Raça e Sacerdócio: publicação oficial da Igreja aborda fatos antes ignorados

Nova página oficial sud esclarece que Brigham Young interrompeu a ordenação de negros ao sacerdócio como realizada por Joseph Smith

Amanda e Samuel Chambers, conversos mórmons, chegaram a Salt Lake City em 1870.

Amanda e Samuel Chambers, conversos mórmons, chegaram a Salt Lake City em 1870.

Na última sexta-feira (06/12), a Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias publicou em seu site oficial uma nova página intitulada “Raça e o Sacerdócio“, onde busca esclarecer a intrincada história do banimento dos negros do sacerdócio sud. A página, disponível em inglês, dá um importante passo ao reconhecer a ordenação de negros durante a presidência de Joseph Smith – como havia reconhecido no novo cabeçalho da Declaração Oficial 02 – e afirma que foi Brigham Young quem interrompeu a ordenação de homens negros. O site afirma:

Durante as duas primeiras décadas de existência da Igreja, alguns homens negros foram ordenados ao sacerdócio. Um desses homens, Elijah Abel, também participou de cerimônias no templo de Kirtland, Ohio, e mais tarde foi batizado vicariamente por parentes falecidos em Nauvoo, Illinois. Não há nenhuma evidência de que o sacerdócio tenha sido negado a quaisquer homens negros durante a vida de Joseph Smith.

A origem em Brigham Young

Brigham Young (1801-1877)

Brigham Young (1801-1877)

Evitando um tom apologético, o texto oficial da Igreja não fala sobre revelação ou inspiração divina para o posterior banimento, mas explica sobre o contexto histórico de divisão racial em que se encontrava os EUA. Segundo o site, teorias foram criadas para tentar explicar o banimento:

Em 1852 , o Presidente Brigham Young anunciou publicamente que os homens de ascendência negra africano não poderiam mais ser ordenados ao sacerdócio, ainda que a partir de então negros continuassem a aderir à Igreja através do batismo e recebimento do dom do Espírito Santo. Após a morte de Brigham Young, os presidentes subsequentes da Igreja restringiram os negros de receber a investidura do templo ou casar-se no templo. Com o tempo, líderes e membros da Igreja promoveram muitas teorias para explicar as restrições do sacerdócio e do templo. Nenhuma dessas explicações é aceita hoje como a doutrina oficial da Igreja.

O texto ainda menciona a escravidão negra no Território de Utah e o fato aparentemente contraditório de que “[m]esmo depois de 1852, pelo menos dois mórmons negros continuaram a possuir o sacerdócio” – uma referência a Elijah Abel e Walker Lewis.

Mulheres

Jane Elizabeth Manning James (1822 –1908)

Jane Elizabeth Manning James (1822 –1908)

Além do impedimento da ordenação de homens ao sacerdócio e ordenanças maiores, a página oficial ainda lembra que as mulheres negras também eram impedidas de participar das ordenanças de selamento e investidura. O texto cita a pioneira negra Jane Manning James:

Jane Manning James, membro fiel negra que atravessou as planícies e viveu em Salt Lake City até sua morte, em 1908, (…) pediu para entrar no templo, foi autorizada a realizar batismos por seus antepassados mortos, mas não foi autorizada a participar de outras ordenanças.

Brasil em destaque

O Brasil é citado como uma das principais regiões do mundo onde a Igreja teve que rever sua política racial, dada a miscigenação de seus membros:

O Brasil, em particular, apresentou muitos desafios. Ao contrário dos Estados Unidos e África do Sul, onde o racismo de facto e jurídico levou a sociedades profundamente segregadas, o Brasil se orgulhava de sua herança racial aberta, integrada e mista. Em 1975, a Igreja anunciou que um templo seria construído em São Paulo, Brasil. Quando a construção do templo começou, as autoridades da Igreja encontraram fiéis mórmons negros e de ascendência mestiça que contribuíram financeiramente e de outras formas para a construção do templo de São Paulo, um santuário onde eles perceberam que não seria permitida sua entrada (…). Seus sacrifícios, bem como as conversões de milhares de nigerianos e ganenses na década de 1960 e início de 1970, tocaram os líderes da Igreja.

Teorias rejeitadas

Outra importante informação da nova página é de que a Igreja rejeita as teorias racistas sobre os negros ou qualquer outro grupo humano:

Hoje, a Igreja rejeita as teorias avançadas no passado que a pele negra é um sinal de desagrado divino ou maldição, ou que reflete ações de uma vida pré-mortal, que os casamentos inter-raciais são um pecado, ou que negros ou pessoas de qualquer outra raça ou etnia são inferiores (…). Os líderes da Igreja hoje, inequivocamente, condenam todo o racismo, passado e presente, em qualquer forma.

Cabe lembrar que no ano passado, um professor da BYU defendeu, em declarações ao jornal Washington Post, o banimento que durou até 1978 como uma proteção para que os negros não fizessem mal uso do sacerdócio. Aparentemente, houve uma mudança na política racial sud, sem que houvesse uma mudança igualmente substancial na doutrina sobre linhagens.

Progresso

A página “Raça e o Sacerdócio” faz parte de uma nova série de páginas abordando temas considerados controversos, como a definição de mórmons como cristãos e dois temas históricos – os diferentes relatos da Primeira Visão e o casamento plural. Tais iniciativas acompanham a tendência recente de frear um pouco os apologistas mais radicais e oferecer uma maior abertura de registros históricos.

O esforço de tratar o tema dos negros no passado mórmon através de fatos e sem apologia representa um importante passo na historiografia da Igreja. Também abre caminho para a compreensão de que líderes da Igreja podem ser influenciados pelo seu contexto cultural. Resta saber como tal discurso chegará às capelas e publicações de uso mais frequente de seus membros ao redor do mundo.

Sobre estes anúncios

170 comentários sobre “Raça e Sacerdócio: publicação oficial da Igreja aborda fatos antes ignorados

  1. A publicação é bem tendenciosa, ainda falta o pedido público de desculpas por parte da igreja já que foi algo errado e assumir que devemos ter muito cuidado com o que um ‘profeta’ fala, porque se todos esses erraram praticando a segregação racial o que impediria de um profeta um pouco mais recente errar como o Pres. Monson por exemplo, e como fica a história das pessoas que foram seladas as famílias brancas como servos eternos deles?

    • Daniel,

      em que sentido é tendencioso?

      Confesso que fiquei surpreso com o nível de sinceridade histórica do texto oficial. Evidentemente, não é a história completa mas traz fatos que nunca haviam sido referidos no discurso oficial (ordenação de negros na época de Joseph Smith, influência do contexto histórico, escravidão em Utah, papel do Brasil na decisão de 1978, etc.).

      Não sei se um pedido de desculpas irá um dia ocorrer. O texto, porém, condena as ideias racistas que fizeram parte da doutrina mórmon e sugere o reconhecimento de que líderes erraram: “Hoje, a Igreja rejeita as teorias avançadas no passado que a pele negra é um sinal de desagrado divino ou maldição, ou que reflete ações de uma vida pré-mortal, que os casamentos inter-raciais são um pecado, ou que negros ou pessoas de qualquer outra raça ou etnia são inferiores (…). Os líderes da Igreja hoje, inequivocamente, condenam todo o racismo, passado e presente, em qualquer forma.”

      • A igreja passa mais de um século praticando segregação racial por motivo cultural? e durante um século uma igreja que é “guiada diretamente por Deus” humilha, separa, rebaixa a condição de representante de Satanás, entre outras coisas e ai publica um texto praticamente falando “Nós não sabemos porque começou, mas no inicio não tinha só veio depois e agora nós não praticamos mais” você não acha isso tendencioso no sentido de provar a “inocência” da igreja contra as pessoas de etnia negra?, tenta conversar com alguém ou parente bem próximo de alguém que viveu na igreja durante a época em que os negros eram ‘representantes de Satanás’, imagina como era pra eles.

        O texto é muito bom confesso, aos poucos a igreja vem tentando com muita cautela claro falar sobre esses assuntos polêmicos apesar de tê-los tirado dos manuais modernos, se vc pega manuais mais antigos do instituto por exemplo esses assuntos são abordados hoje em dia não, nem são falados superficialmente e parece um crime se você tenta falar sobre um assunto desse nas aulas as pessoas te olham logo como apostata.

        A igreja ta começando a assumir os erros do passado como você mesmo disse “não é a história completa mas traz fatos que nunca haviam sido referidos no discurso oficial”, “sugere o reconhecimento de que líderes erraram”, falta assumir efetivamente que errou, ou seja reconhecer, sentir o pesar, pedir desculpas ‘ou consertar’, já deixaram de praticar o que é muito com ,mas como é pregado pela igreja não se pode pular os passos do arrependimento.

        PS: Antes que pensem que eu sou um doido qualquer falando besteira, sou ex missionario, casado no templo e ativo, sirvo atualmente como conselheiro no bispado, mas vivo constantemente buscando coisas sobre a igreja. :)

      • Daniel, li o texto principal deste post ontem e iniciei de imediato um comentário.
        Mas, desisti e me abstive.
        Hoje, leio o seu comentário e me sinto representado nele.

        Também sou membro ativo desde meus 14 anos. Passei por umas “boas” na Igreja, com a liderança – primeiro porque usava barba, depois porque morava com um casal da Igreja – bem, são muitas histórias que nem quero ficar relembrando…

        Quanto aos negros e a restrição ao Sacerdócio, primeiro veio a explicação sobre Caim e Cão… Beleza, é a vontade do Senhor!!!
        Depois, com gratidão por ter um Pai amoroso, li o discurso do Presidente Alvin R. Dier (Com que Propósito, de 1963) e fiquei mais “feliz” em relação à restrição, já que se tornava uma enorme benção para os negros.
        Agora, vai tudo por terra!!!
        Aí pergunto: Deus é o mesmo (ontem, hoje e sempre)?!?!?!?!?!?!?!?

        Não consigo acreditar que TODOS os líderes da Igreja (especialmente falando dos líderes locais) sejam inspirados em todas as suas ações.

        Conheci muitas histórias (assistidas de perto) de líderes cometendo erros terríveis. Alguns que até deveriam ser excomungados da Igreja (de acordo com o MANUAL GERAL DE INSTRUÇÕES, Volume 1) e que não o foram porque iria ‘perturbar’ o testemunho de muitos.
        Felizmente, mesmo sem a excomunhão, estes ‘grandes líderes’ tiveram seu brilho apagado e já estão quase esquecidos.
        Outros manipularam dados e pessoas para atingir metas da Igreja.
        Não sabem (talvez saibam) quantas pessoas sinceras deixaram caídas em seu caminho de autoridade intocável.

        Para mim, qualquer um, vivendo na carne, é passível de cometer erros – ainda que cheio de boa vontade.

        E, como dito pelo Senhor, Ele espera que nós façamos muito de nossa própria vontade e juízo, embora complemente dizendo que devemos fazer muito e bem…
        Desta maneira, não vi como sendo uma revelação de Deus que os jovens agora deveriam partir para a missão com 18 anos (pois já era assim no passado), mas vi como uma ação administrativa. Cheia de lógica e razão.

