhor. Pontuações e um pouco de estrutura gramatical para torna-los minimamente compreensíveis; 2) Antes de você “kkkk”, pare para pensar no seu comentário. Re-pense para ver se você não esta exibindo falhas grosseiras em lógica ou ignorância fundamental no assunto. Ambos são ruins para quem lê, ruins para quem lhe responde (para ensinar o básico do básico), e muito ruim pra você (que se sai mal na fita).

      • Boa noite Marcello,
        Inicialmente gostaria de parabenizá-lo pelos artigos, são provocativos e causadores de grande inquietação (particularmente gostei/odiei muito).
        Gostaria de ter a oportunidade de pensar juridicamente sobre o caso (Profeta mormon processado) com colegas e interessados. Uma discussão mais jurídica e menos especulativa do caso e, se for possível, até produzir um artigo desta reflexão.
        Só gostaria de fazer algumas reflexões sobre uma questão dos casamentos, o que você quer dizer com “nós temos documentação confiável” e o que é confiável em termos de documentação? Posso estar observando a história com às lentes erradas, mas como alguém consegue se casar com 17 mulheres (com documentação confiável), no período de um ano, sendo que a mais nova ainda cheirava a leite, com 14 anos, e a mais madura com 58? Sem contar os casamentos com base em documentação não confiável.
        Com base nesses documentos confiáveis, em 1843 seria um casamento a cada +- 21 dias, sem que sua esposa ficasse sabendo. Eu tenho a impressão de que muitos deixariam de considerá-lo Profeta e o elevariam a Deus. Ai a minha pergunta é: como é possível? qual é o objetivo? onde foram parar os filhos? Qual é a justificativa para tornar essa hipótese aceitável e útil?

      • Obrigado, Yuri, pelos seus comentários e pelos elogios.

        1) Ficaremos feliz de ler as suas considerações jurídicas sobre o caso. Como você leu acima, o artigo contém links tanto para o texto da lei em questão como para o texto da intimação em questão. Ademais, nesse artigo seguinte eu comecei a discutir outra decisão judicial que informa precedentes de jurisprudência e oferece algumas percepções iniciais de como pode ser conduzido esse processo.

        2) Com relação a questão dos casamentos plurais de Joseph Smith, eu preferiria discuti-la em outro artigo justamente para não mudar o assunto deste aqui. Talvez neste sobre mitos populares relacionados à poligamia? Mas adianto breve sinopse de respostas às suas perguntas: a) Entre a documentação histórica sobre os casamentos secretos de Smith inclue-se diários das testemunhas, depoimentos das testemunhas, e certidões emitidas póstumamente por Brigham Young, além do registro genealógico da Igreja; b) Smith casou-se com todas elas em segredo, mas havia rumores e suspeitas — estes, anotados em diários e relatos contemporâneos; c) Emma Smith não ficou sabendo de nenhum deles, mas desconfiava, o que gerou diversas brigas domésticas. Estas brigas (inclusive uma na qual Smith agride Emma) foram documentadas em diários e relatos contemporâneos, inclusive na História da Igreja oficialmente publicada; d) Sim, “muitos deixaram de considera-lo Profeta” por causa de todos esses casamentos secretos, e o jornal que serviu de estopim à crise que culminou no assassinato de Smith foi fundado justamente por um membro da Primeira Presidência para expor esta poligamia secreta e forçar uma mudança radical na Igreja: Monogamia exclusivamente; e) Os casamentos secretos não foram “tão” possíveis assim, tendo em vista que geraram enormes confusões e brigas, tanto dentro da família Smith, como na Igreja e na cidade de Nauvoo; f) Sylvia Lyon (casada com dois maridos, Smith e Windsor Lyon) confessou, em seu leito de morte, à sua filha Josephine que seu pai biológico era Joseph Smith. Afora este caso, não há nenhum inteiramente confiável. Os encontros sexuais eram intermitentes, breves, e esporádicos devido a natureza secreta dos casamentos e da constante vigilância de Emma. Métodos e noções contraceptivas não eram desconhecidas, e inclusive já em 1842 rumores de abortos no outro lado do rio Mississippi já corriam a cidade.

        De qualquer maneira, o assunto é longo e eu preferiria leva-lo para a outra página apenas para não distrair do assunto em pauta nesta aqui, a saber, o processo legal contra Monson.

      • Joseph Smith de fato teve muitas esposas (mais de 30) que foram documentados. Quanto a isso ser revelacao, pode muito bem ter sido mas nao sabemos quais e quantas. BY teve muitas tambem e nao foram por motivos politicos que ele o fez caso contrario ele nao teria tido varios filhos com elas. O casamento plural se trata de ser uma lei Celestial que foi revelada ao Profeta Joseph Smith, a natureza de tal lei fica mais dificil de compreender com a mente natural mas e importante os membros saberem que de fato Joseph Smith casou se com varias mulheres e algumas muito jovens, como disse antes acredito que o Senhor possa de fato ter dado esse mandamento a ele mas tambem ha indicacoes de que ele tenha de fato se aproveitado da oportunidade.