        Fui condenado por dizer isso! Acusado de estar negando que Deus dirige a Igreja, negando que o Profeta seja inspirado por Deus, etc…

        Obrigado por colocar em palavras uma pequena parte das coisas que sinto!

        E se traduz em indignação!

      • Vladimir, é complicado a atitude da igreja com relação a esses assuntos, tenho certeza que a igreja só está falando nessas coisas agora, por causa da internet e da facilidade de se obter informação, a medida que você vai estudando e descobrindo mais dessas verdades escondidas maior fica sua indignação, como falou um grande amigo meu “a igreja SUD, está agindo como todos os papas que pediram desculpas pelo o que a Igreja Católica fez, mas Paulo II começou a dar nome a estes: desunificação da doutrina, venda de indulgencias, perseguição de infiéis, negação da ciência, etc”, quero ver o dia em que a igreja vai falar abertamente sobre os erros praticados pelos profetas sem medo de ser desacreditada pelos membros como a igreja verdadeira, a igreja tem mudado muito ao longo dos anos e tem se adaptado para ser mais popular isso é notório mas essas verdades são uma pedra em seu sapato e ela tentará consertar.

      • Concordo, Daniel!
        O triste é você não poder se manifestar.
        A dúvida é o melhor caminho para o crescimento mas, muitos encaram como falta de fé ou de testemunho.
        Lamentável!

      • Daniel, concordo com vc. Fui ativa durante 27 anos e não aguentei tanta apostasia, para mim a função dessa e qualquer igreja é lucrar , veja vc mesmo quem sempre fica na liderança geral, observe os sobrenomes se repetindo ao longo do tempo.

      • Se a função da Igreja é lucrar por que ela não aceita o dízimo de prêmio da loteria ou de membro excomungado? Por que o preço da A Liahona não paga nem a própria postagem? Por que o Livro de Mórmon é doado para os pesquisadores se um livro desses custa em média trinta reais? Por que o manual do Instituto é doado se também um livro desse custa em média cem reais? Por que os missionários que não tem recursos vão para a missão? Responda a estas perguntas se você afirmou que a função da Igreja SUD é lucrar…

      • Não acredito que a igreja tenha o lucro financeiro como objetivo, nessa parte concordo inteiramente com Vlademir, porém, muitas coisas que o Daniel Fonseca falou estou de acordo também. Tenho visto muita coisa acontecendo durante todos esses anos.

      • Deus coloca um homem no poder, mas se ele não fizer a vontade de Deus, tenha certeza que ele vai ser cobrado.

      • é uma parte que me aborrece na igreja mesmo tendo o testemunho, os pais de minha cunhada sofreram demais ele era europeu e ela brasileira cheia das misturas, não puderam se selar por ela ter descendência negra, tiveram que esperar cerca de 10 anos fora a humilhação, que aguentou por um rapaz de sangue puro não poder se selar com ela diz que sofreu muito, sou grata por ter nascido nesta época…… onde os homens dignos podem ter e exercer o sacérdocio, irmão Daniel da Fonseca foi bomler seu comentário, é um pouco meu

      • Você acha que essas pessoas que sofreram não merecem uma atenção maior da igreja? por exemplo a irmã Jane Elizabeth Manning James (1822 –1908) olha só uma das coisas que aconteceu com ela… “‘Is there no blessing for me?’ she asked Church leaders for more than a decade. Those leaders refused her requests. They attempted to pacify her by authorizing her limited participation in LDS rituals.
        (Ronald G. Coleman, “‘Is There No Blessing for Me?': Jane Elizabeth Manning James, A Mormon African American Woman,” in Quintard Taylor and Shirley Ann Moore Wilson, eds., “African American Women Confront the West,” 1600-2000 [Norman, Oklahoma: University of Oklahoma Press 2003], at: http://www.blackpast.org/?q=aaw/james-jane-elizabeth-manning-1813-1908).

        A irmã perguntava se não havia bençãos pra ela, agora imagina quem conhece a história dessa irmã sabe o quanto ela sofreu ai ela chegava e perguntava se não havia benção pra ela, e os líderes recusavam o pedido dela de participar das bençãos que os membros brancos participavam “bençãos do templo” ai pra compensar foi autorizado o selamento dela a Joseph Smith como sendo uma serva eterna dele “escrava” no Reino celestial de Deus.

      • Sou Negro, Missionário Retornado ex Bispo, Conselheiro de Distrito, Membro do Sumo Conselho e estou tão Feliz com esta publicação sei que pouco a pouco, ou melhor, Linha Sobre Linha Cristo ira mostrar tudo tenhamos paciência a final a eternidade é logo Ali…….

      • Mostrar o que exatamente Irmão? que a igreja cometeu um erro? porque o texto nos dar a entender que os líderes da igreja erraram, e se erraram, foi por mais de 1 século humilhando, segregando, rebaixando e brincando com a Fé dos irmãos de Etinia Negra.

      • Querido Irmão fico triste com sua angustia e Dor, mande uma carta para o Elder Costa ou Para o Profeta suplique oa Bom Pai Celestial uma resposta. Conte com Minhas Orações, presto meu testemunho que BY teve um motivo que desconheço, mas sei que teve, como falei sou Negro tive ancestrais nos navios negreiros e uma parente em especial que amo muito encontrei sua historia por meio de pesquisa genealogica ” ela foi violentada por um senhor de engenho por anos e teve filhos mestiços a amou atodos, morreu na cozinha do infeliz feitor, estava velha, doente,marcada, ao ler sua historia sempre lembro de Castro Alves “O Deus dos Desgraçados Onde Estas…..” eu sei onde ele esta e aprendi com os Profetas de Deus, com todos Eles……
        Para terminar segue : Bruce R. McConkie
        Esqueçam tudo o que eu disse, ou que o Presidente Brigham Young, ou quem quer que seja … disse no passado que seja contrário à revelação presente. Nós falamos com um entendimento limitado e sem a luz e o conhecimento que agora chegou ao mundo, Não faz uma partícula de diferença o que qualquer pessoa tenha dito sobre [este] assunto antes do primeiro dia de junho deste ano, 1978. … e quanto a quaisquer fagulhas de luz ou partículas de escuridão do passado, vamos deixá-las de lado.� �(�All Are Alike Unto God,� publicado em Charge to Religious Educators (1982), pp.152-155)

        Em 1988 o Élder Dallin H. Oaks, também do Quorum dos Doze, deu uma entrevista à Associated Press. E ele disse o seguinte naquela entrevista:
        �… Não é o padrão do Senhor dar razões. Nós podemos encontrar razões para os mandamentos. Quando o fazemos, estamos sózinhos. Algumas pessoas criaram razões para [a proibição] e acabaram espetacularmente erradas. Há uma lição em isso. A lição que eu aprendi, me fez decidir há um bom tempo atrás que eu teria fé no mandamento mas não nas razões que haviam sido sugeridas para ele.
        �… Estou me referindo a razões criadas por autoridades gerais e outras razões elaboradas sobre [aquelas razões] por outras pessoas. O conjunto de razões pareceu a mim ser um risco desnecessário. …
        Não vamos cometer o erro que foi feito no passado, aqui e em outras áreas, de tentar encontrar razões para a revelação. As razões acabam sendo idéias dos homens em grande parte. As revelações são o que nós apoiamos como a vontade do Senhor e é aí que se acha segurança.� (Entrevista à Associated Press, publicado no Daily Herald, Provo, Utah, 5 de Junho de 1988)

        [… Quando] Presidente Kimball acabou sua oração, o Senhor deu uma revelação pelo poder do Espírito Santo. �… Nesta ocasião … o Senhor … derramou o Espírito Santo de uma maneira milagrosa e maravilhosa, muito superior a qualquer coisa qualquer um daqueles que estavam presentes jamais havia experimentado.
        �A revelação veio ao Presidente da Igreja; também veio a cada indivíduo lá presente. Havia dez membros do Conselho dos Doze e três da Primeira Presidência lá presentes.� (�All Are Alike Unto God,� publicado em Charge to Religious Educators (1982), pp.152-155)
        Muito interessante ver que esta revelação que estendeu o sacerdócio a todos os homens dignos foi recebida por 13 profetas, videntes, e reveladores. Não foi só o Presidente Spencer W. Kimball que recebeu a revelação e pediu a seus conselheiros e os Doze Apóstolos que o apoiassem. Todos eles, com a exceção de dois–um que estava fora do país e outro que estava no hospital. Todos os 13 profetas, videntes, e reveladores receberam a mesma revelação ao mesmo tempo. O Élder David B. Haight num discurso em Conferência Geral em 1996 disse o seguinte:
        �… Eu estava no templo quando o Presidente Spencer W. Kimball recebeu a revelação concernente ao sacerdócio. Eu era o membro júnior do Quorum dos Doze. Eu estava lá.�

        �Eu estava lá quando o derramento do Espírito naquele lugar foi tão forte que nenhum de nós pôde falar depois. Nós só voltamos silenciosamente para o escritório. Ninguém conseguiu dizer nada por causa da poderosa experiência espiritual celestial.� (Relatório da Conferência Geral, Abril 1996; Ensign, Maio 1996, p. 23)
        Assim sendo, enquanto nós não sabemos o motivo pelo qual algumas linhagens não podiam receber o sacerdócio, nós sabemos que a proibição acabou quando o Senhor transmitiu uma revelação poderosa a seus profetas vivos. E note que como eu disse antes, Presidentes McKay e Lee estavam inclinados a acabar com a proibição, mas o Senhor lhes disse �ainda não.� Isto não era uma decisão a ser tomada por mortais. E eu acredito no testemunho desses homens. Eles eram profetas de Deus; eu não tenho nenhuma razão para questionar ou duvidar. Eu não questiono suas experiências. Então seja qual for a razão para a proibição, ela permanece com o Senhor. E eu tenho um testemunho de que esta é a Igreja do Senhor. Esta não era apenas uma �norma� que poderia ter sido tratada administrativamente. Não. Se esse tivesse sido o caso, a proibição teria acabado em 1954 com Pres. David O. McKay, mas seja qual fôr a razão, a proibição permaneceu até 1978.

      • Irmão Wellington, admiro muito sua fé e agradeço por suas orações. Tenho certeza que enviar carta a líderes de área e/ou autoridades gerais perguntando sobre o assunto não geraria nenhum resultado, e sobre perguntar a Deus, eu tenho feito. No entanto parece que Ele guarda ainda essa informação, assim como fez com todos os profetas até a revelação que constitue a declaração oficial 2.

        No entanto vou te mostrar uma doutrina ensinada durante muito tempo pelos líderes da igreja, isso inclui profetas, apóstolos, setentas e outros líderes, e que hoje é negada como doutrina da igreja. Quem esta certo, então? Eles naquele tempo, porque fazia parte da cultura a segregação racial, ou hoje que o racismo é condenado?

        Segue a baixo a doutrina:

        “were more valiant than others… Those who were less valiant in pre-existence and who thereby had certain spiritual restrictions imposed upon them during mortality are known to us as the negroes. Such spirits are sent to earth through the lineage of Cain, the mark put upon him for his rebellion against God and his murder of Abel being a black skin…The present status of the negro rests purely and simply on the foundation of pre-existence” (Mormon Doctrine, p.527, 1966 ed.).

        “Joseph Smith had declared that the Negroes were not neutral in heaven, for all the spirits took sides, but ‘the posterity of Cain are black because he (Cain) committed murder. He killed Abel and God set a mark upon his posterity'” (The Way to Perfection, Joseph Fielding Smith, p.105).

        “It was well understood by the early elders of the Church that the mark which was placed on Cain and which his posterity inherited was the black skin. The Book of Moses informs us that Cain and his descendants were black” (The Way to Perfection, p.107).

        “there is a reason why one man is born black and with other disadvantages, while another is born white with great advantages. The reason is that we once had an estate before we came here, and were obedient; more or less, to the laws that were given us there. Those who were faithful in all things there received greater blessings here, and those who were not faithful received less” (Doctrines of Salvation 1:61).

        The negroes are not equal with other races where the receipt of certain spiritual blessings are concerned, particularly the priesthood and the temple blessings that flow therefrom…” (Mormon Doctrine, p.527, 1966 ed.).

        “If I were to marry a Negro woman and have children by her, my children would all be cursed as to the priesthood. Do I want my children cursed as to the priesthood? If there is one drop of Negro blood in my children, as I read to you, they receive the curse. There isn’t any argument, therefore, as to inter-marriage with the Negro, is there?…Now we are generous with the Negro. We are willing that the Negro have the highest kind of education.

        I would be willing to let every Negro drive a Cadillac if they could afford it. I would be willing that they have all the advantages they can get out of life in the world. But let them enjoy these things among themselves. I think the Lord segregated the Negro and who is man to change that segregation? It reminds me of the scripture on marriage, ‘what God hath joined together, let not man put asunder.’ Only here we have the reverse of the thing— What God hath separated, let not man bring together again” (Mark E. Petersen, “Race Problems as They Affect the Church,” August 27, 1954, p.21).

        “Shall I tell you the law of God in regard to the African race? If the white man who belongs to the chosen seed mixes his blood with the seed of Cain, the penalty, under the law of God, is death on the spot. This will always be so” (Journal of Discourses, 10:110).

        “And after the flood we are told that the curse that had been pronounced upon Cain was continued through Ham’s wife, as he had married a wife of that seed. And why did it pass through the flood? Because it was necessary that the devil should have a representation upon the earth as well as God” (John Taylor, Journal of Discourses 22:304).

        “Why is it, in fact, that we should have a devil? Why did the Lord not kill him long ago? Because he could not do without him. He needed the devil and a great many of those who do his bidding to keep men straight, that we may learn to place our dependence on God, and trust in Him, and to observe his laws and keep his commandments. When he destroyed the inhabitants of the antediluvian world, he suffered a descendant of Cain to come through the flood in order that he might be properly represented upon the earth” (Journal of Discourses 23:336).

        “When He [God] placed the mark on Cain, He engaged in segregation. When he told Enoch not to preach the gospel to the descendants of Cain who were black, the Lord engaged in segregation. When He cursed the descendants of Cain as to the Priesthood, He engaged in segregation” (Petersen, Race Problems, p.15).
        “If that Negro is faithful all his days, he can and will enter the celestial kingdom. He will go there as a servant, but he will get a celestial resurrection.” (Petersen, Race Problems, p.15).

        Prophet Joseph Smith, Jr. (1805 – 1844):

        “I do not believe that the people of the North have any more right to say that the South shall not hold slaves, than the South have to say the North shall…. the first mention we have of slavery is found in the Holy Bible…. And so far from that prediction being averse to the mind of God, it [slavery] remains as a lasting monument of the decree of Jehovah, to the shame and confusion of all who have cried out against the South, in consequence of their holding the sons of Ham in servitude.” – Prophet Joseph Smith, Jr., History of the Church, v. 2, p. 438

        “Thirteenth – ‘Are the Mormons abolitionists?’ No, unless delivering the people from priestcraft, and the priests from the power of Satan, should be considered abolition. But we do not believe in setting the negroes free.” – Prophet Joseph Smith, Jr., History of the Church, v.3, p. 29

        Prophet Brigham Young (1801-1877):

        “When all the other children of Adam have had the privilege of receiving the priesthood and of coming into the Kingdom of God and of being redeemed from the four quarters of the earth, and have received their resurrection from the dead, then it will be time enough to remove the curse from Cain and his posterity.” – Prophet Brigham Young, Journal of Discourses, v. 2, pp. 142-143

        “You must not think, from what I say, that I am opposed to slavery. No! The negro is damned, and is to serve his master till God chooses to remove the curse of Ham.”
        – Prophet Brigham Young, New York Herald, May 4, 1855, as cited in Dialogue: A Journal of Mormon Thought, Spring 1973, p. 56

        “The moment we consent to mingle with the seed of Cain the Church must go to destruction, – we should receive the curse which has been placed upon the seed of Cain, and never more be numbered with the children of Adam who are heirs to the priesthood until that curse be removed.” – Prophet Brigham Young, Brigham Young Addresses, Feb. 5, 1852, LDS historical department

        “Cain slew his brother…. and the Lord put a mark upon him, which is the flat nose and black skin. Trace mankind down to after the flood, and tehn another curse is pronounced upon the same race – that they should be the ‘servant of servants,’ and they will be, until that curse is removed; and the Abolitionists cannot help it, nor in the least alter that decree. How long is that race to endure the dreadful curse that is upon them? That curse will remain upon them, and they never can hold the Priesthood or share in it until all the other descendants of Adam have received the promises and enjoyed the blessings of the Priesthood and the keys thereof. Until the last ones of the residue of Adam’s children are brought up to that favorable position, the children of Cain cannot receive the first ordinances of the Priesthood. They were the first that were cursed, and they will be the last from whom the curse will be removed. When the residue of the family of Adam come up and receive their blessings, then the curse will be removed from the seed of Cain, and they will receive blessings in like proportion.” – Prophet Brigham Young, Journal of Discourses, v. 7, pp. 290-291

        “Why are so many of the inhabitants of the earth cursed with a sin of blackness? It comes in consequence of their fathers rejecting the power of the Holy Priesthood, and the law of God. They will go down to death. And when all the rest of the children have received their blessings in the Holy Priesthood, then that curse will be removed from the seed of Cain, and they will then come up and possess the priesthood, and receive all the blessings which we now are entitled to. The volition of the creature is free; this is a law of their existence, and the Lord cannot violate his own law; were he to do that, he would cease to be God. He has placed life and death before his children, and it is for them to choose. If they choose life, they receive the blessings of life; if they chose death, they must abide the penalty. This is a law which has always existed from all eternity, and will continue to exist throughout all the eternities to come.” – Prophet Brigham Young, Journal of Discourses, v. 11, p. 272

        “I am as much opposed to the principle of slavery as any man in the present acceptation or usage of the term, it is abused. I am opposed to abuseing [sic] that which God has decreed, to take a blessing, and make a curse of it. It is a great blessing to the seed of Adam to have the seed of Cain for servants…. Let this Church which is called the Kingdom of God on the earth; we will sommons [sic] the first presidency, the twelve, the high counsel, the Bishoprick [sic], and all the elders of Isreal [sic], suppose we summons them to apear [sic] here, and here declare that it is right to mingle our seed with the black race of Cain, that they shall come in with us and be pertakers [sic] with us of all the blessings God has given to us. On that very day, and hour we should do so, the priesthood is taken from this Church and the Kingdom of God leaves us to our fate.” – Prophet Brigham Young, Brigham Young Addresses, Feb. 5, 1852, LDS archives

        Prophet John Taylor (1808 – 1887):

        “For instance, the descendants of Cain cannot cast off their skin of blackness, at once, and immediately, although every should of them should repent…. Cain and his posterity must wear the mark which God put upon them; and his white friends may wash the race of Cain with fuller’s soap every day, they cannot wash away God’s mark.”
        Prophet John Taylor, Millennial Star, v. 14, p. 418

        “And after the flood we are told that the curse that had been pronounced upon Cain was continued through Ham’s wife, as he had married a wife of that seed. And why did it pass through the flood? Because it was necessary that the devil should have a representation upon the earth as well as God; and that man should be a free agent to act for himself, and that all men might have the opportunity of receiving or rejecting the truth, and be governed by it or not according to their wishes and abide the result; and that those who would be able to associate with the Gods in the eternal worlds. It is the same eternal programme. God knew it and Adam knew it.” – Prophet John Taylor, Journal of Discourses, v. 22, p. 304

        Apostle Orson Hyde (1805-1878):

        “We feel it to be our duty to define our position in relation to the subject of slavery. There are several men in the valley of the Salt Lake from the Southern States, who have their slaves with them.” – Apostle Orson Hyde, Millennial Star, 1851, p. 63

        Apostle George F. Richards ( 1861 – 1950 ):

        “The Negro is an unfortunate man. He has been given a black skin. But that is as nothing compared with that greater handicap that he is not permitted to receive the Priesthood and the ordinances of the temple, necessary to prepare men and women to enter into and enjoy a fullness of glory in the celestial kingdom [i.e., godhood].”
        Apostle George F. Richards, Conference Report, April 1939, p. 58


        Prophet David O. McKay (1873 – 1970):

        “I know of no scriptural basis for denying the Priesthood to Negroes other than one verse in the Book of Abraham (1:26); however, I believe, as you suggest that the real reason dates back to our pre-existent life.” – Prophet David O. McKay, as quoted in Mormonism and the Negro, Part 2, p. 19

        Prophet Joseph Fielding Smith (1876 – 1972):

        “Not only was Cain called to suffer, but because of his wickedness he became the father of an inferior race. A curse was placed upon him and that curse has been continued through his lineage and must do so while time endures…. they have been made to feel their inferiority and have been separated from the rest of mankind from the beginning.”
        Prophet Joseph Fielding Smith, The Way to Perfection, p. 101, 1935

        “It is true that the negro race is barred from holding the Priesthood, and this has always been the case. The Prophet Joseph Smith taught this doctrine, and it was made known to him, although we know of no such statement in any revelation in the Doctrine and Covenants, Book of Mormon, or the Bible.”
        Prophet Joseph Fielding Smith, The Improvement Era, v. 27, p. 565

        “It is very clear that the mark which was set upon the descendants of Cain was a skin of blackness… It has been noticed in our day that men who have lost the spirit of the Lord, and from whom His blessings have been withdrawn, have turned dark to such an extent as to excite the comments of all who have known them.” – Prophet Joseph Fielding Smith, Juvenile Instructor, v. 26, p. 635

        “There were no neutrals in the war in heaven. All took sides either with Christ or with Satan. Every man had his agency there, and men receive rewards here based upon their actions there, just as they will receive rewards hereafter for deeds done in the body. The Negro, evidently, is receiving the reward he merits.” – Prophet Joseph Fielding Smith, Doctrines of Salvation, pp. 65-66

        “There is a reason why one man is born black and with other disadvantages, while another is born white with great advantages. The reason is that we once had an estate before we come here, and were obedient, more or less, to the laws that were given us there. Those who were faithful in all things there received greater blessings here, and those who were not faithful received less.” – Prophet Joseph Fielding Smith, Doctrines of Salvation, p. 61

        “It is not the authorities of the Church who have placed a restriction on him [the black man] regarding the holding of the Priesthood. It was not the Prophet Joseph Smith…. It was the Lord!” – Prophet Joseph Fielding Smith, quoted in John J. Stewart, The Glory of Mormonism, 1963, p. 154

        Apostle LeGrand Richards (1886 – 1983):

        “Walters: On this revelation, of the priesthood to the Negro, I’ve heard all kinds of stories: I’ve heard that Joseph Smith appeared; and then I heard another story that Spencer Kimball had had a concern about this for some time, and simply shared it with the apostles, and they decided that this was the right time to move in that direction. Are any of those stories true, or are they all?