      • E porque será que Joseph Smith casou com mulheres legalmente casadas e com moças de 14 e 16 anos????

      • Lucas… você está repetindo e aumentando lendas. Use a sua inteligência. Não está escrito em D&C 93:36 que a “glória de Deus é a inteligência”? Então. Desde quando a poligamia foi praticada por motivos “políticos” (você estava querendo dizer jurídicos, acho)?Desde quando viúvas perdiam suas propriedades quando da morte do marido nos EUA?E a poligamia não foi praticada somente na época de Brigham Young, a prática começou com Joseph Smith e suas 30 e tantas esposas, entre elas com mulheres já casadas com outros homens (e que continuaram casadas com esses), entre elas várias menores de idade. E não terminou com Brigham Young, continuou sob John Taylor, Lorenzo Snow, Wilford Woodruff, mesmo depois do Manifesto, pelo menos até por volta de 1910 casamentos plurais foram celebrados com autorização do presidente da Igreja. Recomendo que você leia D&C 132, e lá verá que não se fala em momento algum de “motivo político”. Informe-se sobre a história e a doutrina da sua Igreja.

      • kkkk e o dizimo nao é uma preparação para a consagração? kkkk primeiro uma lei menor para uma lei maior depois meu caro, Deus da a lei nos não guardamos ele revoga mas se nao estamos preparados ele tira a lei da uma menor como preparação ate estarmos prontos, mas vou dar um exemplo mal conseguimos consagrar nosso tempo a Deus oque dira nosso dinheiro. e todos sabemos que o s apostolos e o profeta vivem essa lei! Voce esta preparado para tal lei? creio e testifico que nao está, nao estamos pronto para esta lei quando Deus jugar qu8e estamos prontos ele nos dará a lei!
        sem mais


      • Lucas, o seu comentário seria relevante se tivesse qualquer validade lógica. Mas não tem. Nenhuma.

        1. Problema lógico: Onde você leu, no meu comentário, eu mencionar “dízimo”? Onde você leu, no meu comentário, eu dizer que “dízimo não é uma preparação para a consagração”? Onde você leu, no meu comentário, qualquer coisa que sugerisse que a discussão era sobre a validade ou invalidade da substituição de “consagração” por “dízimo”?

        2. Problema lógico: Você obviamente não entendeu o contexto da discussão entre eu e a Maria Bernadete. Talvez se tivesse lido com mais atenção, tivesse entendido que a questão era o fato de haver ou não haver mudanças. O motivo das mudanças, em nenhum momento, foi mérito relevante. A Maria Bernadete insistia que jamais houvera mudanças na Igreja SUD. Eu simplesmente listei algumas das muitas mudanças nos últimos 187 anos.

        3. Problema lógico: O seu argumento é inteiramente baseado em uma falácia lógica não-estrutural denominada circulus in probando. Ela constitui em afirmar a conclusão. A é verdadeiro porque B é verdadeiro, e portanto B é verdadeiro porque A é verdadeiro. No seu caso: Deus nos tirou a consagração pois não estavamos prontos, e porque não estavamos prontos Deus nos tirou a consagração. Quando estivermos prontos, Deus nos dará de volta a lei, e quando Ele nos der de volta a lei, será porque estaremos prontos.

        Na verdade, esse seu argumento era completamente irrelevante a discussão atual (ver #1 e #2 acima), mas é um argumento estúpido frequentemente usado, e eu aproveitei a oportunidade para explicar porque ele é estúpido.

        Finalmente, eu vou lhe pedir duas gentilezas: 1) Estruturar seus comentários melhor. Pontuações e um pouco de estrutura gramatical para torna-los minimamente compreensíveis; 2) Antes de você “kkkk”, pare para pensar no seu comentário. Re-pense para ver se você não esta exibindo falhas grosseiras em lógica ou ignorância fundamental no assunto. Ambos são ruins para quem lê, ruins para quem lhe responde (para ensinar o básico do básico), e muito ruim pra você (que se sai mal na fita).

      • Precisamos orar e jejuar muito! Imagino que muitos membros vão se deixar levar por esses obstáculos, fico triste só de imaginar os amigos que ja não tenho comigo hj no evangelho e os que ainda vão abandoná-los, devemos ficar firme na fé… nao sabemos os desígnios de Deus, qualquer coisa pode acontecer nesse caso para nos testar.

        [Editado e moderado de acordo com a Política de Comentários]

      • Ouvir um discurso na conferência que falava sobre a igreja e o evangelho. Uma parte dele dizia “É completamente possível alguém ser ativo na Igreja e menos ativo no evangelho” vale a pena dar uma lida. Achei que tem a ver com seus argumentos.