        [Apostle LeGrand] Richards: Well, the last one is pretty true, and I might tell you what provoked it in a way. Down in Brazil, there is so much Negro blood in the population there that it’s hard to get leaders that don’t have Negro blood in them. We just built a temple down there. It’s going to be dedicated in October. All those people with Negro blood in them have been raising money to build that temple. If we don’t change, then they can’t even use it. Well, Brother Kimball worried about it, and he prayed a lot about it.” – Apostle LeGrand Richards in an interview with Wesley P. Walters and Chris Vlachos, August 16, 1978, Church Office Building

        Apostle Bruce R. McConkie (1915-1985):

        “Negroes in this life are denied the priesthood; under no circumstances can they hold this delegation of authority from the Almighty. The gospel message of salvation is not carried affirmatively to them…. Negroes are not equal with other races where the receipt of certain spiritual blessings are concerned…” – Apostle Bruce R. McConkie, Mormon Doctrine, p. 477, 1958

        Apostle Mark E. Peterson (1900 – 1984):

        “When he told Enoch not to preach the gospel to the descendants of Cain who were black, the Lord engaged in segregation.” – Apostle Mark E. Peterson, “Race Problems – As They Effect the Church,” Address given at the Convention of Teachers of Religion on the College Level, delivered at BYU, August 27, 1954

        “I think the Lord segregated the Negro and who is man to change that segregation?” – Apostle Mark E. Peterson, “Race Problems As They Affect The Church,” Address At the Convention of Teachers of Religion On the College Level, delivered at BYU, August 27, 1954; see Abanes, One Nation Under God, p. 363

        “Is there reason then why the type of birth we receive in this life is not a reflection of our worthiness or lack of it in the pre-existent life? … can we account in any other way for the birth of some of the children of God in darkest Africa, or in flood-ridden China, or among the starving hordes of India, while some of the rest of us are born here in the United States? We cannot escape the conclusion that because of performance in our pre-existence some of us are born as Chinese, some as Japanese, some as Latter-day Saints. There are rewards and punishments, fully in harmony with His established policy in dealing with sinners and saints, rewarding all according to their deeds….
        “Let us consider the great mercy of God for a moment. A Chinese, born in China with a dark skin, and with all the handicaps of that race, seems to have little opportunity. But think of the mercy of God to Chinese people who are willing to accept the gospel. In spite of whatever they might have done in the pre-existence to justify being born over there as Chinamen, if they now, in this life, accept the gospel and live it the rest of their lives they can have the Priesthood, go to the temple and receive endowments and sealings, and that means they can have exaltation. Isn’t the mercy of God marvelous? Think of the Negro, cursed as to the Priesthood…. This Negro, who, in the pre-existence lived the type of life which justified the Lord in sending him to the earth in the lineage of Cain with a black skin, and possibly being born in darkest Africa – if that Negro is willing when he hears the gospel to accept it, he may have many of the blessings of the gospel. In spite of all he did in the pre-existent life, the Lord is willing…. to give him the blessings of baptism and the gift of the Holy Ghost. If that Negro is faithful all his days, he can and will enter the Celestial Kingdom. He will go there as a servant, but he will get celestial glory.” – Apostle Mark E. Peterson, “Race Problems – As They Effect the Church,” Address given at the Convention of Teachers of Religion on the College Level, delivered at BYU, August 27, 1954

        “We must not inter-marry with the Negro. Why? If I were to marry a Negro woman and have children by her, my children would oil be cursed as to the priesthood. Do I want my children cursed as to the priesthood? If there is one drop of Negro blood in my children, as I have read to you, they receive the curse. There isn’t any argument, therefore, as to inter- marriage with the Negro, is there?” – Apostle Mark E. Peterson, “Race Problems – As They Effect the Church,” Address given at the Convention of Teachers of Religion on the College Level, delivered at BYU, August 27, 1954

        Apostle N. Eldon Tanner (1898 – 1982):

        “The Church has no intention of changing its doctrine on the Negro. Throughout the history of the original Christian church, the Negro never held the priesthood. There’s really nothing we can do to change this. It’s a law of God.’” – Apostle N. Eldon Tanner, Seattle Magazine, Dec. 1967, p. 60

        Others:

        “Having learned with extreme regret, that an article entitled, ‘Free People of Color,’ in the last number of the Star, has been misunderstood, we feel in duty bound to state, in this Extra, that our intention was not only to stop free people of color from emigrating to this state [Utah], but to prevent them from being admitted as members of the Church.” – The Evening and the Morning Star, July 16, 1833, reprinted in History of the Church, v. 1, pp. 378-379

        “… a black skin is a mark of the curse of heaven placed upon some portions of mankind.” – Juvenile Instructor, v. 3, p. 157

        “In fact we believe it to be a great sin in the eyes of our Heavenly Father for a white person to marry a black one. And further, that it is a proof of the mercy of God that no such race appear to be able to continue for many generations.” – Juvenile Instructor, v. 3, p. 165

        “We will first inquire into the results of the approbation or displeasure of God upon a people, starting with the belief that a black skin is a mark of the curse of heaven placed upon some portions of mankind…. We understand that when God made man in his own image and pronounced him very good, that he made him white.” – Juvenile Instructor, v. 3, p. 157

        “Those who believe that the Church ‘gave in’ on the polygamy issue and subsequently should give in on the Negro question are not only misinformed about Church History, but are apparently unaware of Church doctrine…. Therefore, those who hope that pressure will bring about a revelation need to take a closer look at Mormon history and the order of heaven.” – Elder John L. Lund, The Church and the Negro, pp. 104-105, 1967

        “Those who would try to pressure the Prophet to give the Negroes the Priesthood do not understand the plan of God nor the order of heaven. Revelation is the expressed will of God to man. Revelation is not man’s will expressed to God. All the social, political, and governmental pressure in the world is not going to change what God has decreed to be.” – Elder John L. Lund, The Church and the Negro, p. 109

        “First, [before the seed of Cain get the priesthood] all of Adam’s children will have to resurrect and secondly, the seed of Abel must have an opportunity to possess the Priesthood. These events will not occur until sometime after the end of the millennium.” – Elder John L. Lund, The Church and the Negro, pp. 109-110

        “The Church of Jesus Christ of Latter-day Saints has no call to carry the Gospel to the Negro, and it does not do so.” – Elder Arthur M. Richardson, That Ye May Not Be Desired, p. 13

        “Also, the gospel was not carried to this segregated black group… the Negroes tread the earth with black dishonorable bodies as a judgment of God because at the time of decision in the pre-existence they were faint-hearted and exhibited an infirmity of purpose – they were not valiant in the cause of the Lord Jesus Christ. Therefore, they were entitled to no better earthly lineage than that of the first early murderer, Cain. They were to be the ‘servant of servants.’ They were to be segregated. No effort was made to carry the gospel to them as a people.” – Elder Arthur M. Richardson, That Ye May Not Be Deceived, pp. 9-10

        “… No direct efforts have been made to proselyte among them [Negroes].” – Elder William E. Berrett, Vice President of Brigham Young University, Mormonism and the Negro, Part 2, p. 5

        “Even Joseph’s ‘calling for the end of slavery by 1850’ in his Presidential campaign is not so liberal as Brodie supposes…. Joseph Smith was, therefore, to some degree a racist, a segregationist, a colonizer, and only incidentally a supporter of abolition. He had some elements of liberalism in his thinking, but these had definite limits. His record… is marked with ambiguity.” – Marvin Hill, BYU Professor, Dialogue: A Journal of Mormon Thought, Autumn 1970, p. 99

        “A different thing is going on in South America where Mormon missionaries are pushing ahead full throttle. There the former careful selection to keep out ‘white Negroes’ has been allowed to slide a little…. ‘There is no question but that in Brazil they have been ordaining priests who are part Negro,’ said one careful observer.” – Wallace Turner, The Mormon Establishment, p. 261, 1966

        “The Negro Mormon can hold no office whatsoever in a church which offers some office to every one of its male members at some time in his life. A gray-haired Negro Mormon who may have spent his adult life in careful practice of all the complicated and demanding rules set down by the LDS church stands disenfranchised before the altar where a youth whose beard is just beginning to fuzz may preside.” – Wallace Turner, The Mormon Establishment, pp. 243-244

        “The Quorum upheld a decision by John Widtsoe denying a temple recommend to a ‘sister having one thirty-second of negro blood in her veins…’” – Dialogue: A Journal of Mormon Thought, Spring 1973, p. 66

        Because of LDS policy toward nonwhites, “the late sixties found the Brigham Young University the focal point of militant protests. Sports events provided the context for protests, boycotts, disrupted games, mass demonstrations, and ‘riots.’ At one point the conflict among schools within the Western Athletic Conference became so intense that the conference almost disbanded. Administrators, already embroiled in student demonstrations over Vietnam, began to separate themselves from the Mormon school. Stanford University, for instance, severed all relations with Brigham Young University.” – O. Kendall White, Jr., and Daryl White, “Abandoning an Unpopular Policy: An Analysis of the Decision Granting the Mormon Priesthood to Blacks,” Sociological Analysis, v. 41, p. 233, Fall 1980

        “In all humility I must say that God has not inspired me to feel good about the Church’s practices regarding Negroes…. when my wife and I went to San Francisco Ward’s bishop to renew our temple recommends, he told us that anyone who could not accept the Church’s stand on Negroes as a divine doctrine was not supporting the General Authorities and could not go to the temple. Later, in an interview with the stake president we were told the same thing: if you express doubts about the divinity of this ‘doctrine’ you cannot go to the temple.” – Grant Syphers, LDS scholar, Dialogue: A Journal of Mormon Thought, Winter 1967, p. 6

        “My plea, then to the civil rights organizations and to all critics of the Mormon Church is: get off our backs! … agitation over the ‘Negro issue’ by non-Mormon groups, or even by Mormon liberals, is likely simply to increase the resistance to change.” – Armand L. Mauss, Dialogue: A Journal of Mormon Thought, Winter 1967, pp. 38-39

        “The Church is either true or it isn’t. If it changes its stand on the strength of the ‘great stream of modern religious and social thought,’ it will be proven criticism…. If the Church is true it will hold to its beliefs in spite of its members. If it is false, more power to the easy- way-out philosophers who claim to know the ‘imperious truths of the contemporary world.’” – Paul C. Richards, Dialogue: A Journal of Mormon Thought, Autumn 1967, p. 6

        “The revelation that the church is talking about with respect to the Negro and the priesthood should have been sought 50 years ago – not now when we are forced into looking for one. Even if a revelation should come now, we have compromised our position because it looks as if we have been forced into seeking it, which will be true.” – Donald Ira French, Jr., Mormon elder and writer, Time, Nov. 1, 1963

        “A 12-year-old boy scout has been denied a senior patrol leadership in his troop because he is black, Don L. Cope, black ombudsman for the state, said Wednesday…. The ombudsman said Mormon ‘troop policy is that in order to become a patrol leader, he must be a deacon’s quorum president in the LDS church. Since the boy cannot hold the priesthood, he cannot become a patrol leader.” – Salt Lake Tribune, July 18, 1974

        “The Saints would have been so much better off if they had never gone near Missouri because they… compromised their position by adopting an idea that already prevailed… that ‘Negroes are cursed with a black skin and that they are intended as the curse of Noah on Canaan goes, to be ‘servant of servants.’” – Sterling McMurrin, “The Mormon Doctrine and the Negro,” address given to the Salt Lake Branch of the N.A.A.C.P., March 1969

        “There are Negroes born into families of wealth and refinement, others who are blessed with great talents, and there are those born into the lowest classes of society in Africa, in squalor and ignorance, living out their lives in a fashion akin to that of the animals. Does not this infinite variety of circumstance give further evidence of man’s being assigned that station in life which he has merited by his performance in the premortal existence.” – John J. Stewart, The Glory of Mormonism, 1963, inside front flap book cover and p. 44

        “When God allows a spirit to take on a Negroid body, do you suppose He is unaware of the fact that he will suffer a social stigma? Therefore, if you say this Church is unjust in not allowing the Negro to bear the Priesthood, you must, to be consistent, likewise say that God is even more unjust in giving him a black skin.” – John J. Stewart, The Glory of Mormonism, 1963, p. 154

        “I want to talk to you a little bit now about something that is not missionary work, and what I say is NOT to be given to your investigators [potential converts] by any matter of means…. Why is it that you are white and not colored?.. God is not unjust to cause a righteous spirit to be born as a cursed member of the black race.” – LDS European Mission president, Alvin R. Dyer, “For What Purpose?,” Missionary Conference in Oslo, Norway, March 18, 1961, printed in The Negro in Mormon Theology, pp. 48-58

        “With the concurrence of President McKay, a young man of known Negro ancestry was ordained to the priesthood after receiving a patriarchal blessing which did not assign him to a ‘cursed’ lineage. In another case, President McKay authorized two children with Negro ancestry to be sealed in the temple to the white couple who had adopted them.” – Dialogue: A Journal of Mormon Thought, Spring 1973, p. 45

        “[A Negro] looks as though he has been put in an oven and burnt to a cinder…. His hair baked crisp, his nose melted to his face, and the color of his eyes runs into the whites. Some men look as if they had only been burned brown; but he appears to have gone a stage further, and been cooked until he was quite black.” – “From Caucasian to Negro,” quoted in Bush, Mormonism’s Negro Doctrine: An Historical Overview, pp. 57-58, endnote #99

        R.L.D.S. Prophet, Joseph Smith III

        “It is expedient in me that you ordain priests unto me, of every race who receive the teachings of my law, and become heirs accourding to the promise…. Be not hasty in ordaining men of the Negro race…” – RLDS Prophet Joseph Smith III, revelation to the RLDS Church, May 4, 1865

      • Prezado Wellington, dói demais ver um negro defendendo uma política racista que se vendeu como religião por mais de cem anos. Outras Igrejas pediram publicamente desculpas pelo seu papel durante a escravatura, ou durante a época do tráfico negreiro: desculpas pelo seu papel em manter em pé um regime profundamente injusto e desumano. Desconheço um tal pedido oficial de desculpas por parte da Igreja SUD, mas pode ser que não tenha essa informação.

        Quanto a não se saber os porquês: as razões estão aí, estão impressas no “Journal of Discourses”, declaradas claramente por Brigham Young, presidente da Igreja e considerado como profeta pelos SUDs, e por dezenas de outras Autoridades Gerais até pouco antes de 1976. Simplesmente não corresponde à verdade dizer-se que as razões pelo impedimento são desconhecidas! Em outras palavras: é uma mentira dizer isso. As razões dadas SEMPRE se relacionavam com um suposto papel covarde ou indeciso na suposta Grande Guerra nos Céus na suposta pré-existência, ao qual se adicionava tanto a suposta maldição contra Caim e, após isso, aquela contra Cam.

        Recordo, também (mas não tenho aqui a fonte, posso procurar caso alguém se interesse), que mesmo depois da suposta revelação de 1976, a Igreja, pelo menos nos EUA, continuava a desencorajar “casamentos mistos” entre brancos e afrodescendentes, como se houvesse alguma diferença entre pessoas com diferentes origens étnicas, como se não fossem todos membros de UMA raça, a humana.

      • sou negro e não me importo com isto..porque para acontecer isto, teve um propósito do senhor..o senhor jamais iria deixar a apostasia dentro de sua igreja acontecer novamente…irmãos…o mais importante é que a igreja esta estabelecida novamente pelo senhor e hj temos mais uma vez a comunicação entre Deus e os Homens aqui na terra. esta é a igreja do senhor…sem sombra de dúvidas..e ainda tenho dúvidas se este site é oficial da igreja..

      • Evenício, não li em lugar nenhum que este site é oficial da Igreja SUD.Pelo contrário, acho que as pessoas que o mantêm deixaram claro que não é. Isso faz alguma diferença para você? Pelo que entendi do site, é um lugar para pesquisas históricas e estudos sobre o mormonismo. É natural então que opiniões sejam declaradas que não necessariamente correspondam à linha de pensamento unificada que a liderança quer para seus membros.Tenho certeza de que eu não sou o único não-membro que visita e às vezes escreve por aqui.

      • Wellington, quando um dia seu filho crescer e lhe perguntar por quê ele é negro , fale o que os “santos profetas” ensinaram por mais de um século, lembre que o pai da mentira é o diabo, fale a verdade.

        [Editado e moderado de acordo com a Política de Comentários]

      • Daniel Fonseca,
        Não sei de onde és, mas acompanhei as suas palavras sobre esse assunto, realmente isso é um caso muito sério. Isto porque, esta realidade pode por em causa a fé de muitos cristãos, nós que já somos firmes na igreja sentimos abalados com isso, quanto mas um recém converso ou um pesquisador!!! Porque não é de admitir uma igreja verdadeira e guiada por Jesus Cristo cometer um erro desses. E face a esse fato começa a surgir duvidas e inseguranças.

        Quase que tenho a certeza de que há pessoas que já abandonaram a igreja por essa mesma razão, e e e e isso vai alastrando cada vez mais, portanto, eu acho que esse assunto deve ser tratado com mais respeito e intendimento.
        Relativamente a um suposto pedido de desculpas como havias sugerido, se calhar não seria a melhor saída para isso, mas pode ser um dos atos paralelo.

        Pois, as pessoas de corres escuras devem por iniciativas próprias ignorar esse erro imutável, nesse caso seria um ATO DE PERDÃO.

        Ala2, Coimbra, Portugal

      • Sou brasileiro Irmão, João Pessoa -PB, Quando nós erramos a igreja ensina que confessemos nossos erros e tentemos consertar para que haja o perdão, porque ela não segue o que ensina? é meio confuso isso não? Ou seria a igreja de Jesus cristo querendo agradar as pessoas e tentando encontrar um meio de falar essas coisas ao público manipulando a verdade para que as pessoas aceitem sem perguntar nada?

        Queria ver um comunicado da igreja falando sobre isso nos mínimos detalhes e deixar de falar que não sabe das coisas.

      • O que me parece é que você está indignado e exige que a Igreja assuma uma culpa, até me parece que você mesmo está se sentindo na posição de direito de chamar a igreja ao arrependimento, se fomos procurar erros, vamos achar erros em tudo, nada é perfeito, o Senhor é perfeito más a igreja precisa ser guiada aqui na terra por pessoas imperfeitas e pessoas imperfeitas fazem um trabalho imperfeito, se o trabalho da igreja teve erros, e o seu trabalho aqui está sendo perfeito irmão ? deixando de lado esse assunto, olhe o oposto, olhe o quanto a igreja ajudou e tem ajudado a humanidade independentemente de raça ou etnia, olhe quantas vidas e famílias tem sido abençoadas através dos ensinamentos da igreja, veja isso, pondere sobre isso e pense se há a necessidade de debater logo sobre as falhas, lembre-se irmão o espirito de discórdia não vem de Deus e você nunca fará justiça cometendo um erro para apontar outro.

      • Irmão Carlos eu fico realmente indignado quando penso no que os irmão do passado sofreram por causa de uma posição da igreja, que já assumiu não ter sido uma revelação de Deus ao menos no que diz respeito as negros serem representantes de Satanás entre outras coisas, no entanto cresci na igreja ouvindo testemunhos e ensinamentos de líderes falando que a igreja é perfeita, mas com essa publicação da igreja ela nega muitas coisas que foram ensinadas por líderes ‘isso inclui profetas’ da igreja por mais de 1 século, ai eu te pergunto se isso foi errado o que era certo então que os profetas ensinaram no passado? a Poligamia? minha indignação maior é que a igreja não fala abertamente sobre isso, tem medo de que? ta escondendo o q? é isso que quero saber e como membro da igreja tenho todo o direito.

      • Daniel,

        Eu tenho pena, são das pessoas negras que foram humilhadas por uma doutrina covarde e perversa como foi essa praticada pelo mormonismo por mais de um século, ela vive hoje nas mentes doentia de muitos mórmons. Essa não foi apenas uma posição ou opinião como você diz, esse mecanismo é muito usado pelos apologistas mórmons moderno, pois criaram o que eu chamo de doutrina da opinião, esse argumento é frágil e covarde. A igreja mórmon ensinou sim como uma doutrina, a literatura mórmon desmascara esse insulto a nossa inteligência, e vou mais além, essa igreja ainda ensina essa doutrina diabólica, pois a igreja mórmon, nunca negou tal doutrina, ,nunca reconheceu essa maldade ou pediu desculpas, apenas através de apóstolo foi dito:”esqueçam tudo que foi dito”, foi assim que essa igreja se manifestou.

      • Pra começar não existe Igreja Mórmon e se você acredita em Deus procure aceitar os pensamentos dele e não a sua visão limitada sobre alguma revelação. Você está falando sobre o sacerdócio negado aos negros e por que só os judeus receberam o sacerdócio? E então isso é o quê à vista dos homens? Amor ou racismo?

      • Vlademir,

        Leia a seguinte declaração do Apóstolo Dallin Oaks : “Meu dever como membro do Conselho dos Doze é a de proteger o que é mais original sobre a igreja mórmon, ou seja, a autoridade do sacerdócio, o testemunho a respeito da restauração do evangelho ea missão divina do Salvador. Tudo pode ser sacrificado a fim de manter a integridade de tais factos essenciais. Assim, se Mormon Enigma revela informações que é prejudicial para a reputação de Joseph Smith, então é necessário para tentar limitar a sua influência ea de seus autores. ” 

        Acho que você deve ensinar ao Apóstolo que não existe essa tal Igreja Mórmon. Sobre a relação dos negros com os Judeus, vc sobra novamente, duas histórias diferentes em contextos totalmente separados pelo tempo.