      • concordo que quando não há conhecimento da lei não há pecado como nos ensina o apostolo Paulo. mas creio que oque a Maria Bernadete quis dizer foi: ” A Estrutura da igreja como diz em efesios nunca mudara” oque de fato é verdade! sempre teremos um meio de revelação direta com Deus, nos tempos de Noé e assim nos tempos de J.Smith, de fato a igreja passou por muitas tribulações e ate mesmo mudanças na forma de liderar temos como exemplo Pres Kimball um homem Muito serio e rigoroso e temos Pres Thomas Monson um homem extremamente amoroso de fato são profetas com características diferentes porem ambos são profetas isso nunca ira mudar meus caros sempre teremos profetas e apostolos sempre, claro que cada geração de profeta recebe revelçoes para a sua geração não queremos que Pres monson seja como moises olho por olho e dente por dente! essas mudanças sao normais na igreja mas a base da igreja sempre sera a mesma!

      • Concordo plenamente, pois se cremos em nosso Pai Celestial devemos segurar na barra de ferro e seguir em frente, sei que terão muitos contra a nossa crença, mas se temos um verdadeiro testemunho de Jesus Cristo, venceremos. Eu sei que a Igreja de Cristo é verdadeira e que ela foi restaurada nos últimos dias, sei que ela é perfeita e que se seguirmos os conselhos do Senhor seremos abençoados.

      • Exatamente geane,tudo isso ja era precisto e profetizado por muitos dos profetas que viveram antes de nós,vejo muitos comentarios focalizando em DIZIMOS,e questao politica,vi tbm algo sobre forçar e induzir ao batismo etc.digo que tudo isso só pude saber pelo convite que o livro de mormon nos faz,ele nos convida a orar e perguntar se é verdade assim como thiago 1:5 com a falta de sabedoria peça a deus,sei tambem que esta igreja é verdadeira,nao foi por lideres nem por ninguem que obtive essa confirmaçao,mas foi pelo poder do espirito santo que tive essa confirmaçao e essa promessa se estende desde os tempos de jesus cristo quando ministrou aqui na terra,é maravilhoso esse evangelho,cada dia que passa essa confirmaçao aumenta…é a unica igreja que ensinar e o guiara para que um dia estejamos juntos em familia novamente,lembrando que cabe a cada um de nós decidir…

    • o juiz arquivou o processo e julgou como um abuso do juri. ele disse que ninguém em sã consciência emitiria 2 convocações ao Sr monson.
      em resumo ELE É INOCENTE, como ja sabiamos

      • Lucas, você sabe ler? Eu suponho que saiba. Então, conte-nos onde você leu que o juíz “disse que ninguém em sã consciência emitiria 2 convocações ao Sr monson”? Porque eu sei ler, e li a opinião judicial oficial que ele emitiu, e lá não diz absolutamente nada disso. Aliás, onde você leu que o juíz “julgou como um abuso do juri” se ele especificamente escreveu que tal processo não deveria sequer chegar a um júri? Ademais, onde você leu que o juíz decretou que Thomas Monson “É INOCENTE” se ele especificamente escreveu que o processo não era ajuizável e, portanto, não poderia sequer ir a julgamento.

        Eu realmente não sei onde e como você aprendeu a ler, mas certamente não leu nada do que escreveu na súmula oficial (link no artigo) ou na dúzia de artigos jornalísticos cobrindo o assunto (links no artigo). Ou suas habilidades de leitura lhe estão falhando, ou você tem fontes de informação não exploradas no artigo acima. Caso seja esta, favor compartilhar conosco. Caso seja aquela, favor inscrever-se num curso de atualização.

    • Meu pai ja me disse que, chegará o tempo em que não poderemos mais nos reunir nas capelas, seremos novamente perseguidos e que teremos que ensinar religião aos nossos filhos, dentro de nossos próprios lares. E eu acredito que esses tempos ja estão a porta.

      • Concordo plenamente. Estamos vivendo em um mundo de conceitos invertidos. O que é certo é considerado errado, e o que é errado é considerado certo.
        A liberdade que o povo deseja e pede, não é para fazer o bem, mas, para fazer o mal.
        O desenvolvimento da humanidade é em tecnologia, mas os costumes morais estão cada vez pior.

  8. Eu acredito e sei que a acuzacao de Philips é um absordo, e sei que essas coisas não sera encaminhado porque nós os membros da Igreja de Jeusus Cristo Dos Santos Dos Ultimos Dias estamos orando por nosso PROFETA e que seu esperito esteja com ele e que saira vencedor dessa ocuzacao, e que hoje mesmo longe mas deixamos isso vindo das ilhas dos Cabo Verde que estamos confiante que essa é a Igreja dele e que Thomas Monson e um Profeta vidente e revelador nos ultimos dias .

    • Com certeza o presidente thomas s monson é o profeta vidente e revelador em nossos dias,e que a igreja de jesus cristo é a unica e verdadeira na face desta terra,Estaremos orando nesse momento por ele..e tbm pelo cidadao que iniciou esta acusaçao e incita todos a acreditarem,…

  9. A unica coisa que sei é que eu sei que a Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos dias é verdadeira, Jesus Cristo Vive e Thomas S Monson eé um profeta vidente e revelador de Jesus Cristo.

Deixe um comentário abaixo:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s