      • Meu caro irmão, jó passou por desafios extremos sem que soubesse o por que de tantos sofrimentos e dores e poderia ter renegado a Deus, sua fé e princípios e não o fez, assim tb passei aprox. 10 de anos de dor e angustia e um turbilhão de duvidas, mas elas cessaram porque não permiti que mudasse a minha historia de vida e literalmente lutei e travei intensamente luta contra demônios e espíritos malignos , principalmente nas longas madrugadas das noites, com pesadelos e pertubações espirituais., vivi experiências extrafísicos, desci a degraus de submundo de espíritos e pude contemplar a manipulação energética e suas influências na psíquica dos homens sem que ao menos possam suspeitar e acham que são ideias e pensamentos próprios e são hipnosugestão por indução sugestiva.

        Nem imaginas o que existe além da matéria e toda associação de seres milenares; o que sabeis e o superficial que até as criança sabem, precisamos conhecer a metafisica, a transcendência do espirito imortal e conhecer o mundo espiritual; essa vida só é uma copia de ilusões equiparado com a realidade espiritual depois desta vida.

        Vivemos uma vida sensorial manifestada nos sentidos do materialismo, prazeres, comer, beber e depois morrer e Deus justificará todos os nossos atos, isso é totalmente enganoso e satanas acalentará e adormecerá a muitos.

      • Mas o que os profetas falam não é como se saísse da boca do próprio Deus? Então, se BY recebeu a divina missão de proibir negros, foi porque Deus quis, afinal, se fosse contra a vontade de Deus, Ele retiraria BY da Igreja SUD e não foi feito isso! Agora depois de anos, vem dizer que não apoiam MAIS essa Doutrina, é no mínimo, infeliz para a Igreja. Se um Profeta selou negros como servos eternos de brancos, excluiu do sacerdócio os negros e sabe-se lá mais o quê foi feito com essa etnia, conclui-se que não se pode confiar no que os Profetas dizem, seja porque Deus não fala com eles ou eles apenas falam o que querem que seja. Se a Igreja é baseada em revelação e seu Profeta mente que Deus ordenou…. Só falta dizer que não devemos nos ater a isso, que esse é um caso isolado(o que não muda nada, basta um errar, que todas as revelações podem ser contestadas) e que cada um deve orar para saber da verdade[ora, se fosse assim, os apóstolos, setentas, lideres de área, que teoricamente sabem mais, deveriam ser alertados pelo Espírito Santo(com um aperto no coração ou algo assim) e NADA!Nada disso, tudo fluiu perfeitamente, aceitaram como revelação normal]. Fala sério, viu?

      • Tanto a proibição do Sacerdócio para Negros quanto o casamento plural foram e ainda são assuntos que me deixam com uma grande interrogação, ainda anseio pelo dia em que essa duvida será sanada!

      • Estas dúvidas já foram sanadas, basta analisar os fatos concretos e não os sentimentos fantasiosos

      • confiem em nosso Profeta Monson…um homem tão integro não ficaria tão firme na igreja sabendo destas informações…principalmente nossa liderança como apostolos, setentas, autoridade de áreas…gente cuidado!!! eles não são tao burros a ponto de saber de um erro tão ignorante e não ter falado antes principalmente Pres. Brighan yong acho que assim que se escreve.,..abraços a todos

        [Editado e moderado de acordo com a Política de Comentários]

  2. Erro normal dos profetas. Assim como Pedro queria negar a pregação aos gentios. Brigou com Paulo. Depois Deus revelou a Pedro, dando-lhe uma dura.

    • Ou Paulo é que queria “inventar moda”?
      Mateus 15.
      21. Partindo dali, Jesus foi para a região de Tiro e Sidônia.
      22. Uma mulher cananeia, vinda daquela região, pôs-se a gritar: “Senhor, filho de Davi, tem compaixão de mim: minha filha é cruelmente atormentada por um demônio!”
      23. Ele não lhe respondeu palavra alguma. Seus discípulos aproximaram-se e lhe pediram: “Manda embora essa mulher, pois ela vem gritando atrás de nós”.
      24. Ele tomou a palavra: “Eu fui enviado somente às ovelhas perdidas da casa de Israel”.
      25. Mas a mulher veio prostrar-se diante de Jesus e começou a implorar: “Senhor, socorre-me!”
      26. Ele lhe disse: “Não fica bem tirar o pão dos filhos para jogá-lo aos cachorrinhos”.
      27. Ela insistiu: “É verdade, Senhor; mas os cachorrinhos também comem as migalhas que caem da mesa de seus donos!”
      28. Diante disso, Jesus respondeu: “Mulher, grande é tua fé! Como queres, te seja feito!” E a partir daquela hora, sua filha ficou curada.

      Ou seja, Jesus foi enviado SOMENTE ÀS OVELHAS PERDIDAS DA CASA DE ISRAEL e Ele deu uma “esmola” para ela, já que ela tinha muita fé, mas SÓ ISSO!

  3. Agora to confusa profeta errar em uma doutrina acho isso inaceitável,por que o Espirito Santo ensina a verdade sobre todas as coisas ou seja se ele errou nisso não havia Espirito Santo.

    • Sandra, compreendo sua perplexidade. É muito forte na cultura da Igreja a ideia de que o presidente da Igreja ou as demais autoridades gerais não erram em nenhum momento. Mas dificilmente você encontrará essa ideia de infabilidade nas escrituras sud ou mesmo em declarações oficiais desses mesmos líderes. Sobre o papel do Espírito Santo, eu faria a seguinte pergunta: eu e você também podemos ter a administração do Espírito Santo, por que erramos?

      • Ué, mas no caso do profeta, o próprio Deus não se dirige a ele? Não ouve do Próprio Jeová?

    • O unico ser perfeito foi Jesus Cristo, todos os outros estao sujeitos a cometer erros e o Senhor entende que seus filhos aqui na terra sao mortais e imperfeitos mas e atraves deles que o Senhor realiza suas obras. Devemos agradecer pelos servos de Deus apoiar los mas tambem devemos buscar a orientacao do Espirito e nao depender totalmente neles, o Senhor espera que todos recebam sua palavra atraves do Espirito Santo, outro aspecto importante a entender e que o Espirito revela a verdade mas nos somos imperfeitos e podemos errar, Quando Jesus visitou os Nefitas apos sua ressureicao ele comecou a ensinar o povo e verificou os registros dos Nefitas e tao logo percebeu que Nefi havia esquecido de registrar sobre a ressureicao de outras pessoas como ele havia instruido atraves do Espirito, Nefi percebeu o erro e o Senhor o pediu para corrigir o registro, Moroni tambem lamentou sua fraqueza em escrever as palavras recebidas pelo Espirito e se preocupou que os Gentios nos Ultimos dias( Nos) que seriam instruidos e que teriam nivel de estudo avancado iria debochar de suas palavras escritas mas o Senhor o confortou dizendo que os sabios receberiam suas palavras com gratidao.Tudo isso para mim me da conforto em saber que o Pai Celestial nos ama e entende nossas fraquezas e tem um desejo grande de nos perdoar e nos ajudar a progredir nessa vida, ele esta sempre nos amparando nao devemos temer e sim confiar nele, devemos tambem ter mais caridade por nossos irmaos aqui na terra, devemos olhar todas as pessoas com compaixao e caridade mesmo aqueles que parecem estar perdidos no mundo, o Senhor sabe das dificuldades da vida mortal, ele ja sabia antes do mundo ser criado por isso ele preparou seu plano e enviou Jesus Cristo seu filho perfeito para redimir a humanidade, se estudarmos as escrituras podemos ver que a maioria da humanidade sera redimida da queda e recebera uma heranca no reino Celestial, poucos sao os que serao condenados eternamente, temos motivos para sermos felizes mesmo diante de dificuldades.

      • Jesus Cristo veio a terra justamente para justificar nossos erros, nao sei o que vc quer dizer com o seu comentario, Mas Deus tem muito mais amor e paciencia do que a maioria das pessoas acreditam, Os Profetas no velho testamento cometeram muitos erros e ate Davi que cometeu dois pecados gravissimos O Senhor o prometeu que ele nao iria sofrer eternamente, No novo testamento vemos dezenas de exemplos em que os Apostolos cometeram erros e pecados e ate Pedro sendo o mais fiel dos Apostolos chegou a negar o Salvador e mesmo assim Jesus continuou a chama-lo para o Apostolado e Presidencia de sua Igreja na epoca. Sua pergunta me parece sem fundamento.

      • Perdão, não vejo como você. Pra mim Jesus nunca veio para justificar erro de ninguém e sim para ensinar a alguns e re-ensinar a outros a amar a um único Deus(que não seria ele próprio) e amar ao próximo como a ti mesmo. Uma coisa são os Profetas errarem(Pedro negando Jesus entre outros erros), outra coisa são eles dizerem que estão propagando o que Deus quer, colocando seus “achismos” na boca do Eterno, fazendo-se Deus. Amor e paciência não significa perdão, significa justiça. Assim mostro o fundamento de meu argumento.

      • Se Jesus tivesse vindo somente para ensinar nao seria necessario todo o sofrimento no Gethesemane ou sua morte na cruz, de fato ele pagou nossos pecados e justificou nossa queda perante o Pai. Quando cometemos pecados estamos sujeito a Justica de Deus mas quando arrependemos Jesus interfere com o Pai para nos perdoarmos, o ato de justificacao inclui o Sacrificio de Cristo e a nossa condicao caida, falta de conhecimento perfeito, fraqueza da carne, a maneira que fomos criados, influencia do mundo, influencia do inimigo etc… assim como em uma corte um advogado de defesa vai usar todos esses argumentos para ajudar absolver um condenado porem Jesus faz sem roubar a Justica.

      • Como disse, não vejo como você. Jesus sofreu? Quem não sofre? Os ladrões na cruz também sofreram. (e quanto a ele ter suado sangue, exagero ou não, isso só demonstra que ele estava muito ferido, ver ligação entre isso e o motivo dele pagar nossos pecados, é interpretação cristã(leia-se Paulo de Tarso).
        Vamos ver o que o Altíssimo quer?
        “Da falsa acusação te afastarás; não matarás o inocente e o justo, porque não justificarei o ímpio.” Exodo 23:7
        Ué, o grande plano de Deus para a humanidade não era derramar sangue inocente para justificar o ímpio?
        “para que o sangue inocente se não derrame no meio da tua terra que o SENHOR, teu Deus, te dá por herança, pois haveria sangue sobre ti.” Deuteronomios 19:10.
        Deuteronomios (acredita-se que foi escrito por Moises) diz que haveria uma maldição sobre Israel se sangue inocente fosse derramado em israel. Então, é maldição ou é salvação que vem pelo derramamento de sangue inocente?
        Veja, discutindo com os fariseus sobre a licitude de se colher para comer no sábado, Jesus explica que nem tudo era tão rigoroso e declara que os judeus ao serem tão rigorosos acabavam por derramar sangue inocente. E para dizer isso, Jesus argumenta com o que se imagina estar em comunhão com o desejo de Deus:
        “Mas, se vós soubésseis o que significa: Misericórdia quero e não holocaustos, não teríeis condenado inocentes.” Mateus 12:7
        Se eles soubesse que Deus não quer holocausto… Hum. agora complicou! Para o cristianismo Deus quis sim um sacrifício e condenou sangue inocente. Inclusive isso seria o maior plano de Deus. “Holocausto quero e condenar um inocente”, esta deveria ser a frase ratificando o que diz o cristianismo.
        “Pois misericórdia quero, e não sacrifício, e o conhecimento de Deus, mais do que holocaustos.” Oseas 6:6
        “Pois não te comprazes em sacrifícios; ( do contrário, eu tos daria; e não te agradas de holocaustos. Sacrifícios agradáveis a Deus são o espírito quebrantado; coração compungido e contrito, não o desprezarás, ó Deus.” Salmos 51:16,17
        Contrário a isso foi o sacrifício de sangue que, por fim, Ele escolheu para fundar sua nova religião. Será?
        Leiamos: Salmos 40:6,7,8
        “Sacrifícios e ofertas não quiseste; abriste os meus ouvidos; holocaustos e ofertas pelo pecado não requeres. Então, eu disse: eis aqui estou, no rolo do livro está escrito a meu respeito; agrada-me fazer a tua vontade, ó Deus meu; dentro do meu coração, está a tua lei.”
        É isso que ensina Paulo de Tarso quando diz que Deus preparou um holocausto e uma oferenda pelo pecado para que o mundo se livrasse do julgo da lei? “holocaustos e ofertas pelo pecado não requeres.” Ah, requeres sim, né?
        Mas vocês podem dizer que isso tudo é o sacrifício de animais no templo e não o sacrifício de Jesus. Mas quem inventou isso de sacrifício de Jesus foi Paulo de Tarso e ele disse que Jesus morreu segundo a tradição dos judeus como um cordeiro imaculado. Portanto Jesus teria morrido como um sacrifício, um sacrifício que Deus afirmou e reafirmou não aceitar e que é superado por crer e obedecer ao Eterno.
        Segundo a bíblia, um escriba judeu perguntou a Jesus o que era o principal na sua mensagem.“Respondeu Jesus: O principal é: Ouve, ó israel, o Senhor, nosso Deus, é o único Senhor!” Marcos 12:30
        Caramba, eu achei que Jesus diria “o principal é que creiam em mim como senhor e salvador e serás lavado no sangue bla bla bla”. Esqueceram de ensinar o cristianismo a Jesus!
        Jesus falou que Deus é único (e essa é a grande mensagem de Jesus) e o que o escriba falou em seguida?
        “Disse-lhe o escriba: Muito bem, mestre (professor), e com verdade disseste que Ele é o único, e não há outro senão Ele, e quem amar a Deus de todo o coração e de todo o entendimento e de toda a força, e amar ao próximo como a si mesmo excede a todos os holocaustos e sacrifícios.” Marcos 12:32-33
        Jesus disse logo depois: “Não, não excede o holocausto do cordeiro de Deus, esse sim tirará o pecado do mundo.”Ops, Jesus não falou isso. Não ta na bíblia.
        “Vendo Jesus que ele havia respondido sabiamente, declarou-lhe: Não estás longe do reino de Deus. E já ninguém mais ousava interrogá-lo.” Marcos 12:34
        Não havia mais nada a ser dito, nenhuma pergunta e nenhuma resposta foi tão importante quanto essa, então todos se calaram. Excede todo holocausto? e a morte de Jesus pela salvação da humanidade? Seria uma crueldade inútil pois nem motivo havia.
        Não há limites para o Eterno, porém, Coerentíssimo e Sapientíssimo são dois dos seus nomes. E se Ele diz: “não sacrifiquem seus filhos, não matem inocentes pois eu não justificarei o ímpio” e logo depois ele sacrifica o próprio filho para justificar o ímpio, então, ou Deus se contradiz e deixa de ser sábio e coerente ou a estorinha de Paulo é balela.
        O Altíssimo envia Jesus para reafirmar “se soubessem o que significa ‘misericórdia quero e não sacrifícios’ não terias matado inocentes” e depois só perdoa a humanidade depois de um sacrifício de um inocente?
        Ele envia Jesus para dizer “O mais importante é seguir ao Eterno, a devoção sincera a Deus e a empatia para com o próximo e isso excede todos os holocaustos e sacrifícios” E de repente a sua nova religião é trinitarista e há um sacrifício que excede tudo?

      • Querido, continua errando constrangedoramente, a doutrina da expiação é conhecida desde o velho testamento veja: Números 15:28 : w’khiPer haKohën al-haNefesh haSHogeget B’che†’äh vish’gägäh lif’nëy y’hwäh l’khaPër äläyw w’niš’lach lô. . Isto está em hebraico transliterado… Está escritura sagrada diz que o sacerdote fará expiação por aquele que pecar por ignorância… Aqui a palavra ignorância é usada para separar dos que pecam com conhecimento… Que neste caso teriam “uma expiação digamos mais complicada (as vezes não teriam)… E 1 Cronicas 16:40 diz: l’haálôt olôt layhwäh al-miz’Bach häoläh Tämiyd laBoqer w’läärev ûl’khäl-haKätûv B’tôrat y’hwäh ásher tziûäh al-yis’räël. Diz para oferecer holocaustos ao Senhor CONTINUAMENTE… Voltemos ao problemas dos ignorantes e dos não ignorantes… Pecadores não ignorantes são chamados nas escrituras de ingênuos, tolos ou de zombadores porque eles subvertem deliberadamente as escrituras… Veja Provérbios 1:22 ad-mätay P’täyim T’ëhávû fetiy w’lëtziym lätzôn chäm’dû lähem ûkh’šiyliym yis’n’û-däat… A promessa para os zombadores não é muito desejável… Nem para os tolos ou ingênuos.

      • Silvio,
        Antes de dizer que errei “constrangedoramente”, você deveria ser mais humilde e honesto intelectualmente e colocar o contexto de Números 15. Como não gosto de jogar sujo, com interpretações baseadas em apenas UM versículo, vou lhe ajudar:
        1 O Senhor disse a Moisés:
        2 “Diga o seguinte aos israelitas: Quando entrarem na terra que dou a vocês para sua habitação
        3 e apresentarem ao Senhor uma oferta, de bois ou de ovelhas, preparada no fogo como aroma agradável ao Senhor, seja holocausto, seja sacrifício, para cumprir um voto ou como oferta voluntária ou como oferta relativa a uma festa,
        4 aquele que trouxer a sua oferta apresentará também ao Senhor uma oferta de cereal de um jarro da melhor farinha amassada com um litro de óleo.
        5 Para cada cordeiro do holocausto ou do sacrifício, prepare um litro de vinho como oferta derramada.
        6 “Para um carneiro, prepare uma oferta de cereal de dois jarros da melhor farinha com um litro de óleo,
        7 e um litro de vinho como oferta derramada. Apresente-a como aroma agradável ao Senhor.
        8 “Quando algum de vocês preparar um novilho para holocausto ou para sacrifício, para cumprir voto especial ou como oferta de comunhão ao Senhor,
        9 traga com o novilho uma oferta de cereal de três jarros da melhor farinha amassada com meio galão de óleo.
        10 Traga também meio galão de vinho para a oferta derramada. Será uma oferta preparada no fogo, de aroma agradável ao Senhor.
        11 Cada novilho ou carneiro ou cordeiro ou cabrito deverá ser preparado dessa maneira.
        12 Façam isso para cada animal, para tantos quantos vocês prepararem.
        13 “Todo o que for natural da terra deverá proceder dessa maneira quando trouxer uma oferta preparada no fogo, de aroma agradável ao Senhor.
        14 E, se um estrangeiro que vive entre vocês, ou entre os descendentes de vocês, apresentar uma oferta preparada no fogo, de aroma agradável ao Senhor, deverá fazer o mesmo.
        15 A assembleia deverá ter as mesmas leis, que valerão tanto para vocês como para o estrangeiro que vive entre vocês; este é um decreto perpétuo pelas suas gerações, que, perante o Senhor, valerá tanto para vocês quanto para o estrangeiro residente.
        16 A mesma lei e ordenança se aplicará tanto a vocês como ao estrangeiro residente”.
        17 O Senhor disse ainda a Moisés:
        18 “Diga aos israelitas: Quando vocês entrarem na terra para onde os levo
        19 e comerem do fruto da terra, apresentem uma porção como contribuição ao Senhor.
        20 Apresentem um bolo feito das primícias da farinha de vocês. Apresentem-no como contribuição da sua colheita.
        21 Em todas as suas gerações vocês apresentarão das primícias da farinha uma contribuição ao Senhor.
        Sacrifícios por culpa involuntária
        22 “Mas, se vocês pecarem e deixarem de cumprir todos esses mandamentos
        23 – tudo o que o Senhor ordenou a vocês por meio de Moisés, desde o dia em que o ordenou e para todas as suas gerações –
        24 e, se isso for feito sem intenção e não for do conhecimento da comunidade, toda a comunidade terá que oferecer um novilho para o holocausto de aroma agradável ao Senhor. Também apresentarão com sua oferta de cereal uma oferta derramada, conforme as prescrições, e um bode como oferta pelo pecado.
        25 O sacerdote fará propiciação por toda a comunidade de Israel, e eles serão perdoados, pois o seu pecado não foi intencional e eles trouxeram ao Senhor uma oferta preparada no fogo e uma oferta pelo pecado.
        26 A comunidade de Israel toda e os estrangeiros residentes entre eles serão perdoados, porque todo o povo esteve envolvido num pecado involuntário.
        27 “Se, contudo, apenas uma pessoa pecar sem intenção, ela terá que trazer uma cabra de um ano como oferta pelo pecado.
        28 O sacerdote fará propiciação pela pessoa que pecar, cometendo uma falta involuntária perante o Senhor, e ela será perdoada.
        29 Somente uma lei haverá para todo aquele que pecar sem intenção, seja ele israelita de nascimento, seja estrangeiro residente.
        30 “Mas todo aquele que pecar com atitude desafiadora, seja natural da terra, seja estrangeiro residente, insulta o Senhor, e será eliminado do meio do seu povo.
        31 Por ter desprezado a palavra do Senhor e quebrado os seus mandamentos, terá que ser eliminado; sua culpa estará sobre ele”

        Resumindo, Deus está falando sobre como deve ser feito(todas as regras ritualísticas) holocaustos de animais para tirar os pecados da comunidade de Israel e se houver estrangeiro entre eles. SÓ ISSO! Jesus nem entra aqui! Eles nem sabíam de Jesus. Não se aplica aqui o “sacrificio expiatório de Jesus” em momento algum. É querer encaixar o novo testamento em um versículo onde o contexto não fala dele!

        Outra. Crônicas 16:40 diz(eu ia colocar o contexto aqui, mas o post ficaria maior do que já está, então leiam em suas biblias):
        40 para, regularmente, de manhã e à tarde, apresentarem holocaustos no altar de holocaustos, de acordo com tudo o que está escrito na Lei do Senhor, que ele deu a Israel. (de manhã e a tarde regularmente ou continuamente), e você quis dizer o quê com isso? O que isso prova do “sacrificio de Jesus”? Aqui só mostra que os sacerdotes de Jeová tinham seus “afazeres sagrados” díarios, pelos 2 turnos, SÒ! Nada de Jesus aqui! A não ser que esse Jesus seja um animal, ou vão inventar que os sacerdotes falavam em parábolas?

        Quanto a Proverbio 1:22, também não vi correlação com Jesus, é apenas uma admoestação.

      • sinto muito más nesse você errou sim constrangedoramente ao se referir ao sacrificil do Senhor, “sofreu ? quem não sofre?” eu estava lendo vossos debates e quando me deparei com essa sua frase sinceramente foi o fim para mim, por que a unica coisa que vi é, um cara que acha que entende de algo e não conhece o minimo sobre o sacrificil expiatório ? errou constrangedoramente com direito a vergonha alheia.

    • Se o Profeta agiu de maneira errada, com certeza agiu por vontade própria, talvez, por motivos pessoais, e não por INSPIRAÇÃO DO ESPIRITO SANTO.
      Assim como outras Igrejas já se retrataram, é dever da Igreja SUD também se retratar sobre os erros cometidos no passado.

  4. Antonio,

    Também considero um excelente avanço estas explicações oficiais da Igreja sobre o banimento dos negros ao direito de serem ordenados ao Sacerdócio e também de gozarem de todas as bençãos do templo através do recebimento das ordenanças templárias.

    “O esforço de tratar o tema dos negros no passado mórmon através de fatos e sem apologia representa um importante passo na historiografia da Igreja. Também abre caminho para a compreensão de que líderes da Igreja podem ser influenciados pelo seu contexto cultural.”

    Excelente interpretação! Concordo com C maiúsculo! O ser humano é um ser histórico, é um ser construído histórica e culturalmente. Se assim somos, há de se esperar que nossos líderes do passado, também foram influenciados por seu contexto cultural e histórico, assim como ocorre conosco no mundo contemporâneo.

    Minha esperança é de que logo este material (a página seja traduzida para o português e demais línguas) esteja nas mãos de cada membro sud. Seria ótimo. E que também novas informações históricas sobre o tema (sem apologia alguma) pudessem ser colocadas de tempo em tempos nesta página da internet.

    Para quem tem seguido de perto os “passos” que a Igreja tem dado ultimamente, tem percebido um certo esforço, mesmo que tímido e de maneira “leve”, de tocar em assuntos polêmicos de sua história e doutrina. Vide o discurso de Dieter F. Uchtdorf na última conferência geral da IJCSUD, no qual ele afirmou que líderes do passado cometeram erros e de que muitos membros da Igreja abandonaram a Igreja ao entrarem em contato com informações históricas e doutrinárias que os mesmos encontraram em registros históricos na internet.

    Agora, quanto a sua indagação no final de seu post, Antonio, acredito que estas informações terão um alcance significativo entre os membros sud brasileiros, se forem primeiramente traduzidas para o português e disponibilizadas no site oficial da igreja em português, e em segundo, que saíssem como assunto de destaque na nossa famosa revista mensal A “Liarrona”.

  5. A igreja atual esta completamente diferente da igreja que Joseph Smith restaurou, estamos novamente em uma era de grande confusao, temo que o tempo que muitos previram ja esta as portas, hoje a igreja faz de tudo para ser aceita pelo mundo, a popularidade esta acima de tudo. Brigham Young, Nefi, Moroni, Mormon, Isaias previram o que aconteceria com a igreja de Cristo. No jornal de discursos de Brigham Young volume 4 paginas 326 e 327 ele declara que quando chegasse o dia que a igreja nao mais fosse perseguida e que o mundo tivesse mais aceitacao pela igreja seria justamente quando ela se apostataria novamente e estaria de maos dadas com a iniquidade, no volume 10 ele diz que nada causaria mais desanimo do que saber que essa igreja estaria em plena harmonia com o mundo. Irmaos esse dia esta chegando, Mitt Romney em sua louca busca pela casa branca negou varios pontos importantes da doutrina, G.B. Hinckley em various programas na Tv Americana fugiu ao maximo de pontos importantes da doutrina. Alma e Helama temeram muito quando a igreja comecou a crescer em seus dias e comecou a buscar aceitacao do mundo, fica mais evidente que os gentios a quem o Senhor se refere em 3 Nefi 16:10 se trata dos membros da igreja incluindo a lideranca, pois ele fala claramente de que se “pecarem contra a plenitude do evangelho” pois os gentios fora da igreja ainda nao receberam o evangelho, a frase pecar contra o evangelho indica ter o conhecimento de tal. Neste caso do Sacerdocio ser negado aos Negros mais uma vez a igreja esta se escondendo ao invez de dizer o que realmente foi, se foi uma revelacao entao que assim seja e se foi revelado que a restricao foi retirada atraves de revelacao entao que se diga assim e que deixe o mundo pensar o que quer, eu ja vejo em breve a igreja acomodando casamento gay, esse movimento ja esta em seus primeiros passos, mesmo porque nos EUA esse movimento ja esta em forca total com varios estados ja em uma disputa ardua para aprovar tal lei, se isso vier ocorrer na maioria dos Estados Americanos eventualmete igrejas que rejeitarem a realizar o casamento gay poderao perder seus status de insensao de impostos o que levaria a lideranca da igreja a loucura. Um fenomeno maligno que esta acontecendo na midia Americana e a constante publicacao favorel ao casamento gay e uma constante perseguicao ao casamento plural que foi instituido pelo Senhor que por sinal a igreja tambem tenta se distanciar.

    • Acho que a igreja nunca aceitaria o casamento de pessoas do memo sexo é totalmente contra nossa doutrina a família foi ordenada por Deus! Os príncipios de Deus não de adequam ao do mundo!

      • E se um profeta como BY dissesse que Deus ordenou que o casamento homossexual fosse aceito? Como saber se qualquer ordem de Deus vei Dele ou de um Profeta?

      • Nao acredito que BY errou mas sim a igreja atual que esta buscando a aceitacao do mundo como disse em meu comentario anterior, ha varias escrituras que confirmam a igreja se desviando do caminho correto, muitos membros acreditam que porque o Sacerdocio foi restaurado e por isso a igreja jamais caira em apostasia, aqueles que assim pensam estao muito enganados, em D&C 85: 7 o senhor fala da necessidade de enviar um outro Profeta, um poderoso para corrigir o destino de sua igreja (por em ordem a casa dele) no verso 11 ele fala diretamente sobre os lideres (aqueles que possuem o Sacerdocio maior e que se apostataram).

      • Fábio,

        compartilho da sua opinião sobre o desejo de maior aceitação por parte da Igreja, o que faz com que algumas práticas ou doutrinas mais peculiares ao mormonismo sejam relativizadas (sem falar daquelas já completamente abandonadas). E tal processo se iniciou ainda no século XIX.

        Mas acredito também que – sem desvalorizar o papel de Brigham Young em preservar a Igreja – não deveríamos imaginar que Brigham Young não adicionou seu próprio tempero ao mormonismo.

        Então, fica a pergunta: se Joseph Smith ordenou negros ao sacerdócio e Brigham Young interrompeu a prática, o que significa dizer que Brigham Young estava certo?

        Um abraço!

      • Concordo com seu entendimento mas vale se lembrar que ninguem era mais proximo do Profeta Joseph Smith do que Brigham Young, e foi justamente nele que os membros viram Joseph Smith, acho dificilmente Brigham Young ter errado nesse ponto por mais que eu gostaria que esse fosse o caso. Brigham Young foi Profeta e Presidente da Igreja por mais tempo do que qualquer outro homem; foi membro do quorum dos doze, foi presidente do mesmo; passou muito tempo com J.S. e foi ele quem estabeleceu a maior parte das cerimonias do templo, a maioria dos membros receberam fortes manifestacoes espirituais sobre seus ensinamentos alem de ter liderado a Igreja rumo ao Oeste, compare se com outros lideres depois dele.

      • Aí você está redondamente enganado caro neófito, BY conhecia bem Levítico 20:13 que diz: 20:13 w’iysh ásher yish’Kav et-zäkhär mish’K’vëy iSHäh Tôëväh äsû sh’nëyhem môt yûmätû D’mëyhem Bäm… Um profeta pode errar, mas jamais colocaria sua palavra em contra senso à lei…

      • Esse movimento esta muito forte nos EUA, com a Igreja cada dia mais em harmonia com o mundo nao sera dificil ver isso acontecendo, este ano a Igreja fez uma conferencia especial para discutir a posicao sobre os gays na igreja e nada mais nada mesmo que Steve Young (atleta Mormon mais famoso nos EUA) para dirigir o assunto, nao tenho nada contra os gays e ate acho muito bom a igreja buscar entender e ajudar os membros que sao gays, se fosse somente isso mas nao e o caso, a igreja sabe bem que se outras denominacoes comecarem a aceitar o casamento gay ela tambem estara sobre pressao para fazer o mesmo, com o desejo de ser popular e aceita pelo mundo cada vez mais forte nao sera dificil de isso realmente acontecer. Devemos estudar as escrituras diariamente para entender melhor o que esta acontecendo mas nao devemos estudar de forma condicionada usando os manuais da igreja ou mesmo os comentarios de introducao em cada capitulo e sim se aprofundarmos nas escrituras assim como Joseph Smith fez, de forma pura e com intencao.

      • Fábio, não tenho referências para fornecer, mas a muito tenho ouvido que um dia os membros deixarão de frequentar a igreja e passarão a se reunir em família nas suas casas. Será que esse dia chegará se a Igreja for alguma vez pressionada a aceitar o casamento gay?

      • Isso nao ocorrera por causa de uma eventual aceitacao de casamento gay, creio que tudo pode vir acontecer gradualmente que os membros aceitarao de forma normal, nas escrituras vemos que sempre que a igreja prosperava e ganhava popularidade ela acabava caindo em apostasia e uma nova restruturacao era necessaria. Creio que estamos mais ou menos nesse caminho novamente. Quanto ao fato dos membros se reunirem em suas casas acontecera devido a perseguicao, os que sobrarem da igreja terao que fugir de perseguicoes como aconteceu no periodo de Joseph Smith, ainda nao chegamos nesse tempo.

  6. Creio que a Igreja não tem que pedir desculpa de nada, os que são fiéis não se deixaram levar por este período e falo exclusivamente das pessoas de raça negra. Tantas são as histórias de homens e mulheres fiéis que esperaram no Senhor e nunca questionaram a verdadeira Igreja de Cristo.

  7. engraçado que a historia escrita da negra jane aqui esta pela metade ..ela nunca fez ordenanças no tenplo….as ordenanças feitas.. foram feitas por uma outra pessoa branca.em nome dela .porque ela nao podia entrar no tenplo.. e mesmo assim depois da humilhaçao de ser proibida de entrar no tenplo por causa de sua cor ..ainda foi selada a smith como escrava para sempre,,a igreja cada vez mas me decepsiona com essas mentiras…jane foi a unica negra na historia do mormonismo que se tem provas que foi selada como escrava para senpre..

    • Creio que esteja equivocado quando diz que a igreja anda com passos firmes, se observarmos bem e usarmos as escrituras e profecias podemos ver que o contrario esta acontecendo mas nao vou elaborar nesse assunto, somente digo que nao devemos confiar na carne e sim no Espirito.

Deixe um comentário abaixo:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s